Ato ecumênico será realizado em frente ao local onde aconteceu a Chacina das Cajazeiras

HOMENAGENS

Ato ecumênico será realizado em frente ao local onde aconteceu a Chacina das Cajazeiras

Todas as 150 igrejas da Arquidiocese de Fortaleza farão homenagens aos mortos na maior chacina do Ceará

Por Crisneive Silveira em Segurança Pública

2 de Fevereiro de 2018 às 10:50

Há 4 meses

Comunidade pintou a fachada do local da chacina (FOTO: Whatsapp/Tribuna do Ceará)

Há uma semana, 14 pessoas foram assassinadas na Chacina das Cajazeiras, a maior do Ceará, em Fortaleza. Em homenagem aos mortos, sobreviventes e familiares, representantes das igrejas evangélicas Assembleia de Deus e Canaã vão realizar um ato ecumênico em frente ao Bar do Gago, onde aconteceu o extermínio, nesta sexta-feira (2), a partir das 18 horas. Tudo com o apoio da comunidade.

A Igreja Católica também organiza celebração na comunidade, a partir das 19 horas, ministrada pelo vigário episcopal da região.

“Vamos levantar um clamor para confortar as famílias de lá e abrir os olhos da sociedade para o que acontece em Fortaleza. Vai ser um ato para homenagear as vítimas e fazer uma reivindicação. Nosso slogan é ‘Só queremos paz’. Queremos paz e chamar a atenção do poder público. Estamos entregues a ninguém”, disse Irmão Marcelo, um dos responsáveis por organizar o evento que, de acordo com ele, foi um pedido da comunidade.

Os pastores Eli Cruz e Rogério Correa, da Assembleia de Deus, vão comandar a celebração no local. Haverá balões brancos, queima de fogos e cantores no evento. Toda a comunidade está envolvida. Marcelo, aliás, foi um dos responsáveis pela pintura do muro do local, refeita na última quarta-feira.

“Se você profetiza uma fé, não pode ficar de mãos para trás. Cheguei lá, não conhecia ninguém, rapidamente comecei a abraçar as pessoas. Aí, uma delas chegou pra mim e disse: ‘Vamos pintar e botar esse slogan?’. Eles estão com medo de fazer as coisas, mas é tudo em prol deles mesmos. É um grito de socorro da comunidade. Fui apenas um instrumento. Eles (a comunidade) cederam o espaço para ser uma igreja”, disse o funcionário público.

Outras homenagens

A Igreja Católica também realiza ato ecumênico. De acordo com a assessoria da Arquidiocese de Fortaleza, todas as 150 paróquias foram orientadas a homenagear às vítimas, sobreviventes e familiares em seus discursos, além de pedir pela paz, oração aos envolvidos e que não exista o ódio, a vingança.

Além das igrejas em Fortaleza, ainda as áreas pastorais e mais 30 municípios que também fazem parte da Arquidiocese receberam a orientação. No Santuário da Divina Providência, nas Cajazeiras, o Vigário Episcopal Padre Hélio Correa, o segundo abaixo do Arcebispo, celebra missa.

Na Catedral, Padre Clairton Oliveira comanda a celebração. O arcebispo, Dom José Antônio Tosi, não participa pois vai empossar novos padres.

Celebrações ecumênicas

Local: R. Madre Tereza de Calcutá, 172.
Em frente ao Bar do Gago, Cajazeiras – Fortaleza.
Horário: 18 horas

Local: Santuário da Divina Providência – Rua Dra. Wanda Sidou, Cajazeiras
Hora: 19 horas

Local: Catedral de Fortaleza – Praça da Sé, Centro.
Hora: 19 horas

Acompanhe o caso:

2/2 – Secretaria de Turismo planeja feiras para minimizar imagem negativa de Fortaleza após chacina

2/2 – Agentes de endemias são ameaçados por facções ao entrar em comunidades com focos de doenças

1/2 – Janeiro teve 15 homicídios por dia no Ceará: mais de uma Chacina das Cajazeiras a cada dia

1/2 – Grupo protesta contra violência com maquiagem simulando marcas de bala na Praia de Iracema

1/2 – Casa de show onde ocorreu Chacina das Cajazeiras será transformada em igreja

1/2 – Bandidos escrevem GDE com pedras da calçada de Batalhão em Fortaleza

1/2 – Facções proíbem acesso de agentes em presídio e decretam: “O Estado é nosso!”

