Você sabe o que é Pé Diabético? Veja o tratamento mais indicado

ATENÇÃO

Você sabe o que é Pé Diabético? Veja o tratamento mais indicado

O acúmulo de açúcar no sangue, em decorrência da diabetes causa problemas circulatórios em algumas extremidades do corpo, como os pés

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

19 de agosto de 2018 às 07:00

Há 4 meses
Pé humano

Alguns cuidados são necessários para quem possui diabetes (FOTO: Braveus/Flickr/Creative Commons)

Mais de 200 mil pessoas em Fortaleza têm diabetes, segundo dados do Ministério da Saúde. Com o diagnóstico da doença, é necessário ter cuidado redobrado com as extremidades do corpo. Isso porque o acúmulo de açúcar no sangue causa problemas circulatórios. A informação é da Tribuna BandNews FM.

Sem o fluxo regular de sangue, o corpo começa a ficar mais sensível, e basta uma simples lesão para que o risco de infecções ou até de amputações seja bem maior.

A especialista em podologia, Fabiana Ferreira, lista os tratamentos hoje disponíveis no mercado para prevenir complicações. “A gente tem a hidratação, corte adequado da unha, o calçado e as informações que a gente passa quando a pessoa vem aqui”.

E, para afastar de vez qualquer problema, o indicado é criar o hábito de visitar o podólogo sempre que possível. “É bom ter acompanhamento podológico pelo menos uma vez por mês”.

É importante lembrar que há uma diferença entre “pés de diabéticos” e um “pé diabético”. Os pés de diabéticos podem ainda não ter sido atingidos pela doença, enquanto que o outro caso já apresenta os sintomas, podendo trazer complicações.

Confira matéria de Fabiana Ferreira para Tribuna BandNews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

ATENÇÃO

Você sabe o que é Pé Diabético? Veja o tratamento mais indicado

O acúmulo de açúcar no sangue, em decorrência da diabetes causa problemas circulatórios em algumas extremidades do corpo, como os pés

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

19 de agosto de 2018 às 07:00

Há 4 meses
Pé humano

Alguns cuidados são necessários para quem possui diabetes (FOTO: Braveus/Flickr/Creative Commons)

Mais de 200 mil pessoas em Fortaleza têm diabetes, segundo dados do Ministério da Saúde. Com o diagnóstico da doença, é necessário ter cuidado redobrado com as extremidades do corpo. Isso porque o acúmulo de açúcar no sangue causa problemas circulatórios. A informação é da Tribuna BandNews FM.

Sem o fluxo regular de sangue, o corpo começa a ficar mais sensível, e basta uma simples lesão para que o risco de infecções ou até de amputações seja bem maior.

A especialista em podologia, Fabiana Ferreira, lista os tratamentos hoje disponíveis no mercado para prevenir complicações. “A gente tem a hidratação, corte adequado da unha, o calçado e as informações que a gente passa quando a pessoa vem aqui”.

E, para afastar de vez qualquer problema, o indicado é criar o hábito de visitar o podólogo sempre que possível. “É bom ter acompanhamento podológico pelo menos uma vez por mês”.

É importante lembrar que há uma diferença entre “pés de diabéticos” e um “pé diabético”. Os pés de diabéticos podem ainda não ter sido atingidos pela doença, enquanto que o outro caso já apresenta os sintomas, podendo trazer complicações.

Confira matéria de Fabiana Ferreira para Tribuna BandNews FM: