Terapias naturais podem melhorar ou prevenir os sintomas da chikungunya
ALÍVIO

Terapias naturais podem melhorar ou prevenir os sintomas da chikungunya

De acordo com a Secretaria de Saúde, foram registrados 6 mil casos da febre chikungunya no estado

Por Jangadeiro FM em Saúde

16 de maio de 2017 às 07:00

Há 5 meses

Suco de goiaba pode amenizar as dores causadas pela doença (FOTO: Reprodução)

O surto de febre chikungunya no Estado faz com que as pessoas busquem terapias alternativas para melhorar ou prevenir os sintomas que podem se estender por meses após adquirir a doença. Uma estratégia para quem quer evitar a picada do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, é usar repelentes de longa duração e até alternativas naturais, como a citronela.

Segundo a farmacêutica do Conselho Regional de Farmácia do Ceará, Nirvana Monteiro, a citronela só repele os mosquitos enquanto exala cheiro, ou seja, menos de uma hora na pele. O extrato de propólis pode ser um aliado nessa prevenção, como explica Nirvana.

A pesquisa não tem comprovação, mas a farmacêutica diz que os componentes fazem bem para o corpo, podendo ser consumido por pessoas adultas sem problemas. O ideal é tomar 30 a 40 gotas diluídas em água sem cloro a cada seis horas.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Ceará, foram registrados 6.217 casos da febre chikungunya no estado. A doença causa dores no corpo e principalmente nas articulações. É importante tomar apenas o remédio receitado pelo médico.

A farmacêutica, que também é nutricionista, fala sobre os sucos de frutas e legumes que popularmente estão sendo usados para combater as dores em quem já adquiriu a doença. “A goiaba é rica em vitamina C, então está aí ajudando, aumentando a resistência imunológica”, exemplifica.

Ela destaca que não existem pesquisas que comprovem a relação direta desses alimentos com o combate a dores nas articulações causadas pela chikungunya, mas há relatos de pessoas que se sentem melhor após consumi-los. As receitas de suco variam: misturam rodelas de inhame com maçã ou goiaba e mel.

Doze mil casos da chikungunya seguem em investigação no Ceará e nenhuma morte foi registrada. Em caso de dores no corpo e nas articulações, febre e manchas, o ideal é buscar fazer o exame que identifica a doença.

Saiba os detalhes na reportagem de Ariane Cajazeiras, veiculada por Felipe Sampaio, na Rede Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

ALÍVIO

Terapias naturais podem melhorar ou prevenir os sintomas da chikungunya

De acordo com a Secretaria de Saúde, foram registrados 6 mil casos da febre chikungunya no estado

Por Jangadeiro FM em Saúde

16 de maio de 2017 às 07:00

Há 5 meses

Suco de goiaba pode amenizar as dores causadas pela doença (FOTO: Reprodução)

O surto de febre chikungunya no Estado faz com que as pessoas busquem terapias alternativas para melhorar ou prevenir os sintomas que podem se estender por meses após adquirir a doença. Uma estratégia para quem quer evitar a picada do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, é usar repelentes de longa duração e até alternativas naturais, como a citronela.

Segundo a farmacêutica do Conselho Regional de Farmácia do Ceará, Nirvana Monteiro, a citronela só repele os mosquitos enquanto exala cheiro, ou seja, menos de uma hora na pele. O extrato de propólis pode ser um aliado nessa prevenção, como explica Nirvana.

A pesquisa não tem comprovação, mas a farmacêutica diz que os componentes fazem bem para o corpo, podendo ser consumido por pessoas adultas sem problemas. O ideal é tomar 30 a 40 gotas diluídas em água sem cloro a cada seis horas.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Ceará, foram registrados 6.217 casos da febre chikungunya no estado. A doença causa dores no corpo e principalmente nas articulações. É importante tomar apenas o remédio receitado pelo médico.

A farmacêutica, que também é nutricionista, fala sobre os sucos de frutas e legumes que popularmente estão sendo usados para combater as dores em quem já adquiriu a doença. “A goiaba é rica em vitamina C, então está aí ajudando, aumentando a resistência imunológica”, exemplifica.

Ela destaca que não existem pesquisas que comprovem a relação direta desses alimentos com o combate a dores nas articulações causadas pela chikungunya, mas há relatos de pessoas que se sentem melhor após consumi-los. As receitas de suco variam: misturam rodelas de inhame com maçã ou goiaba e mel.

Doze mil casos da chikungunya seguem em investigação no Ceará e nenhuma morte foi registrada. Em caso de dores no corpo e nas articulações, febre e manchas, o ideal é buscar fazer o exame que identifica a doença.

Saiba os detalhes na reportagem de Ariane Cajazeiras, veiculada por Felipe Sampaio, na Rede Jangadeiro FM: