Camilo enaltece ação da Polícia em Milagres e questiona se vítimas eram mesmo reféns

SEM RESPOSTAS

Camilo enaltece ação da Polícia em Milagres e questiona se vítimas eram mesmo reféns

“É estranho um refém de madrugada em um banco”, declarou Camilo Santana, que disse que a Polícia cumpriu a missão de evitar o assalto a dois bancos

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

7 de dezembro de 2018 às 16:09

Há 6 meses
Declaração foi feita em coletiva (FOTO: José Cruz/ Agência Brasil)

Declaração foi feita em coletiva (FOTO: José Cruz/ Agência Brasil)

*Atualizada às 19h40

O governador Camilo Santana (PT) enalteceu a ação da Polícia Militar que resultou em 14 mortos no município de Milagres, sendo oito bandidos e seis reféns, na madrugada desta sexta-feira (7), ao frustrar ataque a banco. “O fato é que eles estavam preparados para assaltarem dois bancos e não conseguiram assaltar nenhum”, declarou o petista, em entrevista coletiva na tarde desta sexta, em Fortaleza.

Na entrevista, o governador levantou a hipótese de que as vítimas não fossem reféns, e disse que é necessário aguardar as investigações antes que seja feito algum julgamento do trabalho policial. “É estranho um refém de madrugada em um banco”, questionou Camilo.

Ouça as declarações do governador Camilo Santana:

 

Em nota oficial mais cedo, porém, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) reconheceu que seis reféns foram mortos na operação policial. Nenhum nome foi divulgado, nem das vítimas e nem dos criminosos.

Conforme o Tribuna do Ceará apurou, o empresário João Batista de Sousa Magalhães, de 46 anos, e seu filho, Vinícius Magalhães, 14 anos, vieram até o Ceará para buscar parentes no aeroporto de Juazeiro do Norte. Eles estavam voltando de carro para Pernambuco junto com um casal e seu filho, após desembarcarem de um voo vindo de São Paulo.

O Tribuna do Ceará não conseguiu confirmar os nomes das três últimas vítimas, e nem o do sexto refém morto, que seria o motorista de Brejo Santo, no Ceará, que teve o caminhão utilizado para bloquear a via de acesso a Milagres no ataque aos bancos.

Investigação imparcial

Mais cedo nesta sexta-feira (7), o secretário de Segurança, André Costa, já havia prometido uma investigação à conduta dos policiais que participaram da operação.

“Temos que ser responsáveis e aguardar o trabalho de investigação. Aguardar a apuração que vai ser feita de forma imparcial e isenta. Esse trabalho que vai dizer o que aconteceu e como foi a dinâmica. Só assim a gente vai poder avaliar se houve ou não alguma atuação que poderia ser melhor por parte da polícia”, declarou.

Entenda o caso

Uma tentativa de assalto a banco, por volta das 2h15 desta sexta-feira (7), terminou com pelo menos 14 mortos no município de Milagres. Testemunhas afirmam que um intenso tiroteio durou cerca de 20 minutos. Em um vídeo feito por um morador, é possível ouvir o barulho dos tiros.

O prefeito de Milagres, Lielson Landim, confirmou em entrevista à Rádio Band News FM que metade das vítimas eram reféns e os outros seis mortos faziam parte do grupo criminoso. Os nomes das vítimas ainda não foram confirmados oficialmente.

Segundo a comerciante Eliane Alves, que possui um comércio ao lado da loja de informática de João Batista Magalhães, em Serra Talhada (PE), os moradores estão chocados com o ocorrido. “Estamos todos sem acreditar. Ele era muito conhecido por aqui, estamos em choque. Mataram ele e a família quase toda”, relata a comerciante.

Apreensões

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), três pessoas suspeitas de participarem da ação foram conduzidas para a delegacia da Polícia Civil. Uma pistola 9 milímetros, um revólver calibre 38, uma arma calibre 12 e explosivos foram apreendidos.

Três veículos envolvidos na ocorrência, sendo um Celta e duas caminhonetes, forma apreendidos. Equipes da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) realizam trabalho de levantamento de vestígios nos locais.

Equipes do Grupo de Ações Táticas Especial (Gate), do Comando Tático Rural (Cotar), da Força Tática (FT) e do Batalhão de Divisas – da PMCE – e da delegacia de Brejo Santo participam das buscas. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi destacada para auxiliar na operação.

