Ceará assina acordo internacional para ajudar pacientes com febre reumática - Noticias

APOIO INTERNACIONAL

Ceará assina acordo internacional para ajudar pacientes com febre reumática

O intuito é ajudar países em extrema pobreza com assistência médica e cirúrgica.

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

7 de Fevereiro de 2018 às 07:00

Há 8 meses

Hospital de Messejana participa de acordo internacional para apoiar países mais pobres. (FOTO: Google Maps)

O Ceará assinou acordo para participar de projeto de auxílio a pacientes em situação de extrema pobreza em diversos países e que necessitam de assistência médica e cirúrgica por danos causados pela febre reumática. O evento ocorreu na Cidade do Cabo, na África do Sul. Em Fortaleza, o Hospital de Messejana é um dos que vai participar do acordo.

O trabalho será realizado através de equipes formadas por médicos e outros profissionais relacionados a área. Confira a entrevista de Juan Mejía, coordenador cirúrgico do Hospital de Messejana, a Nonato Albuquerque e Ariane Cajazeiras para a Tribuna Band News FM.

“Aproveitando a comemoração dos 50 anos do primeiro transplante cardíaco realizado com sucesso na África do Sul, na Cidade do Cabo, e dentro da comemoração se realizou a proposta de uma interação, e a ideia é discutir uma coalizão de forças para os próximos 20 anos para que ninguém no planeta fique sem possibilidade de ter acesso a uma solução cirúrgica dos problemas das válvulas cardíacas por consequência da febre reumática”, disse Juan Mejía.

Confira a entrevista completa dada a Tribuna Band News:

Publicidade

Dê sua opinião

APOIO INTERNACIONAL

Ceará assina acordo internacional para ajudar pacientes com febre reumática

O intuito é ajudar países em extrema pobreza com assistência médica e cirúrgica.

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

7 de Fevereiro de 2018 às 07:00

Há 8 meses

Hospital de Messejana participa de acordo internacional para apoiar países mais pobres. (FOTO: Google Maps)

O Ceará assinou acordo para participar de projeto de auxílio a pacientes em situação de extrema pobreza em diversos países e que necessitam de assistência médica e cirúrgica por danos causados pela febre reumática. O evento ocorreu na Cidade do Cabo, na África do Sul. Em Fortaleza, o Hospital de Messejana é um dos que vai participar do acordo.

O trabalho será realizado através de equipes formadas por médicos e outros profissionais relacionados a área. Confira a entrevista de Juan Mejía, coordenador cirúrgico do Hospital de Messejana, a Nonato Albuquerque e Ariane Cajazeiras para a Tribuna Band News FM.

“Aproveitando a comemoração dos 50 anos do primeiro transplante cardíaco realizado com sucesso na África do Sul, na Cidade do Cabo, e dentro da comemoração se realizou a proposta de uma interação, e a ideia é discutir uma coalizão de forças para os próximos 20 anos para que ninguém no planeta fique sem possibilidade de ter acesso a uma solução cirúrgica dos problemas das válvulas cardíacas por consequência da febre reumática”, disse Juan Mejía.

Confira a entrevista completa dada a Tribuna Band News: