App faz mutirão para checagem de dados de motoristas, após denúncias

ATUALIZAÇÃO DE DADOS

App faz mutirão para checagem de dados de motoristas, após denúncias de passageiras

O aplicativo de transporte está realizando um mutirão de checagem de dados de motoristas para atualização de cadastro. O estado geral dos automóveis também está sendo verificado

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

21 de outubro de 2018 às 07:00

Há 4 semanas
Aplicativo em referência a App realiza mutirão para checagem de dados de motoristas, após denuncias de passageiras

Além da atualização de dados, é feita uma checagem nas condições do veículo (FOTO: Divulgação)

Em meio a inúmeras denúncias contra motoristas do aplicativo, a empresa 99 prorrogará o mutirão que checa os dados de condutores. A ação teve início em agosto. Os motoristas estão sendo informados com datas pré-agendadas para vistoria por meio de mensagens e pelo próprio aplicativo.

A checagem é feita de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, no shopping Iguatemi, em Fortaleza. No mutirão, estão sendo checados os documentos CPF, RG e CNH do motorista, além do CVRL do veículo. Além disso, são verificados o estado geral do carro como pneus, parte elétrica e cinto de segurança.

Algumas ferramentas foram lançadas em setembro para contribuir para a segurança dos passageiros e motoristas. Começaram a operar, em fase de testes, câmeras dentro dos carros. Os equipamentos são diretamente conectados à Central de Segurança da 99, onde os dados são processados e mantidos em confidencialidade.

A empresa ainda lançou duas novas ferramentas de checagem de motoristas. No momento de cadastro na plataforma, o aplicativo pede que os condutores tirem três fotos de identificação, uma do licenciamento do carro, carteira de habilitação e uma selfie com o documento. Além disso, é necessário que os passageiros verifiquem se a imagem do motorista bate com que realizou a corrida.

Denúncias

Nos últimos meses, o aplicativo recebeu denúncias de passageiros. Uma delas ocorreu no último dia 29 de setembro, quando uma passageira afirmou ter sido xingada e ameaçada de morte por um motorista.

Em agosto, pelo menos quatro mulheres foram vítimas de Patrick Carneiro do Nascimento, acusado de estuprá-las durante corridas em Fortaleza.

Publicidade

Dê sua opinião

ATUALIZAÇÃO DE DADOS

App faz mutirão para checagem de dados de motoristas, após denúncias de passageiras

O aplicativo de transporte está realizando um mutirão de checagem de dados de motoristas para atualização de cadastro. O estado geral dos automóveis também está sendo verificado

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

21 de outubro de 2018 às 07:00

Há 4 semanas
Aplicativo em referência a App realiza mutirão para checagem de dados de motoristas, após denuncias de passageiras

Além da atualização de dados, é feita uma checagem nas condições do veículo (FOTO: Divulgação)

Em meio a inúmeras denúncias contra motoristas do aplicativo, a empresa 99 prorrogará o mutirão que checa os dados de condutores. A ação teve início em agosto. Os motoristas estão sendo informados com datas pré-agendadas para vistoria por meio de mensagens e pelo próprio aplicativo.

A checagem é feita de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, no shopping Iguatemi, em Fortaleza. No mutirão, estão sendo checados os documentos CPF, RG e CNH do motorista, além do CVRL do veículo. Além disso, são verificados o estado geral do carro como pneus, parte elétrica e cinto de segurança.

Algumas ferramentas foram lançadas em setembro para contribuir para a segurança dos passageiros e motoristas. Começaram a operar, em fase de testes, câmeras dentro dos carros. Os equipamentos são diretamente conectados à Central de Segurança da 99, onde os dados são processados e mantidos em confidencialidade.

A empresa ainda lançou duas novas ferramentas de checagem de motoristas. No momento de cadastro na plataforma, o aplicativo pede que os condutores tirem três fotos de identificação, uma do licenciamento do carro, carteira de habilitação e uma selfie com o documento. Além disso, é necessário que os passageiros verifiquem se a imagem do motorista bate com que realizou a corrida.

Denúncias

Nos últimos meses, o aplicativo recebeu denúncias de passageiros. Uma delas ocorreu no último dia 29 de setembro, quando uma passageira afirmou ter sido xingada e ameaçada de morte por um motorista.

Em agosto, pelo menos quatro mulheres foram vítimas de Patrick Carneiro do Nascimento, acusado de estuprá-las durante corridas em Fortaleza.