Ações de imunização ajudaram Fortaleza a ter a melhor cobertura contra sarampo no país

SURTO DA DOENÇA

Ações de imunização ajudaram Fortaleza a ter a melhor cobertura contra sarampo no país

A capital cearense sofreu com surto da doença entre os anos de 2013 a 2015, mas adotou políticas para reforçar a imunização

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

28 de julho de 2018 às 07:15

Há 5 meses
A vacina será aplicada para o público geral (FOTO: Divulgação)

Fortaleza é exemplo em cobertura vacinal de sarampo. (FOTO: Divulgação)

Fortaleza é exemplo na cobertura vacinal do sarampo, tornando-se exemplo para todo o Brasil. De todas as cidades do país, a capital cearense é a que está melhor posicionada no ranking, virando referência no combate à doença, após enfrentar surto da doença.

A capital cearense sofreu entre os anos de 2013 a 2015 com surto da doença, registrando 395 casos na época. Mas com isso, Fortaleza adota políticas para reforçar a imunização, como explica Vanessa Soldatelli, coordenadora de imunização de Fortaleza.

“A gente faz um trabalho em cada casa, com o agente de saúde verificando o cartão de vacinação das pessoas, das famílias que ele acompanha, para levar para a enfermeira do posto cada situação encontrada, onde a gente tem o nome das crianças, endereço, qual vacina elas fizeram e através desse prontuário a gente consegue buscar aqueles que não estão indo fazer a vacinação”, explicou a coordenadora.

Uma das ações que contribuiu bastante para que a cidade tenha saído do surto de sarampo foi o horário de atendimento estendido nos 110 postos de saúde.

“As nossas unidades abrem às 7 horas da manhã e fecham às 19 horas. Tem algumas unidades daqui de Fortaleza que abrem de domingo a domingo, então a gente tenta vacinar todos os dias”, disse Vanessa Soldatelli.

Fortaleza é a capital melhor posicionada do Brasil em termos de cobertura vacinal. O Ceará, inclusive, foi o único estado do país a atingir meta de vacinação contra o sarampo. Segundo o Ministério da Saúde, a maior parte dos estados brasileiros está com a média de cobertura vacinal abaixo do esperado, como reforça a presidente da Sociedade Brasileira de Imunização, Isabella Ballalai.

“A grande maioria dos nossos estados têm cobertura abaixo de 70, 80%. Todos estão em situação de risco. Quando a gente olha a cobertura geral, a gente não tem a ideia do risco verdadeiro, que foi o que aconteceu no estado do Ceará em 2013. A gente tem que entender é que todos os estados estão em risco, isso é municípios e até mesmo bairros dentro de uma cidade com baixa cobertura”, explicou.

Apesar da cobertura satisfatória, Fortaleza ainda permanece em alerta. No momento, Amazonas e Roraima enfrentam surtos de sarampo. Até julho, foram registrados, no território amazonense, 444 casos da doença. Já em Roraima, foram 216 casos confirmados. Também houve casos em São Paulo, Rondônia, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Confira a reportagem de Daniella de Lavor para a Tribuna Band News FM:

Publicidade

Dê sua opinião

SURTO DA DOENÇA

Ações de imunização ajudaram Fortaleza a ter a melhor cobertura contra sarampo no país

A capital cearense sofreu com surto da doença entre os anos de 2013 a 2015, mas adotou políticas para reforçar a imunização

Por Tribuna Bandnews FM em Saúde

28 de julho de 2018 às 07:15

Há 5 meses
A vacina será aplicada para o público geral (FOTO: Divulgação)

Fortaleza é exemplo em cobertura vacinal de sarampo. (FOTO: Divulgação)

Fortaleza é exemplo na cobertura vacinal do sarampo, tornando-se exemplo para todo o Brasil. De todas as cidades do país, a capital cearense é a que está melhor posicionada no ranking, virando referência no combate à doença, após enfrentar surto da doença.

A capital cearense sofreu entre os anos de 2013 a 2015 com surto da doença, registrando 395 casos na época. Mas com isso, Fortaleza adota políticas para reforçar a imunização, como explica Vanessa Soldatelli, coordenadora de imunização de Fortaleza.

“A gente faz um trabalho em cada casa, com o agente de saúde verificando o cartão de vacinação das pessoas, das famílias que ele acompanha, para levar para a enfermeira do posto cada situação encontrada, onde a gente tem o nome das crianças, endereço, qual vacina elas fizeram e através desse prontuário a gente consegue buscar aqueles que não estão indo fazer a vacinação”, explicou a coordenadora.

Uma das ações que contribuiu bastante para que a cidade tenha saído do surto de sarampo foi o horário de atendimento estendido nos 110 postos de saúde.

“As nossas unidades abrem às 7 horas da manhã e fecham às 19 horas. Tem algumas unidades daqui de Fortaleza que abrem de domingo a domingo, então a gente tenta vacinar todos os dias”, disse Vanessa Soldatelli.

Fortaleza é a capital melhor posicionada do Brasil em termos de cobertura vacinal. O Ceará, inclusive, foi o único estado do país a atingir meta de vacinação contra o sarampo. Segundo o Ministério da Saúde, a maior parte dos estados brasileiros está com a média de cobertura vacinal abaixo do esperado, como reforça a presidente da Sociedade Brasileira de Imunização, Isabella Ballalai.

“A grande maioria dos nossos estados têm cobertura abaixo de 70, 80%. Todos estão em situação de risco. Quando a gente olha a cobertura geral, a gente não tem a ideia do risco verdadeiro, que foi o que aconteceu no estado do Ceará em 2013. A gente tem que entender é que todos os estados estão em risco, isso é municípios e até mesmo bairros dentro de uma cidade com baixa cobertura”, explicou.

Apesar da cobertura satisfatória, Fortaleza ainda permanece em alerta. No momento, Amazonas e Roraima enfrentam surtos de sarampo. Até julho, foram registrados, no território amazonense, 444 casos da doença. Já em Roraima, foram 216 casos confirmados. Também houve casos em São Paulo, Rondônia, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Confira a reportagem de Daniella de Lavor para a Tribuna Band News FM: