16 pessoas são presas e 23 ônibus incendiados em ataques no Ceará, confirma SSPDS
CAOS NA SEGURANÇA

16 pessoas são presas e 23 ônibus incendiados em ataques no Ceará, confirma SSPDS

Ao todo, 23 ônibus, três delegacias e duas agências bancárias sofreram ataques. As investigações seguem em sigilo

Por Ana Clara Jovino em Segurança Pública

20 de abril de 2017 às 19:35

Há 4 meses

Ao todo, 23 ônibus sofreram ataques (FOTO: Reprodução)

Ao todo, 16 pessoas foram detidas, suspeitas de envolvimento nos ataques a ônibus, carros, delegacias e agências bancárias em Fortaleza e Região Metropolitana.

As informações foram divulgadas pelo secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, em coletiva de imprensa realizada na noite desta quinta-feira (20).

De acordo com o secretário, as últimas prisões aconteceram em Caucaia, onde dois suspeitos foram autuados em flagrante em um carro com dois galões de gasolina.

As investigações são realizadas pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará e seguem em sigilo. Na quarta-feira (19), foram detidos seis suspeitos. 

Além disso, também foi divulgado o número total de ônibus que sofreram ataques: 23. Deste total, 16 foram atacados na quarta-feira, dois durante a noite e madrugada de quarta para quinta e cinco nesta quinta-feira (20).

Além dos ônibus, três delegacias e duas agências bancárias sofreram ataques. O titular da SSPDS ainda informou que o policiamento está sendo reforçado, principalmente nas áreas onde ocorreram os crimes.

No final da tarde desta quinta, os ônibus passaram a circular em comboios e com escolta da Polícia Militar. A decisão foi tomada pelo Sindiônibus, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Etufor e da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos.

Em entrevista à Tribuna Band News FM, o secretário informou que a Polícia Militar está realizando ações para que a situação se normalize. “Ontem, alguns ônibus saíram em comboio. Nós colocamos viaturas da Polícia Militar junto à Guarda Municipal fazendo esse acompanhamento. Na madrugada, cada ônibus da Linha Corujão foi acompanhado por uma viatura da Polícia Militar”, explicou o titular da SSPDS.

André Costa descartou momentaneamente o reforço de tropas federais para conter a série de ataques a ônibus. Ele disse que policiais lotados no serviço administrativo da Polícia Militar foram convocados para reforçar o patrulhamento nas ruas.

Policias de folga também se voluntariaram para o reforço, revelou André Costa. Além disso, ele garantiu haver reforço no serviço de inteligência da pasta e na Polícia Civil. Também há duas aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) destacadas para o monitoramento de ações criminosas, afirmou o secretário.

Acompanhe a cobertura dos ataques:

20/04 – Capitão Wagner chama Camilo Santana de “frouxo”; Governador rebate com “moleque”

20/04 – Ônibus passam a circular em comboios e com escolta da polícia em Fortaleza

20/04 – Bandidos ameaçam taxistas para suspender de vez o transporte em Fortaleza

20/4 – Hilux é metralhada na Praia do Futuro; Vítima seria líder de facção criminosa

20/4 – Sindiônibus calcula prejuízo de mais de R$ 1,5 milhão só no 1º dia de ataques

20/4 – É BOATO! Nota que seria assinada por Moroni é falsa, alerta a Prefeitura

20/4 – Uber justifica que subida de preços no caos em Fortaleza atendeu “aumento da demanda”

20/4 – Cobrador deficiente não consegue sair de ônibus em chamas e tem corpo queimado

20/4 – Oscilações de energia não têm relação com ataques em Fortaleza, tranquiliza Enel

20/4 – Polícia investiga se depósitos clandestinos venderam combustíveis usados em ataques

20/4 – Policiais de funções burocráticas vão às ruas para tentar conter caos na segurança

20/4 – Motorista atingido por chamas em ataque ficou preso ao cinto de segurança

20/4 – Fortaleza tem novos ataques a ônibus nesta quinta; Já são 19 em menos de 24h

