"A chacina não tira o brilho da Polícia", defende Camilo Santana

CURIÓ

“A chacina não tira o brilho da Polícia Militar”, defende Camilo

Segundo o governador, é lamentável possuir policiais neste crime

Por Jangadeiro FM em Segurança Pública

2 de setembro de 2016 às 14:42

Há 1 ano
Camilo Santana destacou que a justiça deve ser feita em relação ao caso da maior chacina da história do Ceará (FOTO: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Camilo Santana destacou que a justiça deve ser feita em relação ao caso da maior chacina da história do Ceará (FOTO: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Sendo uma das atrações mais esperadas durante o ano, a última noite da festa de Nossa Senhora da Penha, padroeira da diocese e do município do Crato – cerca de 500 quilômetros de Fortaleza – contou com a participação de autoridades do Ceará. Como o governador do Estado, Camilo Santana (PT).

Após o encerramento do evento, Camilo concedeu entrevista coletiva e falou de pontos polêmicos que aconteceram nos últimos dias. Entre eles está o caso da prisão de mais de 40 policiais acusados de participarem da maior chacina do Ceará, em Messejana, quando 11 pessoas foram assassinadas e sete ficaram feridas.

Segundo o governador, é lamentável possuir policiais neste crime. “Lamento ter agentes públicos envolvidos numa situação como essa. Isso não tira o brilho da grande maioria da nossa Polícia Militar, que fazem um grande trabalho em defender os cearenses, mas espero que a justiça possa ser feita e que a polícia continue cumprindo o seu papel”, destacou Camilo.

Impeachment

Além da chacina, o político aproveitou o momento para falar sobre o atual cenário político do país. Conforme o governador, mesmo com a troca de governo os diálogos devem permanecer. “A gente vem desde abril, quando houve o afastamento da presidenta, um relacionamento institucional com o governo, colocando as obras em andamento na qual temos parceria. Mas a expectativa é a de que possamos continuar mantendo relação. Até porque o papel do governo é atender a todos os brasileiros e não vai ser diferente com os cearenses”, ressaltou.

Hospital Regional

O momento de fala do governador Camilo Santana também foi importante para destacar outras questões importantes para o Estado, como a espera de funcionamento do Hospital Regional em Quixeramobim, a 216 km da Capital.

Na última quarta-feira (31), o prefeito do município, Cirilo Pimenta (PT), publicou nas redes sociais que o equipamento começa a funcionar no próximo dia 20 de setembro. Segundo essa questão, Camilo disse que o funcionamento da unidade será por etapas e que a inauguração oficial, que já foi realizada em 2014 pelo ex-governador Cid Gomes, acontecerá novamente após as eleições.

Já os serviços iniciais burocráticos, que ainda não incluem atendimento ambulatorial, segundo o cronograma, anexado ao ofício assinado pelo secretário de saúde do Estado, Henrique Javi, está marcado para o próximo dia 20 de setembro.

Confira a reportagem completa de Felipe Sampaio para a rádio Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

CURIÓ

“A chacina não tira o brilho da Polícia Militar”, defende Camilo

Segundo o governador, é lamentável possuir policiais neste crime

Por Jangadeiro FM em Segurança Pública

2 de setembro de 2016 às 14:42

Há 1 ano
Camilo Santana destacou que a justiça deve ser feita em relação ao caso da maior chacina da história do Ceará (FOTO: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Camilo Santana destacou que a justiça deve ser feita em relação ao caso da maior chacina da história do Ceará (FOTO: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Sendo uma das atrações mais esperadas durante o ano, a última noite da festa de Nossa Senhora da Penha, padroeira da diocese e do município do Crato – cerca de 500 quilômetros de Fortaleza – contou com a participação de autoridades do Ceará. Como o governador do Estado, Camilo Santana (PT).

Após o encerramento do evento, Camilo concedeu entrevista coletiva e falou de pontos polêmicos que aconteceram nos últimos dias. Entre eles está o caso da prisão de mais de 40 policiais acusados de participarem da maior chacina do Ceará, em Messejana, quando 11 pessoas foram assassinadas e sete ficaram feridas.

Segundo o governador, é lamentável possuir policiais neste crime. “Lamento ter agentes públicos envolvidos numa situação como essa. Isso não tira o brilho da grande maioria da nossa Polícia Militar, que fazem um grande trabalho em defender os cearenses, mas espero que a justiça possa ser feita e que a polícia continue cumprindo o seu papel”, destacou Camilo.

Impeachment

Além da chacina, o político aproveitou o momento para falar sobre o atual cenário político do país. Conforme o governador, mesmo com a troca de governo os diálogos devem permanecer. “A gente vem desde abril, quando houve o afastamento da presidenta, um relacionamento institucional com o governo, colocando as obras em andamento na qual temos parceria. Mas a expectativa é a de que possamos continuar mantendo relação. Até porque o papel do governo é atender a todos os brasileiros e não vai ser diferente com os cearenses”, ressaltou.

Hospital Regional

O momento de fala do governador Camilo Santana também foi importante para destacar outras questões importantes para o Estado, como a espera de funcionamento do Hospital Regional em Quixeramobim, a 216 km da Capital.

Na última quarta-feira (31), o prefeito do município, Cirilo Pimenta (PT), publicou nas redes sociais que o equipamento começa a funcionar no próximo dia 20 de setembro. Segundo essa questão, Camilo disse que o funcionamento da unidade será por etapas e que a inauguração oficial, que já foi realizada em 2014 pelo ex-governador Cid Gomes, acontecerá novamente após as eleições.

Já os serviços iniciais burocráticos, que ainda não incluem atendimento ambulatorial, segundo o cronograma, anexado ao ofício assinado pelo secretário de saúde do Estado, Henrique Javi, está marcado para o próximo dia 20 de setembro.

Confira a reportagem completa de Felipe Sampaio para a rádio Jangadeiro FM: