Bandidos invadem casa, espancam cachorros, fazem arrastão e roubam até um papagaio

VIOLÊNCIA SEM CONTROLE

Bandidos invadem casa, espancam cachorros, fazem arrastão e roubam até um papagaio

Assustada com a violência, a família já tinha decidido se mudar do Ceará, mas agora eles ficaram praticamente só com a roupa do corpo

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

19 de setembro de 2017 às 10:22

Há 2 meses
A casa foi invadida no domingo pela manhã (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A casa foi invadida no domingo pela manhã (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Uma residência localizada no Bairro Jangurussu, em Fortaleza, foi invadida por criminosos no último domingo (17). Os donos da casa estavam na igreja durante o roubo que causou prejuízos materiais e também sentimentais a toda família. Além de documentos, dinheiro, móveis, os assaltantes também levaram o papagaio de estimação.

O roubo do papagaio “Kadu” foi o que mais deixou a família abalada. “Ele foi um presente que ganhamos. Já estava acostumado conosco e não é um animal que se acostuma com outra família. Ele era a alegria da casa”, lamenta a proprietária da casa, que não quis se identificar.

A violência já chamava atenção, e por esse motivo a família já estava de mudança pronta para ir embora para outro estado. “Todos os nossos documentos foram levados. Agora, vamos ter que retirar tudo novamente para conseguir viajar”, afirma.

Os criminosos invadiram a residência pela porta da frente e ficaram cerca de três horas dentro da residência roubando tudo da família. De acordo com a vítima, as duas cadelas da casa também foram espancadas.

“Nós temos duas cadelinhas. Uma mais dócil e outra mais bravinha. As duas estão tristes, ficam no canto da casa e choram. É possível ver também marcas de espancamento no focinho”, diz a vítima.

O casal e os filhos ficaram praticamente apenas com a roupa do corpo, e com produtos e itens de utensílio sem muito valor financeiro, nem sentimental. As vítimas prestaram depoimento no 30º Distrito Policial em busca de tentar recuperar os pertences e quem sabe ter de volta o papagaio de estimação da família.

Publicidade

Dê sua opinião

VIOLÊNCIA SEM CONTROLE

Bandidos invadem casa, espancam cachorros, fazem arrastão e roubam até um papagaio

Assustada com a violência, a família já tinha decidido se mudar do Ceará, mas agora eles ficaram praticamente só com a roupa do corpo

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

19 de setembro de 2017 às 10:22

Há 2 meses
A casa foi invadida no domingo pela manhã (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A casa foi invadida no domingo pela manhã (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Uma residência localizada no Bairro Jangurussu, em Fortaleza, foi invadida por criminosos no último domingo (17). Os donos da casa estavam na igreja durante o roubo que causou prejuízos materiais e também sentimentais a toda família. Além de documentos, dinheiro, móveis, os assaltantes também levaram o papagaio de estimação.

O roubo do papagaio “Kadu” foi o que mais deixou a família abalada. “Ele foi um presente que ganhamos. Já estava acostumado conosco e não é um animal que se acostuma com outra família. Ele era a alegria da casa”, lamenta a proprietária da casa, que não quis se identificar.

A violência já chamava atenção, e por esse motivo a família já estava de mudança pronta para ir embora para outro estado. “Todos os nossos documentos foram levados. Agora, vamos ter que retirar tudo novamente para conseguir viajar”, afirma.

Os criminosos invadiram a residência pela porta da frente e ficaram cerca de três horas dentro da residência roubando tudo da família. De acordo com a vítima, as duas cadelas da casa também foram espancadas.

“Nós temos duas cadelinhas. Uma mais dócil e outra mais bravinha. As duas estão tristes, ficam no canto da casa e choram. É possível ver também marcas de espancamento no focinho”, diz a vítima.

O casal e os filhos ficaram praticamente apenas com a roupa do corpo, e com produtos e itens de utensílio sem muito valor financeiro, nem sentimental. As vítimas prestaram depoimento no 30º Distrito Policial em busca de tentar recuperar os pertences e quem sabe ter de volta o papagaio de estimação da família.