Repelentes ficarão mais baratos se for aprovado projeto que isenta o produto de imposto

COMBATE AO AEDES

Repelentes ficarão mais baratos se for aprovado projeto que isenta o produto de imposto

Abatimento do ICMS duraria enquanto houver surto de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti no Ceará

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

17 de Maio de 2017 às 06:30

Há 7 meses

Cabe ao Governador do Estado acatar ou não a sugestão vinda da Assembleia (FOTO: Agência Brasília)

Caso sancionado pelo governador Camilo Sanatna (PT), o projeto de indicação nº 51/2016 deve abater em 10% o preço de repelentes. A estimativa é de Maurício Filizola, presidente do Sindicato do Comércio Varejista dos Produtos Farmacêuticos, em entrevista à Rádio Tribuna Bandnews FM.

O projeto, de autoria do deputado estadual Ely Aguiar (PSDC), já foi aprovado na última quinta-feira (11) no Plenário da Assembleia Legislativa. O abatimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) só vigoraria enquanto durar surtos de dengue, zika e febre chikungunya.

Confira na íntegra entrevista de Maurício Filizola com as expectativas para a aprovação do projeto:

 

Como se trata de projeto de indicação, cabe ao governador acatar ou não. Aceitando, em seguida, o projeto volta para a Assembleia apreciar.

Publicidade

Dê sua opinião

COMBATE AO AEDES

Repelentes ficarão mais baratos se for aprovado projeto que isenta o produto de imposto

Abatimento do ICMS duraria enquanto houver surto de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti no Ceará

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

17 de Maio de 2017 às 06:30

Há 7 meses

Cabe ao Governador do Estado acatar ou não a sugestão vinda da Assembleia (FOTO: Agência Brasília)

Caso sancionado pelo governador Camilo Sanatna (PT), o projeto de indicação nº 51/2016 deve abater em 10% o preço de repelentes. A estimativa é de Maurício Filizola, presidente do Sindicato do Comércio Varejista dos Produtos Farmacêuticos, em entrevista à Rádio Tribuna Bandnews FM.

O projeto, de autoria do deputado estadual Ely Aguiar (PSDC), já foi aprovado na última quinta-feira (11) no Plenário da Assembleia Legislativa. O abatimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) só vigoraria enquanto durar surtos de dengue, zika e febre chikungunya.

Confira na íntegra entrevista de Maurício Filizola com as expectativas para a aprovação do projeto:

 

Como se trata de projeto de indicação, cabe ao governador acatar ou não. Aceitando, em seguida, o projeto volta para a Assembleia apreciar.