Quer doar sangue? Entenda os requisitos e como é o processo
BOA AÇÃO

Quer doar sangue? Entenda os requisitos e como é o processo

O Tribuna do Ceará cita as condições para ser um doador e indica os locais para praticar o ato solidário

Por Matheus Ribeiro em Saúde

28 de agosto de 2016 às 06:40

Há 10 meses
Fujisan

Doação de sangue pode ser feita em qualquer posto de coleta (FOTO: Divulgação Fujisan)

Mesmo sendo um gesto de solidariedade e cidadania, que pode salvar muitas vidas, a doação de sangue ainda é uma incógnita para muitas pessoas.

Apesar de se tratar de um processo de fundamental importância, há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde e que visam à proteção ao paciente e também ao doador.

Pensando nisso, o Tribuna do Ceará decidiu mostrar como é possível realizar uma doação de sangue, além de apontar as características de quem está apto ou não para realizar praticar o ato de solidariedade.

Quem pode doar?

Conforme os hemocentros e postos de coletas de sangue, qualquer pessoa entre 16, desde que esteja acompanhado por um responsável, e 69 anos pode realizar a ação.

Contudo, alguns critérios são estabelecidos. Segundo o Hemoce, o doador de sangue precisa estar bem de saúde, ter mais de 50 kg e estar bem alimentado. Em seguida, o doador deve se destinar a um posto de coleta, apresentar um documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional, e efetuar o ato solidário.

Após a primeira doação, é preciso estabelecer um período para realizar uma nova ação. Conforme o centro, enquanto homens podem doar sangue a cada 2 meses, até 4 vezes por ano, as mulheres precisam esperar três meses para doar novamente. 

Quem não pode doar?

No entanto, devido a questões clínicas e até mesmo para preservar a saúde dos pacientes, os centros de coletas estabelecem critérios que impedem determinadas pessoas de doar sangue.

Segundo o Fujisan – Banco de Sangue, pessoas que estejam com febre acima de 37º ou que tenham feito extração dentária nas últimas 72 horas estão impossibilitadas de doar. Assim como quem teve hepatite após os 11 anos, e quem teve anemia ou gripe nos sete dias anteriores não podem doar.

Além desses casos, o banco estipula outros critérios. Quem fez alguma viagem para a Região Norte do país no último ano ou uma tatuagem em menos de um ano também não está apto a doar. Os bancos também ressaltam que o doador não pode ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas antes da doação.

O processo

De acordo com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), doar sangue é bastante prático e rápido. Após se identificar, o doador passa por um processo que dura de 30 a 40 minutos. Logo depois de preencher um formulário de cadastro, o doador segue para uma entrevista com um médico. O objetivo é verificar se a pessoa está em boas condições para doar ou não.

Passando pela entrevista, chega a hora de realizar exames rápidos. Como testes de glicemia e pressão. Após aprovado em todas essas verificações, o doador inicia o processo.

Segundo o Centro, o cadastro é necessário para que o candidato a doador fique registrado no sistema, atendendo a portarias do Ministério da Saúde. A entrevista também é outra exigência legal e uma orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS), para conscientizar o candidato sobre a responsabilidade de doar sangue e verificar se a pessoa está apta para doar, seu histórico de saúde ou se encaixa em algum grupo de risco.

O órgão destaca que a entrevista é completamente sigilosa e feita por profissional capacitado. Caso após a entrevista o candidato à doação não se sinta apto a doar, pode assinalar na ficha que não respondeu as perguntas de forma verdadeira, e seus exames são realizados mesmo assim.

SERVIÇO

Confira alguns locais de coleta de sangue no Ceará:

Fujisan – Banco de Sangue: Av. Barão de Studart, 2626 – Dionísio Torres.
Horário: segunda à sexta, das 7h30 às 17h30, e aos sábados das 7h30 às 13h.

Hemoce: Av. José Bastos, 3390 – Rodolfo Teófilo
Horário: 7h30 às 18h30

Posto de Coleta no IJF: Rua Barão do Rio Branco, 1816 – Centro
Horário: 7h30 às 18h30

RioMar Fortaleza: Rua. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu

Unifor: Av. Wahshington Soares, 1321 – Água Fria
Horário: 9h às 20h

Instituto Castro: Av. Santos Dummont, 265 – Aquiraz-CE
Horário: 9h às 16h

Fábrica de Cimento Itapuí: Rodovia 025 – S/N -km 2 – Barbalha-CE
Horário: 7h30 às 12h e 13h30 às 17h

Cagece: R. Antonio Francisco de Macedo, 270 – IPASE – Crateús-CE
Horário: 8h às 12h

Publicidade

Dê sua opinião

BOA AÇÃO

Quer doar sangue? Entenda os requisitos e como é o processo

O Tribuna do Ceará cita as condições para ser um doador e indica os locais para praticar o ato solidário

Por Matheus Ribeiro em Saúde

28 de agosto de 2016 às 06:40

Há 10 meses
Fujisan

Doação de sangue pode ser feita em qualquer posto de coleta (FOTO: Divulgação Fujisan)

Mesmo sendo um gesto de solidariedade e cidadania, que pode salvar muitas vidas, a doação de sangue ainda é uma incógnita para muitas pessoas.