1/2 – Defensoria Pública vai pedir indenização às famílias das vítimas da Chacina das Cajazeiras

1/2 – Você se sente seguro em Fortaleza? De 10 entrevistados, todos disseram “não”

31/1 – Casa de shows onde aconteceu chacina tem o nome retirado da fachada

31/1 – Casa de show onde ocorreu chacina pode ser fechada por crime ambiental, avisa delegado

31/1 – Mãe de vendedora de lanches morta em chacina já havia perdido outros 2 filhos

30/1 – Temer aprova criação de grupo especializado da PF para combater crime organizado no Ceará

30/1 – Manifestantes bloqueiam BR-116 de novo e prometem que protesto vai durar 18 dias

30/1 – Secretaria da Justiça identifica responsáveis pelo massacre em cadeia de Itapajé

30/1 – Facções ganharam força no Ceará nos últimos 5 anos, reconhece chefe de gabinete do Governo

30/1 – Média diária de homicídios já supera a marca de 2017, ano que registrou recorde no Ceará

30/1 – Secretário de Segurança descarta entregar o cargo: “De forma alguma!”

29/1 – Senador Tasso Jereissati afirma que “as autoridades devem assumir suas responsabilidade”, sobre violência no Ceará

29/1 – Moradores bloqueiam BR-116 com fogo em manifestação após maior chacina no Ceará

29/1 – Sete homens são presos com armas em velório de vítima da Chacina das Cajazeiras

29/1 – “Facções parecem não acreditar que exista governo”, comenta Nonato Albuquerque

29/1 – Jornal Jangadeiro mostra todos os detalhes da chacina em Fortaleza; confira na íntegra

29/1 – Mais um ministro rebate críticas de Camilo: “Quem não tem competência, que não se estabeleça”

29/1 – 50% dos 5 mil mortos em 2017 faziam parte de facções, aponta secretário de Segurança

29/1 – Grande Fortaleza teve fim de semana mais violento do ano, com pelo menos 47 assassinatos

29/1 – “Governos não pedem apoio federal por questão política”, diz ministro da Justiça após fala de Camilo

29/1 – Garota de 19 anos havia ido comprar lanche quando foi morta em chacina

29/1 – 8 dos 14 mortos em chacina tinham até 25 anos. Veja os nomes das vítimas

28/1 – Cinco suspeitos de chacina já foram identificados, anuncia Camilo Santana

28/1 – “Preto e pobre vira estatística quando morre”, lamenta sobrinha de vendedor morto em chacina

28/1 – “Violência no Ceará não é caso isolado”, afirma sociólogo após maior chacina no estado

27/1 – Mãe da vendedora de lanches morta em chacina decide doar órgãos

27/1 – Motorista de Uber levava passageiro quando foi atingido por tiros na Chacina das Cajazeiras

27/1 – Facção assume autoria de Chacina das Cajazeiras; Facção rival promete revanche

27/1 – Sobrevivente detalha momentos de terror durante maior chacina do Ceará

27/1 – Preso o 1º suspeito de chacina que deixou pelo menos 14 mortos em Fortaleza

27/1 – “Não há motivo para pânico”, declara secretário da Segurança Pública após maior chacina no Ceará

27/1 – Número de homicídios no Ceará saltou 545% nos últimos 20 anos

27/1 – Presidente do Sinpol culpa Governo por chacina: “Governo negou existência de facções por muito tempo”