Acompanhe o caso:

Ceará já registra 47 bancos, caixas eletrônicos e carros-forte atacados em 2018

“Apuração será imparcial”, promete secretário de Segurança após mortes de 6 reféns em operação policial

Na fuga em Milagres, bandido invadiu casa, deitou na cama de criança e se escondeu com lençol

Tentativa de assalto a banco deixa pelo menos 12 mortos em Milagres, na região do Cariri

Publicidade

Dê sua opinião

SEM RESPOSTAS

Camilo enaltece ação da Polícia em Milagres e questiona se vítimas eram mesmo reféns

“É estranho um refém de madrugada em um banco”, declarou Camilo Santana, que disse que a Polícia cumpriu a missão de evitar o assalto a dois bancos

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

7 de dezembro de 2018 às 16:09

Há 6 meses
Declaração foi feita em coletiva (FOTO: José Cruz/ Agência Brasil)

Declaração foi feita em coletiva (FOTO: José Cruz/ Agência Brasil)

*Atualizada às 19h40

O governador Camilo Santana (PT) enalteceu a ação da Polícia Militar que resultou em 14 mortos no município de Milagres, sendo oito bandidos e seis reféns, na madrugada desta sexta-feira (7), ao frustrar ataque a banco. “O fato é que eles estavam preparados para assaltarem dois bancos e não conseguiram assaltar nenhum”, declarou o petista, em entrevista coletiva na tarde desta sexta, em Fortaleza.

Na entrevista, o governador levantou a hipótese de que as vítimas não fossem reféns, e disse que é necessário aguardar as investigações antes que seja feito algum julgamento do trabalho policial. “É estranho um refém de madrugada em um banco”, questionou Camilo.

Ouça as declarações do governador Camilo Santana:

 

Em nota oficial mais cedo, porém, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) reconheceu que seis reféns foram mortos na operação policial. Nenhum nome foi divulgado, nem das vítimas e nem dos criminosos.

Conforme o Tribuna do Ceará apurou, o empresário João Batista de Sousa Magalhães, de 46 anos, e seu filho, Vinícius Magalhães, 14 anos, vieram até o Ceará para buscar parentes no aeroporto de Juazeiro do Norte. Eles estavam voltando de carro para Pernambuco junto com um casal e seu filho, após desembarcarem de um voo vindo de São Paulo.

O Tribuna do Ceará não conseguiu confirmar os nomes das três últimas vítimas, e nem o do sexto refém morto, que seria o motorista de Brejo Santo, no Ceará, que teve o caminhão utilizado para bloquear a via de acesso a Milagres no ataque aos bancos.

Investigação imparcial

Mais cedo nesta sexta-feira (7), o secretário de Segurança, André Costa, já havia prometido uma investigação à conduta dos policiais que participaram da operação.

“Temos que ser responsáveis e aguardar o trabalho de investigação. Aguardar a apuração que vai ser feita de forma imparcial e isenta. Esse trabalho que vai dizer o que aconteceu e como foi a dinâmica. Só assim a gente vai poder avaliar se houve ou não alguma atuação que poderia ser melhor por parte da polícia”, declarou.

Entenda o caso

Uma tentativa de assalto a banco, por volta das 2h15 desta sexta-feira (7), terminou com pelo menos 14 mortos no município de Milagres. Testemunhas afirmam que um intenso tiroteio durou cerca de 20 minutos. Em um vídeo feito por um morador, é possível ouvir o barulho dos tiros.

O prefeito de Milagres, Lielson Landim, confirmou em entrevista à Rádio Band News FM que metade das vítimas eram reféns e os outros seis mortos faziam parte do grupo criminoso. Os nomes das vítimas ainda não foram confirmados oficialmente.

Segundo a comerciante Eliane Alves, que possui um comércio ao lado da loja de informática de João Batista Magalhães, em Serra Talhada (PE), os moradores estão chocados com o ocorrido. “Estamos todos sem acreditar. Ele era muito conhecido por aqui, estamos em choque. Mataram ele e a família quase toda”, relata a comerciante.

Apreensões

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), três pessoas suspeitas de participarem da ação foram conduzidas para a delegacia da Polícia Civil. Uma pistola 9 milímetros, um revólver calibre 38, uma arma calibre 12 e explosivos foram apreendidos.

Três veículos envolvidos na ocorrência, sendo um Celta e duas caminhonetes, forma apreendidos. Equipes da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) realizam trabalho de levantamento de vestígios nos locais.

Equipes do Grupo de Ações Táticas Especial (Gate), do Comando Tático Rural (Cotar), da Força Tática (FT) e do Batalhão de Divisas – da PMCE – e da delegacia de Brejo Santo participam das buscas. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi destacada para auxiliar na operação.

Acompanhe o caso:

Ceará já registra 47 bancos, caixas eletrônicos e carros-forte atacados em 2018

“Apuração será imparcial”, promete secretário de Segurança após mortes de 6 reféns em operação policial

Na fuga em Milagres, bandido invadiu casa, deitou na cama de criança e se escondeu com lençol

Tentativa de assalto a banco deixa pelo menos 12 mortos em Milagres, na região do Cariri