Apesar de se tratar de um processo de fundamental importância, há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde e que visam à proteção ao paciente e também ao doador.

Pensando nisso, o Tribuna do Ceará decidiu mostrar como é possível realizar uma doação de sangue, além de apontar as características de quem está apto ou não para realizar praticar o ato de solidariedade.

Quem pode doar?

Conforme os hemocentros e postos de coletas de sangue, qualquer pessoa entre 16, desde que esteja acompanhado por um responsável, e 69 anos pode realizar a ação.

Contudo, alguns critérios são estabelecidos. Segundo o Hemoce, o doador de sangue precisa estar bem de saúde, ter mais de 50 kg e estar bem alimentado. Em seguida, o doador deve se destinar a um posto de coleta, apresentar um documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional, e efetuar o ato solidário.

Após a primeira doação, é preciso estabelecer um período para realizar uma nova ação. Conforme o centro, enquanto homens podem doar sangue a cada 2 meses, até 4 vezes por ano, as mulheres precisam esperar três meses para doar novamente. 

Quem não pode doar?

No entanto, devido a questões clínicas e até mesmo para preservar a saúde dos pacientes, os centros de coletas estabelecem critérios que impedem determinadas pessoas de doar sangue.

Segundo o Fujisan – Banco de Sangue, pessoas que estejam com febre acima de 37º ou que tenham feito extração dentária nas últimas 72 horas estão impossibilitadas de doar. Assim como quem teve hepatite após os 11 anos, e quem teve anemia ou gripe nos sete dias anteriores não podem doar.

Além desses casos, o banco estipula outros critérios. Quem fez alguma viagem para a Região Norte do país no último ano ou uma tatuagem em menos de um ano também não está apto a doar. Os bancos também ressaltam que o doador não pode ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas antes da doação.

O processo

De acordo com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), doar sangue é bastante prático e rápido. Após se identificar, o doador passa por um processo que dura de 30 a 40 minutos. Logo depois de preencher um formulário de cadastro, o doador segue para uma entrevista com um médico. O objetivo é verificar se a pessoa está em boas condições para doar ou não.

Passando pela entrevista, chega a hora de realizar exames rápidos. Como testes de glicemia e pressão. Após aprovado em todas essas verificações, o doador inicia o processo.

Segundo o Centro, o cadastro é necessário para que o candidato a doador fique registrado no sistema, atendendo a portarias do Ministério da Saúde. A entrevista também é outra exigência legal e uma orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS), para conscientizar o candidato sobre a responsabilidade de doar sangue e verificar se a pessoa está apta para doar, seu histórico de saúde ou se encaixa em algum grupo de risco.

O órgão destaca que a entrevista é completamente sigilosa e feita por profissional capacitado. Caso após a entrevista o candidato à doação não se sinta apto a doar, pode assinalar na ficha que não respondeu as perguntas de forma verdadeira, e seus exames são realizados mesmo assim.

SERVIÇO

Confira alguns locais de coleta de sangue no Ceará:

Fujisan – Banco de Sangue: Av. Barão de Studart, 2626 – Dionísio Torres.
Horário: segunda à sexta, das 7h30 às 17h30, e aos sábados das 7h30 às 13h.

Hemoce: Av. José Bastos, 3390 – Rodolfo Teófilo
Horário: 7h30 às 18h30

Posto de Coleta no IJF: Rua Barão do Rio Branco, 1816 – Centro
Horário: 7h30 às 18h30

RioMar Fortaleza: Rua. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu

Unifor: Av. Wahshington Soares, 1321 – Água Fria
Horário: 9h às 20h

Instituto Castro: Av. Santos Dummont, 265 – Aquiraz-CE
Horário: 9h às 16h

Fábrica de Cimento Itapuí: Rodovia 025 – S/N -km 2 – Barbalha-CE
Horário: 7h30 às 12h e 13h30 às 17h

Cagece: R. Antonio Francisco de Macedo, 270 – IPASE – Crateús-CE
Horário: 8h às 12h