27/1 – Chacina das Cajazeiras deixa pelo menos 14 mortos durante festa

Publicidade

Dê sua opinião

HOMENAGENS

Ato ecumênico será realizado em frente ao local onde aconteceu a Chacina das Cajazeiras

Todas as 150 igrejas da Arquidiocese de Fortaleza farão homenagens aos mortos na maior chacina do Ceará

Por Crisneive Silveira em Segurança Pública

2 de Fevereiro de 2018 às 10:50

Há 4 meses

Comunidade pintou a fachada do local da chacina (FOTO: Whatsapp/Tribuna do Ceará)

Há uma semana, 14 pessoas foram assassinadas na Chacina das Cajazeiras, a maior do Ceará, em Fortaleza. Em homenagem aos mortos, sobreviventes e familiares, representantes das igrejas evangélicas Assembleia de Deus e Canaã vão realizar um ato ecumênico em frente ao Bar do Gago, onde aconteceu o extermínio, nesta sexta-feira (2), a partir das 18 horas. Tudo com o apoio da comunidade.

A Igreja Católica também organiza celebração na comunidade, a partir das 19 horas, ministrada pelo vigário episcopal da região.

“Vamos levantar um clamor para confortar as famílias de lá e abrir os olhos da sociedade para o que acontece em Fortaleza. Vai ser um ato para homenagear as vítimas e fazer uma reivindicação. Nosso slogan é ‘Só queremos paz’. Queremos paz e chamar a atenção do poder público. Estamos entregues a ninguém”, disse Irmão Marcelo, um dos responsáveis por organizar o evento que, de acordo com ele, foi um pedido da comunidade.

Os pastores Eli Cruz e Rogério Correa, da Assembleia de Deus, vão comandar a celebração no local. Haverá balões brancos, queima de fogos e cantores no evento. Toda a comunidade está envolvida. Marcelo, aliás, foi um dos responsáveis pela pintura do muro do local, refeita na última quarta-feira.

“Se você profetiza uma fé, não pode ficar de mãos para trás. Cheguei lá, não conhecia ninguém, rapidamente comecei a abraçar as pessoas. Aí, uma delas chegou pra mim e disse: ‘Vamos pintar e botar esse slogan?’. Eles estão com medo de fazer as coisas, mas é tudo em prol deles mesmos. É um grito de socorro da comunidade. Fui apenas um instrumento. Eles (a comunidade) cederam o espaço para ser uma igreja”, disse o funcionário público.

Outras homenagens

A Igreja Católica também realiza ato ecumênico. De acordo com a assessoria da Arquidiocese de Fortaleza, todas as 150 paróquias foram orientadas a homenagear às vítimas, sobreviventes e familiares em seus discursos, além de pedir pela paz, oração aos envolvidos e que não exista o ódio, a vingança.

Além das igrejas em Fortaleza, ainda as áreas pastorais e mais 30 municípios que também fazem parte da Arquidiocese receberam a orientação. No Santuário da Divina Providência, nas Cajazeiras, o Vigário Episcopal Padre Hélio Correa, o segundo abaixo do Arcebispo, celebra missa.

Na Catedral, Padre Clairton Oliveira comanda a celebração. O arcebispo, Dom José Antônio Tosi, não participa pois vai empossar novos padres.

Celebrações ecumênicas

Local: R. Madre Tereza de Calcutá, 172.
Em frente ao Bar do Gago, Cajazeiras – Fortaleza.
Horário: 18 horas

Local: Santuário da Divina Providência – Rua Dra. Wanda Sidou, Cajazeiras
Hora: 19 horas

Local: Catedral de Fortaleza – Praça da Sé, Centro.
Hora: 19 horas

Acompanhe o caso:

2/2 – Secretaria de Turismo planeja feiras para minimizar imagem negativa de Fortaleza após chacina

2/2 – Agentes de endemias são ameaçados por facções ao entrar em comunidades com focos de doenças

1/2 – Janeiro teve 15 homicídios por dia no Ceará: mais de uma Chacina das Cajazeiras a cada dia

1/2 – Grupo protesta contra violência com maquiagem simulando marcas de bala na Praia de Iracema

1/2 – Casa de show onde ocorreu Chacina das Cajazeiras será transformada em igreja

1/2 – Bandidos escrevem GDE com pedras da calçada de Batalhão em Fortaleza

1/2 – Facções proíbem acesso de agentes em presídio e decretam: “O Estado é nosso!”