Publicidade

Dê sua opinião

CAOS NA SEGURANÇA

16 pessoas são presas e 23 ônibus incendiados em ataques no Ceará, confirma SSPDS

Ao todo, 23 ônibus, três delegacias e duas agências bancárias sofreram ataques. As investigações seguem em sigilo

Por Ana Clara Jovino em Segurança Pública

20 de abril de 2017 às 19:35

Há 4 meses

Ao todo, 23 ônibus sofreram ataques (FOTO: Reprodução)

Ao todo, 16 pessoas foram detidas, suspeitas de envolvimento nos ataques a ônibus, carros, delegacias e agências bancárias em Fortaleza e Região Metropolitana.

As informações foram divulgadas pelo secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, em coletiva de imprensa realizada na noite desta quinta-feira (20).

De acordo com o secretário, as últimas prisões aconteceram em Caucaia, onde dois suspeitos foram autuados em flagrante em um carro com dois galões de gasolina.

As investigações são realizadas pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará e seguem em sigilo. Na quarta-feira (19), foram detidos seis suspeitos. 

Além disso, também foi divulgado o número total de ônibus que sofreram ataques: 23. Deste total, 16 foram atacados na quarta-feira, dois durante a noite e madrugada de quarta para quinta e cinco nesta quinta-feira (20).

Além dos ônibus, três delegacias e duas agências bancárias sofreram ataques. O titular da SSPDS ainda informou que o policiamento está sendo reforçado, principalmente nas áreas onde ocorreram os crimes.

No final da tarde desta quinta, os ônibus passaram a circular em comboios e com escolta da Polícia Militar. A decisão foi tomada pelo Sindiônibus, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Etufor e da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos.

Em entrevista à Tribuna Band News FM, o secretário informou que a Polícia Militar está realizando ações para que a situação se normalize. “Ontem, alguns ônibus saíram em comboio. Nós colocamos viaturas da Polícia Militar junto à Guarda Municipal fazendo esse acompanhamento. Na madrugada, cada ônibus da Linha Corujão foi acompanhado por uma viatura da Polícia Militar”, explicou o titular da SSPDS.

André Costa descartou momentaneamente o reforço de tropas federais para conter a série de ataques a ônibus. Ele disse que policiais lotados no serviço administrativo da Polícia Militar foram convocados para reforçar o patrulhamento nas ruas.

Policias de folga também se voluntariaram para o reforço, revelou André Costa. Além disso, ele garantiu haver reforço no serviço de inteligência da pasta e na Polícia Civil. Também há duas aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) destacadas para o monitoramento de ações criminosas, afirmou o secretário.

Acompanhe a cobertura dos ataques:

20/04 – Capitão Wagner chama Camilo Santana de “frouxo”; Governador rebate com “moleque”

20/04 – Ônibus passam a circular em comboios e com escolta da polícia em Fortaleza

20/04 – Bandidos ameaçam taxistas para suspender de vez o transporte em Fortaleza

20/4 – Hilux é metralhada na Praia do Futuro; Vítima seria líder de facção criminosa

20/4 – Sindiônibus calcula prejuízo de mais de R$ 1,5 milhão só no 1º dia de ataques

20/4 – É BOATO! Nota que seria assinada por Moroni é falsa, alerta a Prefeitura

20/4 – Uber justifica que subida de preços no caos em Fortaleza atendeu “aumento da demanda”

20/4 – Cobrador deficiente não consegue sair de ônibus em chamas e tem corpo queimado

20/4 – Oscilações de energia não têm relação com ataques em Fortaleza, tranquiliza Enel

20/4 – Polícia investiga se depósitos clandestinos venderam combustíveis usados em ataques

20/4 – Policiais de funções burocráticas vão às ruas para tentar conter caos na segurança

20/4 – Motorista atingido por chamas em ataque ficou preso ao cinto de segurança

20/4 – Fortaleza tem novos ataques a ônibus nesta quinta; Já são 19 em menos de 24h