Hospital de Messejana anuncia suspensão da emergência e recua na decisão em seguida

SAÚDE NA UTI

Hospital de Messejana anuncia suspensão da emergência e recua na decisão em seguida

O hospital informou que houve um aperfeiçoamento na triagem. Desse modo, o atendimento segue normalmente na unidade de saúde

Por Tribuna do Ceará em Saúde

3 de agosto de 2018 às 12:35

Há 4 meses

Hospital de Messejana mantém atendimento após anunciar fechamento provisório da Emergência. (FOTO: Google Maps)

Após anunciar a suspensão no atendimento na unidade de Emergência por 24 horas, o Hospital de Messejana, de Fortaleza, recuou da decisão antes de começar a cumpri-la. A diretoria informou que o atendimento segue de forma habitual após otimização do setor de triagem.

O fechamento do setor havia sido comunicado a funcionários e pacientes nesta quinta-feira (2) por meio de nota. O motivo da interrupção do atendimento era a falta de leitos vagos para atender a grande demanda de pacientes que procuram o local.

Em uma primeira nota, a direção do hospital havia informado que o local não receberia novos pacientes na emergência das 13 horas desta sexta-feira (3) até as 13 horas do sábado (4). À exceção apenas dos “casos de infarto agudo do miocárdio com supra bloqueio AV total sintomático ou risco imediato de morte pacientes com risco”, informou em nota.

A medida visava “a proteção dos pacientes internados e dos profissionais de saúde com ação no setor de emergências, assegurando-se a qualidade dos serviços prestados e a integridade e segurança dos envolvidos”, ainda de acordo com o comunicado. Os pacientes que não estivessem dentro dos critérios citados seriam encaminhados a outras unidades de saúde, informava a primeira nota.

Menos de 24 horas do anúncio da suspensão do atendimento, que teria início às 13 horas desta sexta-feira, a direção do Hospital de Messejana voltou atrás e informou, em uma segunda nota, que o atendimento continua normalmente, pois a “triagem médica foi otimizada diante da grande demanda do hospital.”

Ainda no texto, a instituição informa que o setor de emergência foi ampliado em 2017, com a instalação do Posto 3. “Com isso, o setor passou de 82 para 130 leitos disponíveis, crescimento de 58,53%. A construção de outros 48 novos leitos de enfermaria (Posto 4) está em fase de conclusão e em breve serão entregues à população.”

Veja a íntegra da nota do Hospital de Messejana informando sobre a normalização dos atendimentos.

O Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, referência no atendimento a casos de alta complexidade em cardiologia e pneumologia, informa que o atendimento da emergência segue de forma habitual.

Durante a noite de ontem (19h às 23h), quinta-feira (02), a triagem médica foi otimizada diante da grande demanda no hospital. Pacientes fora do perfil da unidade, que é de alta complexidade e que não apresentam risco de vida, estão sendo orientados a procurar outros serviços de emergência do SUS.

O Hospital de Messejana ressalta que foram mantidos os atendimentos de pacientes graves, como casos de infarto agudo do miocárdio e bloqueios atrioventriculares e demais pacientes que se enquadram no perfil do hospital. Somente nesta quinta-feira, 143 pacientes foram atendidos na emergência do HM. Na mesma data, havia 103 pacientes em extra-leito. De janeiro a junho de 2018, houve 47.173 atendimentos na emergência do hospital.

Em 2017, o setor da Emergência foi ampliado com a instalação do Posto 3. Com isso, o setor passou de 82 para 130 leitos disponíveis, crescimento de 58,53%. A construção de outros 48 novos leitos de enfermaria (Posto 4) está em fase de conclusão e em breve serão entregues à população.

Confira a íntegra do documento comunicando a decisão. Este foi encaminhado para a Chefia da Unidade de Emergência, de responsabilidade da Dra. Danielle Lino.

“Senhora Chefe,
Em função da total incapacidade de atendimento da demanda explosiva da Emergência caracterizada pela inexistência de sequer um leito vago e após aquiescência do Sr. Secretário Estadual de Saúde Dr. Henrique Javi, somos obrigados a decretar o fechamento dos atendimentos de pacientes com busca espontânea, excetuando-se os casos de infarto agudo do miocárdio com supra bloqueio AV total sintomático ou risco imediato de morte no período das 13h de hoje até as 13h do dia 4/8/18 (sábado). Tal medida visa a proteção dos pacientes internados e dos profissionais de saúde com ação no setor de Emergências, assegurando-se a qualidade dos serviços prestados e a integridade e segurança dos envolvidos. As medidas tomadas foram devidamente comunicadas ao Conselho Regional de Medicina do Ceará, após exaustiva discussão com a equipe de profissionais e médicos do setor. Os paciente que procurarem o Hospital de Messejana, fora dos critérios determinados, serão encaminhados para outras Unidades de atendimento do SUS em Fortaleza. Atenciosamente, Dr. Frederico Augusto de Lima e Silva, Diretor Geral do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes”