1/2 – Defensoria Pública vai pedir indenização às famílias das vítimas da Chacina das Cajazeiras

1/2 – Você se sente seguro em Fortaleza? De 10 entrevistados, todos disseram “não”

31/1 – Casa de shows onde aconteceu chacina tem o nome retirado da fachada

31/1 – Casa de show onde ocorreu chacina pode ser fechada por crime ambiental, avisa delegado

31/1 – Mãe de vendedora de lanches morta em chacina já havia perdido outros 2 filhos

30/1 – Temer aprova criação de grupo especializado da PF para combater crime organizado no Ceará

30/1 – Manifestantes bloqueiam BR-116 de novo e prometem que protesto vai durar 18 dias

30/1 – Secretaria da Justiça identifica responsáveis pelo massacre em cadeia de Itapajé

30/1 – Facções ganharam força no Ceará nos últimos 5 anos, reconhece chefe de gabinete do Governo

30/1 – Média diária de homicídios já supera a marca de 2017, ano que registrou recorde no Ceará

30/1 – Secretário de Segurança descarta entregar o cargo: “De forma alguma!”

29/1 – Senador Tasso Jereissati afirma que “as autoridades devem assumir suas responsabilidade”, sobre violência no Ceará

29/1 – Moradores bloqueiam BR-116 com fogo em manifestação após maior chacina no Ceará

29/1 – Sete homens são presos com armas em velório de vítima da Chacina das Cajazeiras

29/1 – “Facções parecem não acreditar que exista governo”, comenta Nonato Albuquerque

29/1 – Jornal Jangadeiro mostra todos os detalhes da chacina em Fortaleza; confira na íntegra

29/1 – Mais um ministro rebate críticas de Camilo: “Quem não tem competência, que não se estabeleça”

29/1 – 50% dos 5 mil mortos em 2017 faziam parte de facções, aponta secretário de Segurança

29/1 – Grande Fortaleza teve fim de semana mais violento do ano, com pelo menos 47 assassinatos

29/1 – “Governos não pedem apoio federal por questão política”, diz ministro da Justiça após fala de Camilo

29/1 – Garota de 19 anos havia ido comprar lanche quando foi morta em chacina

29/1 – 8 dos 14 mortos em chacina tinham até 25 anos. Veja os nomes das vítimas

28/1 – Cinco suspeitos de chacina já foram identificados, anuncia Camilo Santana

28/1 – “Preto e pobre vira estatística quando morre”, lamenta sobrinha de vendedor morto em chacina

28/1 – “Violência no Ceará não é caso isolado”, afirma sociólogo após maior chacina no estado

27/1 – Mãe da vendedora de lanches morta em chacina decide doar órgãos

27/1 – Motorista de Uber levava passageiro quando foi atingido por tiros na Chacina das Cajazeiras

27/1 – Facção assume autoria de Chacina das Cajazeiras; Facção rival promete revanche

27/1 – Sobrevivente detalha momentos de terror durante maior chacina do Ceará

27/1 – Preso o 1º suspeito de chacina que deixou pelo menos 14 mortos em Fortaleza

27/1 – “Não há motivo para pânico”, declara secretário da Segurança Pública após maior chacina no Ceará

27/1 – Número de homicídios no Ceará saltou 545% nos últimos 20 anos

27/1 – Presidente do Sinpol culpa Governo por chacina: “Governo negou existência de facções por muito tempo”

27/1 – Chacina das Cajazeiras deixa pelo menos 14 mortos durante festa