Senadores eleitos cogitam apoiar candidatura de Tasso à presidência da Casa

POLÍTICA

Senadores eleitos cogitam apoiar candidatura de Tasso à presidência da Casa

O nome de Tasso é bem visto por Cid Gomes (PDT), senador eleito e que foi adversário político do tucano no Ceará

Por Tribuna do Ceará em Política

3 de dezembro de 2018 às 10:17

Há 1 semana
Senador Tasso Jereissati preside a Comissão (FOTO: Agência Senado)

Senador Tasso Jereissati é bem visto entre os senadores eleitos em 2018. (FOTO: Agência Senado)

Senadores eleitos do PSDB, PDT, PPS, REDE e setores do PSL avaliam apoiar a candidatura de Tasso Jereissati para a presidência do Senado. A articulação dos parlamentares é para tentar quebrar a hegemonia do MDB e uma possível volta de Renan Calheiros (MDB) à presidência da Casa, segundo reportagem do O Estadão deste domingo (2).

O nome de Tasso é bem visto por Cid Gomes (PDT), senador eleito e que foi adversário político do tucano no Ceará. Ao lado dele o bloco PPS, PDT e Rede, que juntos somam mais de 14 senadores e também estão com sinal positivo para essa candidatura de Tasso.

O PSDB tem oito senadores e apoia Tasso. Ainda segundo a publicação do portal paulista, acontece no momento que os aliados ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, encontram dificuldades no Senado pela fragmentação partidária durante a eleição.

O PSL, a pedido de Bolsonaro, não deve disputar a eleição. O partido porém não apoiará Renan Calheiros e vê um cenário que pode apoiar o senador David Alcolumbre (DEM-AP). Porém caso não seja viável, Tasso é uma opção “moderada”. Na semana passada, Tasso se reuniu com a deputada eleita Joice Hasselmann (PSL).

O PT ainda não fez nenhuma discussão formal sobre a escolha do partido em relação ao Senado.

O líder petista, o senador Humberto Costa (PT), não se manifestou sobre os nomes. Mas deixou claro que caso o nome de Renan não se viabilize, o partido pode apoiar um outro nome, como o de Tasso, já que os petistas não ficariam em hipótese alguma ao lado de Simone Tebet (MDB-MS).

Publicidade

Dê sua opinião

POLÍTICA

Senadores eleitos cogitam apoiar candidatura de Tasso à presidência da Casa

O nome de Tasso é bem visto por Cid Gomes (PDT), senador eleito e que foi adversário político do tucano no Ceará

Por Tribuna do Ceará em Política

3 de dezembro de 2018 às 10:17

Há 1 semana
Senador Tasso Jereissati preside a Comissão (FOTO: Agência Senado)

Senador Tasso Jereissati é bem visto entre os senadores eleitos em 2018. (FOTO: Agência Senado)

Senadores eleitos do PSDB, PDT, PPS, REDE e setores do PSL avaliam apoiar a candidatura de Tasso Jereissati para a presidência do Senado. A articulação dos parlamentares é para tentar quebrar a hegemonia do MDB e uma possível volta de Renan Calheiros (MDB) à presidência da Casa, segundo reportagem do O Estadão deste domingo (2).

O nome de Tasso é bem visto por Cid Gomes (PDT), senador eleito e que foi adversário político do tucano no Ceará. Ao lado dele o bloco PPS, PDT e Rede, que juntos somam mais de 14 senadores e também estão com sinal positivo para essa candidatura de Tasso.

O PSDB tem oito senadores e apoia Tasso. Ainda segundo a publicação do portal paulista, acontece no momento que os aliados ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, encontram dificuldades no Senado pela fragmentação partidária durante a eleição.

O PSL, a pedido de Bolsonaro, não deve disputar a eleição. O partido porém não apoiará Renan Calheiros e vê um cenário que pode apoiar o senador David Alcolumbre (DEM-AP). Porém caso não seja viável, Tasso é uma opção “moderada”. Na semana passada, Tasso se reuniu com a deputada eleita Joice Hasselmann (PSL).

O PT ainda não fez nenhuma discussão formal sobre a escolha do partido em relação ao Senado.

O líder petista, o senador Humberto Costa (PT), não se manifestou sobre os nomes. Mas deixou claro que caso o nome de Renan não se viabilize, o partido pode apoiar um outro nome, como o de Tasso, já que os petistas não ficariam em hipótese alguma ao lado de Simone Tebet (MDB-MS).