Sindicato de professores repudia declarações de RC após debate do Sistema Jangadeiro

EDUCAÇÃO

Sindicato de professores repudia declarações de RC após debate do Sistema Jangadeiro

Candidato à reeleição falou sobre“mamata” de professores nos laboratórios de informática e bibliotecas de escolas municipais

Por Hayanne Narlla em Política

26 de outubro de 2016 às 19:07

Há 3 anos
roberto claudio

Roberto Cláudio deu declaração em debate do Sistema Jangadeiro (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O Sindicato União dos Trabalhadores em Educação de Fortaleza (Sindiute) lançou uma nota de repúdio ao prefeito e candidato à reeleição Roberto Cláudio (PDT) nesta quarta-feira (26). A nota foi publicada após Roberto Cláudio ter declarado – no debate realizado pelo Sistema Jangadeiro na terça-feira (25) – que havia “mamata” de professores nos laboratórios de informática e bibliotecas de escolas municipais.

O Sindiute publicou nota exigindo respeito aos professores de Fortaleza “que defenderam o direito a bibliotecas e laboratórios de informática nas escolas públicas”. Além disso, enfatizou que a declaração é agressiva e “falta com respeito a milhares de trabalhadores, responsáveis pela educação pública na nossa cidade”.

“Ainda temos muito a avançar para que termo a Escola Pública de Qualidade, democrática que seja definitivamente incorporada como prática social determinante para a melhoria da qualidade de ensino, para um processo educativo comprometido com a formação de sujeitos aptos ao exercício da cidadania, de homens e mulheres preparados para a tomada de decisões e socialmente participativos”.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do atual prefeito informou que não iria se pronunciar sobre a nota.

Declaração

O tema veio à tona no quarto bloco do debate realizado pelo Sistema Jangadeiro, quando Roberto Cláudio falava sobre educação, ressaltando que é necessário dar oportunidade aos jovens da periferia, com ensino integral. Em resposta, Capitão Wagner (PR) falou que as bibliotecas e laboratórios de informática abertos na gestão de Luizianne Lins foram fechados sob atual comando de Roberto Cláudio.

O candidato do PR ainda citou o caso de uma cidadã que precisaria “tirar dinheiro do bolso” para que sua filha fizesse pesquisa em uma “lan house”. Na réplica, Roberto Cláudio falou que aumentou o número de bibliotecas de 240 para 263. “O que nós acabamos foi com a mamata de interferência política para professor não dar aula em sala de aula e ficar à disposição de laboratório e de biblioteca. E quem paga esse prejuízo e essa pena é o estudante, que não aprende e não tem aula”.

Leia nota na íntegra:

O SINDICATO UNIÃO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE FORTALEZA – SINDIUTE representativa de 11 mil trabalhadores , professores, especialistas em educação, assistentes da educação infantil e funcionários da educação vem a público manifestar repúdio veemente ao Prefeito de Fortaleza, pelo pronunciamento feito em programa de televisão, onde referindo-se a política de seu governo que extinguiu das escolas públicas os laboratórios de informática e bibliotecas escolares, direitos de milhares de alunos, com uma justificativa desqualificada, desrespeitosa, leviana, de que teria adotado tal pratica autoritária de fechar bibliotecas e laboratórios para acabar com a “mamata e interferência políticas para professores não darem aula em sala de aula e ficarem a disposição de bibliotecas e laboratórios.”

O SINDIUTE informa ao Prefeito Roberto Claudio que exigimos respeito aos professores de Fortaleza que defenderam o direito a bibliotecas e laboratórios de informática nas escolas públicas previsto na LEI Nº 12.244 DE 24 DE MAIO DE 2010 que dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País. Que todos os espaços da escola são espaços de ensino e aprendizagem e as bibliotecas e laboratórios de informática são ferramentas didáticas imprescindíveis a escolas pública de qualidade.

Diante disso, a SINDIUTE, e seus trabalhadores em educação filiados REPUDIAM a forma agressiva do Prefeito Roberto Claudio que falta com respeito a milhares de trabalhadores, responsáveis pela educação pública na nossa cidade, que lutam e continuarão lutando pelos laboratórios e bibliotecas em nossas escolas. Ainda temos muito a avançar para que termo a Escola Pública de Qualidade, democrática que seja definitivamente incorporada como prática social determinante para a melhoria da qualidade de ensino, para um processo educativo comprometido com a formação de sujeitos aptos ao exercício da cidadania, de homens e mulheres preparados para a tomada de decisões e socialmente participativos.

Essa prática condenável do Prefeito Roberto Claudio demonstra sua falta de responsabilidade com a educação de qualidade, autoritarismo e desrespeito aos trabalhadores, professores em pleno mês festivo em alusão aos nossos mestres. O SINDIUTE também intervirá como parte nos processos judiciais contra esse grave ataque aos trabalhadores da educação de Fortaleza.

Publicidade

Dê sua opinião

EDUCAÇÃO

Sindicato de professores repudia declarações de RC após debate do Sistema Jangadeiro

Candidato à reeleição falou sobre“mamata” de professores nos laboratórios de informática e bibliotecas de escolas municipais

Por Hayanne Narlla em Política

26 de outubro de 2016 às 19:07

Há 3 anos
roberto claudio

Roberto Cláudio deu declaração em debate do Sistema Jangadeiro (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O Sindicato União dos Trabalhadores em Educação de Fortaleza (Sindiute) lançou uma nota de repúdio ao prefeito e candidato à reeleição Roberto Cláudio (PDT) nesta quarta-feira (26). A nota foi publicada após Roberto Cláudio ter declarado – no debate realizado pelo Sistema Jangadeiro na terça-feira (25) – que havia “mamata” de professores nos laboratórios de informática e bibliotecas de escolas municipais.

O Sindiute publicou nota exigindo respeito aos professores de Fortaleza “que defenderam o direito a bibliotecas e laboratórios de informática nas escolas públicas”. Além disso, enfatizou que a declaração é agressiva e “falta com respeito a milhares de trabalhadores, responsáveis pela educação pública na nossa cidade”.

“Ainda temos muito a avançar para que termo a Escola Pública de Qualidade, democrática que seja definitivamente incorporada como prática social determinante para a melhoria da qualidade de ensino, para um processo educativo comprometido com a formação de sujeitos aptos ao exercício da cidadania, de homens e mulheres preparados para a tomada de decisões e socialmente participativos”.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do atual prefeito informou que não iria se pronunciar sobre a nota.

Declaração

O tema veio à tona no quarto bloco do debate realizado pelo Sistema Jangadeiro, quando Roberto Cláudio falava sobre educação, ressaltando que é necessário dar oportunidade aos jovens da periferia, com ensino integral. Em resposta, Capitão Wagner (PR) falou que as bibliotecas e laboratórios de informática abertos na gestão de Luizianne Lins foram fechados sob atual comando de Roberto Cláudio.

O candidato do PR ainda citou o caso de uma cidadã que precisaria “tirar dinheiro do bolso” para que sua filha fizesse pesquisa em uma “lan house”. Na réplica, Roberto Cláudio falou que aumentou o número de bibliotecas de 240 para 263. “O que nós acabamos foi com a mamata de interferência política para professor não dar aula em sala de aula e ficar à disposição de laboratório e de biblioteca. E quem paga esse prejuízo e essa pena é o estudante, que não aprende e não tem aula”.

Leia nota na íntegra:

O SINDICATO UNIÃO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE FORTALEZA – SINDIUTE representativa de 11 mil trabalhadores , professores, especialistas em educação, assistentes da educação infantil e funcionários da educação vem a público manifestar repúdio veemente ao Prefeito de Fortaleza, pelo pronunciamento feito em programa de televisão, onde referindo-se a política de seu governo que extinguiu das escolas públicas os laboratórios de informática e bibliotecas escolares, direitos de milhares de alunos, com uma justificativa desqualificada, desrespeitosa, leviana, de que teria adotado tal pratica autoritária de fechar bibliotecas e laboratórios para acabar com a “mamata e interferência políticas para professores não darem aula em sala de aula e ficarem a disposição de bibliotecas e laboratórios.”

O SINDIUTE informa ao Prefeito Roberto Claudio que exigimos respeito aos professores de Fortaleza que defenderam o direito a bibliotecas e laboratórios de informática nas escolas públicas previsto na LEI Nº 12.244 DE 24 DE MAIO DE 2010 que dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País. Que todos os espaços da escola são espaços de ensino e aprendizagem e as bibliotecas e laboratórios de informática são ferramentas didáticas imprescindíveis a escolas pública de qualidade.

Diante disso, a SINDIUTE, e seus trabalhadores em educação filiados REPUDIAM a forma agressiva do Prefeito Roberto Claudio que falta com respeito a milhares de trabalhadores, responsáveis pela educação pública na nossa cidade, que lutam e continuarão lutando pelos laboratórios e bibliotecas em nossas escolas. Ainda temos muito a avançar para que termo a Escola Pública de Qualidade, democrática que seja definitivamente incorporada como prática social determinante para a melhoria da qualidade de ensino, para um processo educativo comprometido com a formação de sujeitos aptos ao exercício da cidadania, de homens e mulheres preparados para a tomada de decisões e socialmente participativos.

Essa prática condenável do Prefeito Roberto Claudio demonstra sua falta de responsabilidade com a educação de qualidade, autoritarismo e desrespeito aos trabalhadores, professores em pleno mês festivo em alusão aos nossos mestres. O SINDIUTE também intervirá como parte nos processos judiciais contra esse grave ataque aos trabalhadores da educação de Fortaleza.