Publicidade

Dê sua opinião

SAÚDE NA UTI

Hospital de Messejana anuncia suspensão da emergência e recua na decisão em seguida

O hospital informou que houve um aperfeiçoamento na triagem. Desse modo, o atendimento segue normalmente na unidade de saúde

Por Tribuna do Ceará em Saúde

3 de agosto de 2018 às 12:35

Há 4 meses

Hospital de Messejana mantém atendimento após anunciar fechamento provisório da Emergência. (FOTO: Google Maps)

Após anunciar a suspensão no atendimento na unidade de Emergência por 24 horas, o Hospital de Messejana, de Fortaleza, recuou da decisão antes de começar a cumpri-la. A diretoria informou que o atendimento segue de forma habitual após otimização do setor de triagem.

O fechamento do setor havia sido comunicado a funcionários e pacientes nesta quinta-feira (2) por meio de nota. O motivo da interrupção do atendimento era a falta de leitos vagos para atender a grande demanda de pacientes que procuram o local.

Em uma primeira nota, a direção do hospital havia informado que o local não receberia novos pacientes na emergência das 13 horas desta sexta-feira (3) até as 13 horas do sábado (4). À exceção apenas dos “casos de infarto agudo do miocárdio com supra bloqueio AV total sintomático ou risco imediato de morte pacientes com risco”, informou em nota.

A medida visava “a proteção dos pacientes internados e dos profissionais de saúde com ação no setor de emergências, assegurando-se a qualidade dos serviços prestados e a integridade e segurança dos envolvidos”, ainda de acordo com o comunicado. Os pacientes que não estivessem dentro dos critérios citados seriam encaminhados a outras unidades de saúde, informava a primeira nota.

Menos de 24 horas do anúncio da suspensão do atendimento, que teria início às 13 horas desta sexta-feira, a direção do Hospital de Messejana voltou atrás e informou, em uma segunda nota, que o atendimento continua normalmente, pois a “triagem médica foi otimizada diante da grande demanda do hospital.”

Ainda no texto, a instituição informa que o setor de emergência foi ampliado em 2017, com a instalação do Posto 3. “Com isso, o setor passou de 82 para 130 leitos disponíveis, crescimento de 58,53%. A construção de outros 48 novos leitos de enfermaria (Posto 4) está em fase de conclusão e em breve serão entregues à população.”

Veja a íntegra da nota do Hospital de Messejana informando sobre a normalização dos atendimentos.

O Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, referência no atendimento a casos de alta complexidade em cardiologia e pneumologia, informa que o atendimento da emergência segue de forma habitual.

Durante a noite de ontem (19h às 23h), quinta-feira (02), a triagem médica foi otimizada diante da grande demanda no hospital. Pacientes fora do perfil da unidade, que é de alta complexidade e que não apresentam risco de vida, estão sendo orientados a procurar outros serviços de emergência do SUS.

O Hospital de Messejana ressalta que foram mantidos os atendimentos de pacientes graves, como casos de infarto agudo do miocárdio e bloqueios atrioventriculares e demais pacientes que se enquadram no perfil do hospital. Somente nesta quinta-feira, 143 pacientes foram atendidos na emergência do HM. Na mesma data, havia 103 pacientes em extra-leito. De janeiro a junho de 2018, houve 47.173 atendimentos na emergência do hospital.

Em 2017, o setor da Emergência foi ampliado com a instalação do Posto 3. Com isso, o setor passou de 82 para 130 leitos disponíveis, crescimento de 58,53%. A construção de outros 48 novos leitos de enfermaria (Posto 4) está em fase de conclusão e em breve serão entregues à população.

Confira a íntegra do documento comunicando a decisão. Este foi encaminhado para a Chefia da Unidade de Emergência, de responsabilidade da Dra. Danielle Lino.

“Senhora Chefe,
Em função da total incapacidade de atendimento da demanda explosiva da Emergência caracterizada pela inexistência de sequer um leito vago e após aquiescência do Sr. Secretário Estadual de Saúde Dr. Henrique Javi, somos obrigados a decretar o fechamento dos atendimentos de pacientes com busca espontânea, excetuando-se os casos de infarto agudo do miocárdio com supra bloqueio AV total sintomático ou risco imediato de morte no período das 13h de hoje até as 13h do dia 4/8/18 (sábado). Tal medida visa a proteção dos pacientes internados e dos profissionais de saúde com ação no setor de Emergências, assegurando-se a qualidade dos serviços prestados e a integridade e segurança dos envolvidos. As medidas tomadas foram devidamente comunicadas ao Conselho Regional de Medicina do Ceará, após exaustiva discussão com a equipe de profissionais e médicos do setor. Os paciente que procurarem o Hospital de Messejana, fora dos critérios determinados, serão encaminhados para outras Unidades de atendimento do SUS em Fortaleza. Atenciosamente, Dr. Frederico Augusto de Lima e Silva, Diretor Geral do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes”