Aparelho que registra a digital no check-in de aeroportos é mais sujo que vaso sanitário

ALERTA

Aparelho que registra a digital no check-in de aeroportos é mais sujo que vaso sanitário

Pesquisa feita nos Estados Unidos indica dados alarmantes sobre a limpeza em aeroportos

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

11 de Março de 2018 às 06:45

Há 3 meses
Num totem de check-in, foram encontrados 1 milhão de micro-organismos (FOTO: Reprodução)

Num totem de check-in, foram encontrados 1 milhão de micro-organismos (FOTO: Reprodução)

Você sabia que o totem, aquele aparelho onde a gente coloca a digital para fazer um check-in em aeroportos, é mais sujo do que um assento de vaso sanitário desses mesmos ambientes? A informação é de uma pesquisa norte-americana que avaliou a higiene em aeroportos.

A pesquisa alerta ainda que descansos para braços dos assentos de sala de espera e botões de bebedouros também são mais contaminados que os vasos sanitários. Num totem de check-in, foram encontrados 1 milhão de micro-organismos. 

Em entrevista à Rádio Tribuna BandNews FM, o infectologista Luis Reis tranquilizou que somente uma pessoa com ferimentos nos dedos corre maiores riscos ao ter contato com superfícies contaminadas. “A própria pele já é uma barreira contra as bactérias”, aponta.

Porém, o médico alerta sobre a importância de lavar sempre as mãos, porque o contato com a boca após o toque em superfícies como o totem de check-in pode fazer a pessoa contrair vírus.

Ouça a matéria da Rádio Tribuna BandNews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

ALERTA

Aparelho que registra a digital no check-in de aeroportos é mais sujo que vaso sanitário

Pesquisa feita nos Estados Unidos indica dados alarmantes sobre a limpeza em aeroportos

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

11 de Março de 2018 às 06:45

Há 3 meses
Num totem de check-in, foram encontrados 1 milhão de micro-organismos (FOTO: Reprodução)

Num totem de check-in, foram encontrados 1 milhão de micro-organismos (FOTO: Reprodução)

Você sabia que o totem, aquele aparelho onde a gente coloca a digital para fazer um check-in em aeroportos, é mais sujo do que um assento de vaso sanitário desses mesmos ambientes? A informação é de uma pesquisa norte-americana que avaliou a higiene em aeroportos.

A pesquisa alerta ainda que descansos para braços dos assentos de sala de espera e botões de bebedouros também são mais contaminados que os vasos sanitários. Num totem de check-in, foram encontrados 1 milhão de micro-organismos. 

Em entrevista à Rádio Tribuna BandNews FM, o infectologista Luis Reis tranquilizou que somente uma pessoa com ferimentos nos dedos corre maiores riscos ao ter contato com superfícies contaminadas. “A própria pele já é uma barreira contra as bactérias”, aponta.

Porém, o médico alerta sobre a importância de lavar sempre as mãos, porque o contato com a boca após o toque em superfícies como o totem de check-in pode fazer a pessoa contrair vírus.

Ouça a matéria da Rádio Tribuna BandNews FM: