Campanha busca arrecadar R$ 60 mil para entidade de tratamento de pessoas com lábio leporino

DOAÇÃO

Campanha busca arrecadar R$ 60 mil para entidade de tratamento de pessoas com lábio leporino

A associação vive de doações, e não recebe nenhum apoio financeiro do poder público

Por Tribuna do Ceará em Saúde

27 de Abril de 2018 às 06:21

Há 2 meses
lábio

Campanha busca arrecadar R$ 60 mil (FOTO: Reprodução Facebook)

A Associação Beija Flor é um instituto que cuida do tratamento de pessoas com lábio leporino (fissura labiopalatina). A associação vive de doações, e não recebe nenhum apoio financeiro do poder público.

A entidade lançou uma campanha para arrecadar dinheiro e conseguir comprar um nasofaringoscópio. O equipamento custa R$ 60 mil e ajuda no diagnóstico correto de problemas que estejam atrapalhando a evolução do desenvolvimento da fala.

A partir desta avaliação os profissionais podem indicar de forma mais segura os procedimentos a serem realizados. O exame é realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por otorrinolaringologista, fonoaudiólogo, ortodontista, cirurgião buco-maxilo-facial. Esse tipo de exame não é oferecido pelo Sistema Único de Saúde.

Para colaborar, as doações podem ser feitas através de depósito bancário: BANCO DO BRASIL CONTA: 6274-X | AGÊNCIA: 2917-3 ou BRADESCO CONTA: 12346-3 | AGÊNCIA: 0621-1.

Associação Beija Flor

Entidade sem fins lucrativos, criada desde 2001 por profissionais voluntários, que surgiu do desejo de transformar a vida de pessoas que nasceram com fissura labiopalatina (ou lábio leporino), uma má formação congênita que se manifesta ainda na gestação, na etapa inicial do desenvolvimento do embrião. Atualmente, são realizados mais de 250 atendimentos por mês com pacientes de todo o Ceará e até mesmo de outros estados.

Publicidade

Dê sua opinião

DOAÇÃO

Campanha busca arrecadar R$ 60 mil para entidade de tratamento de pessoas com lábio leporino

A associação vive de doações, e não recebe nenhum apoio financeiro do poder público

Por Tribuna do Ceará em Saúde

27 de Abril de 2018 às 06:21

Há 2 meses
lábio

Campanha busca arrecadar R$ 60 mil (FOTO: Reprodução Facebook)

A Associação Beija Flor é um instituto que cuida do tratamento de pessoas com lábio leporino (fissura labiopalatina). A associação vive de doações, e não recebe nenhum apoio financeiro do poder público.

A entidade lançou uma campanha para arrecadar dinheiro e conseguir comprar um nasofaringoscópio. O equipamento custa R$ 60 mil e ajuda no diagnóstico correto de problemas que estejam atrapalhando a evolução do desenvolvimento da fala.

A partir desta avaliação os profissionais podem indicar de forma mais segura os procedimentos a serem realizados. O exame é realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por otorrinolaringologista, fonoaudiólogo, ortodontista, cirurgião buco-maxilo-facial. Esse tipo de exame não é oferecido pelo Sistema Único de Saúde.

Para colaborar, as doações podem ser feitas através de depósito bancário: BANCO DO BRASIL CONTA: 6274-X | AGÊNCIA: 2917-3 ou BRADESCO CONTA: 12346-3 | AGÊNCIA: 0621-1.

Associação Beija Flor

Entidade sem fins lucrativos, criada desde 2001 por profissionais voluntários, que surgiu do desejo de transformar a vida de pessoas que nasceram com fissura labiopalatina (ou lábio leporino), uma má formação congênita que se manifesta ainda na gestação, na etapa inicial do desenvolvimento do embrião. Atualmente, são realizados mais de 250 atendimentos por mês com pacientes de todo o Ceará e até mesmo de outros estados.