Ceará ganhará primeiro bairro de inovação da América Latina, o @VivaPorangabussu

QUALIDADE DE VIDA

Ceará ganhará primeiro bairro de inovação da América Latina, o @VivaPorangabussu

O projeto, que faz parte do Fortaleza 2040, deve ser executado em 12 anos. A primeira ação é a requalificação da Lagoa de Porangabussu

Por Crisneive Silveira em Saúde

30 de Janeiro de 2018 às 14:29

Há 7 meses

Governo do Estado, Prefeitura de Fortaleza, UFC e iniciativa privada se reuniram para apresentar o Viva@Porangabussu (FOTO: Crisneive Silveira/Tribuna do Ceará)

É do Ceará o primeiro distrito de Inovação em saúde da América Latina: o Viva@Porangabussu. Na manhã desta terça-feira (30), Governo do Estado do Ceará, Prefeitura de Fortaleza, Universidade Federal do Ceará e iniciativa privada assinaram um pacto para transformar o bairro de Porangabussu em um polo de tecnologias médicas em prol do social.

O projeto, que faz parte do Fortaleza 2040, deve ser executado em 12 anos. O intuito é reduzir a desigualdade social utilizando um modelo de desenvolvimento planejado, baseado nas novas tecnologias de produção de conhecimento sustentável.

Os cinco pilares da ideia integram saúde, qualidade de vida, urbanismo e infraestrutura, conhecimento e cultura. E, é claro, que a ideia é contar com toda a comunidade para isso.

Um dos motivos para a escolha de Porangabussu como o primeiro Distrito de Inovação foi a estrutura hospitalar da UFC e todo o suporte em saúde e farmácia oferecida à comunidade pela instituição, além da facilidade em transporte público e por ser uma zona com potencial econômico. Além de Porangabussu, os bairros Benfica, Amadeu Furtado, Damas, Jardim América e Rodolfo Teófilo também serão beneficiados.

Com a presença da vice-governadora do Ceará, Isolda Cela, do prefeito Roberto Cláudio e do senador Tasso Jereissati, do secretário de Cidades Jesualdo Farias e do professor Henry, Reitor da UFC, entre diversas outras autoridades, além da comunidade, o pacto foi assinado no entorno da Lagoa de Porangabussu, no bairro Rodolfo Teófilo.

“O grande potencial do projeto é a nova ocupação do solo. Isso irá gerar uma presença habilitacional, mas também investimentos na área de saúde, de transporte, entre outros. A ocupação do solo vai ser mais qualificada. Em paralelo, o conjunto de medidas dará incentivo a essa nova ocupação com ações de mobilidade, criação de novos espaços públicos, conjunto de saneamento… Haverá um investimento de R$ 10 milhões para a limpeza, urbanismo, infraestrutura, calçadão, mini areninha, ecopolo. A partir daí, replicar esse exemplo para outras áreas da cidade”, disse o prefeito Roberto Cláudio.

O Viva@Porangabussu chega com o intuito de reduzir a desigualdade com um modelo de desenvolvimento baseado nas novas tecnologias e produção de conhecimento sustentável. Além de distribuir conhecimento, produzi-lo em prol da sociedade.

“É uma requalificação. É aquela perspectiva da saúde ser vista não só como serviço prestado, mas também como um gerador de conhecimento e de economia também”, disse a vice-governadora Isolda Cela.

Para o médico Carlos Roberto Martins, coordenador do projeto, estão previstas melhorias para a sociedade não só na saúde. Economia, tecnologia e inclusão também são pontos importantes do Viva@Porangabussu.

Requalificação da Lagoa de Porangabussu deve começar no primeiro semestred e 2018. (FOTO: Crisneive Silveira/Tribuna do Ceará)

“É um projeto de desenvolvimento social, é uma política de estado, pactuada e discutida no médio e longo prazo. E que tem como foco a questão da desigualdade, que é um grande desafio. A ideia é dar oportunidade às crianças, dar formação, incluir os pais, dando qualificação técnica, e criarmos uma sociedade de múltiplas convivências, com mais qualidade de vida e mais saudável”, disse Carlos Roberto Martins (Dr. Cabeto).

As primeiras ações, que serão voltadas para a Lagoa de Porangabussu, terão início ainda no primeiro semestre de 2018. Pensando no futuro, o poder público investe, com o Viva@Porangabussu em planejamento e ação para dar mais qualidade de vida à população com uma nova perspectiva de qualidade de vida.

Assista à reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

QUALIDADE DE VIDA

Ceará ganhará primeiro bairro de inovação da América Latina, o @VivaPorangabussu

O projeto, que faz parte do Fortaleza 2040, deve ser executado em 12 anos. A primeira ação é a requalificação da Lagoa de Porangabussu

Por Crisneive Silveira em Saúde

30 de Janeiro de 2018 às 14:29

Há 7 meses

Governo do Estado, Prefeitura de Fortaleza, UFC e iniciativa privada se reuniram para apresentar o Viva@Porangabussu (FOTO: Crisneive Silveira/Tribuna do Ceará)

É do Ceará o primeiro distrito de Inovação em saúde da América Latina: o Viva@Porangabussu. Na manhã desta terça-feira (30), Governo do Estado do Ceará, Prefeitura de Fortaleza, Universidade Federal do Ceará e iniciativa privada assinaram um pacto para transformar o bairro de Porangabussu em um polo de tecnologias médicas em prol do social.

O projeto, que faz parte do Fortaleza 2040, deve ser executado em 12 anos. O intuito é reduzir a desigualdade social utilizando um modelo de desenvolvimento planejado, baseado nas novas tecnologias de produção de conhecimento sustentável.

Os cinco pilares da ideia integram saúde, qualidade de vida, urbanismo e infraestrutura, conhecimento e cultura. E, é claro, que a ideia é contar com toda a comunidade para isso.

Um dos motivos para a escolha de Porangabussu como o primeiro Distrito de Inovação foi a estrutura hospitalar da UFC e todo o suporte em saúde e farmácia oferecida à comunidade pela instituição, além da facilidade em transporte público e por ser uma zona com potencial econômico. Além de Porangabussu, os bairros Benfica, Amadeu Furtado, Damas, Jardim América e Rodolfo Teófilo também serão beneficiados.

Com a presença da vice-governadora do Ceará, Isolda Cela, do prefeito Roberto Cláudio e do senador Tasso Jereissati, do secretário de Cidades Jesualdo Farias e do professor Henry, Reitor da UFC, entre diversas outras autoridades, além da comunidade, o pacto foi assinado no entorno da Lagoa de Porangabussu, no bairro Rodolfo Teófilo.

“O grande potencial do projeto é a nova ocupação do solo. Isso irá gerar uma presença habilitacional, mas também investimentos na área de saúde, de transporte, entre outros. A ocupação do solo vai ser mais qualificada. Em paralelo, o conjunto de medidas dará incentivo a essa nova ocupação com ações de mobilidade, criação de novos espaços públicos, conjunto de saneamento… Haverá um investimento de R$ 10 milhões para a limpeza, urbanismo, infraestrutura, calçadão, mini areninha, ecopolo. A partir daí, replicar esse exemplo para outras áreas da cidade”, disse o prefeito Roberto Cláudio.

O Viva@Porangabussu chega com o intuito de reduzir a desigualdade com um modelo de desenvolvimento baseado nas novas tecnologias e produção de conhecimento sustentável. Além de distribuir conhecimento, produzi-lo em prol da sociedade.

“É uma requalificação. É aquela perspectiva da saúde ser vista não só como serviço prestado, mas também como um gerador de conhecimento e de economia também”, disse a vice-governadora Isolda Cela.

Para o médico Carlos Roberto Martins, coordenador do projeto, estão previstas melhorias para a sociedade não só na saúde. Economia, tecnologia e inclusão também são pontos importantes do Viva@Porangabussu.

Requalificação da Lagoa de Porangabussu deve começar no primeiro semestred e 2018. (FOTO: Crisneive Silveira/Tribuna do Ceará)

“É um projeto de desenvolvimento social, é uma política de estado, pactuada e discutida no médio e longo prazo. E que tem como foco a questão da desigualdade, que é um grande desafio. A ideia é dar oportunidade às crianças, dar formação, incluir os pais, dando qualificação técnica, e criarmos uma sociedade de múltiplas convivências, com mais qualidade de vida e mais saudável”, disse Carlos Roberto Martins (Dr. Cabeto).

As primeiras ações, que serão voltadas para a Lagoa de Porangabussu, terão início ainda no primeiro semestre de 2018. Pensando no futuro, o poder público investe, com o Viva@Porangabussu em planejamento e ação para dar mais qualidade de vida à população com uma nova perspectiva de qualidade de vida.

Assista à reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: