Roberto Cláudio diz que conversa "até com Eunício" para resolver problemas de Fortaleza

DESAFETO POLÍTICO

Roberto Cláudio diz que conversa “até com Eunício” para resolver problemas de Fortaleza

Roberto Cláudio e Eunício trocam farpas desde novembro, mas especula-se que o presidente do Senado pode integrar Governo Camilo

Por Tribuna do Ceará em Política

26 de dezembro de 2018 às 16:29

Há 4 semanas
Em 2017, Camilo Santana e Roberto Cláudio se reaproximaram de Eunício para tratar de projetos para o Ceará. (Foto: Governo do Ceará)

Em 2017, Camilo Santana e Roberto Cláudio se reaproximaram de Eunício para tratar de projetos para o Ceará. (Foto: Governo do Ceará)

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), disse que  desconhece a possibilidade de o senador Eunício Oliveira (MDB) integrar o secretariado do governador Camilo Santana. Ainda assim, ressaltou que conversa com todo mundo para resolver problema de Fortaleza, “até com Eunício”. Mais de um mês após a troca de farpas entre o prefeito de Fortaleza e o presidente do Senado, está mantido o desentendimento entre os líderes políticos.

“Não está boa, não”, disse Roberto Cláudio sobre a relação, nesta quarta-feira (26), durante entrevista à rádio Tribuna BandNews FM. No final de novembro, Eunício chamou o pedetista de “traidor” após acusações de aliados do prefeito de que o senador havia barrado concessão de 150 milhões de dólares para Fortaleza.

“O senador perdeu a eleição. Na Região Metropolitana inteira, ele foi o quarto colocado, não só aqui (em Fortaleza). Ele resolveu atribuir sua derrota a mim e a Fortaleza e, claramente, atrapalhou algo que estava na cara do gol para viabilizar, o que seria o primeiro financiamento para o meio ambiente, o primeiro financiamento com o Banco Mundial da história de Fortaleza”, queixou-se o prefeito.

Eunício nega que tenha atuado para barrar o empréstimo. Roberto Cláudio afirma que o projeto será reapresentado no Senado quando Eunício deixar a Casa. “Infelizmente atrapalhou, mas felizmente o projeto foi preservado. Não cultivo o ódio pessoal, não cultuo nenhuma rivalidade”, ressaltou o prefeito.

Eunício no Governo

Questionado se haverá inconveniência caso Eunício passe a integrar o secretariado de Camilo Santana – aliado do prefeito, Roberto Cláudio disse que desconhece o assunto. “Eu nunca ouvi, a não ser por nota de jornal”, acrescentou.

Ainda assim, o chefe do Executivo disse que trataria com Eunício caso o assunto fosse de interesse da Capital. “Converso com todo mundo para resolver problema de Fortaleza. Não tenho problema para discutir o projeto da cidade, até com o senador Eunício”, disse.

Desde as eleições de 2014, quando Eunício foi derrotado no governo Camilo Santana, a relação com o grupo aliado dos irmãos Cid e Ciro Gomes tem sido instável. Em 2016, Eunício apoiou o adversário de Roberto Cláudio, o deputado federal eleito Capitão Wagner (Pros).

Em 2017, no entanto, quando Eunício assumiu a presidência do Senado, RC e Camilo se reaproximaram do senador sob a justificativa de articulação de projetos para o Estado e a Capital. Nas eleições de 2018, o governador foi o principal fiador de uma aliança informal com o Eunício. Ainda assim, Roberto Cláudio se esquivou de demonstrações pública de apoio. Nas urnas, a reaproximação se mostrou ineficiente para reeleger o presidente do Senado.

Confira a entrevista completa na Tribuna BandNews FM (trecho sobre Eunício aos 38 minutos)

Publicidade

Dê sua opinião

DESAFETO POLÍTICO

Roberto Cláudio diz que conversa “até com Eunício” para resolver problemas de Fortaleza

Roberto Cláudio e Eunício trocam farpas desde novembro, mas especula-se que o presidente do Senado pode integrar Governo Camilo

Por Tribuna do Ceará em Política

26 de dezembro de 2018 às 16:29

Há 4 semanas
Em 2017, Camilo Santana e Roberto Cláudio se reaproximaram de Eunício para tratar de projetos para o Ceará. (Foto: Governo do Ceará)

Em 2017, Camilo Santana e Roberto Cláudio se reaproximaram de Eunício para tratar de projetos para o Ceará. (Foto: Governo do Ceará)

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), disse que  desconhece a possibilidade de o senador Eunício Oliveira (MDB) integrar o secretariado do governador Camilo Santana. Ainda assim, ressaltou que conversa com todo mundo para resolver problema de Fortaleza, “até com Eunício”. Mais de um mês após a troca de farpas entre o prefeito de Fortaleza e o presidente do Senado, está mantido o desentendimento entre os líderes políticos.

“Não está boa, não”, disse Roberto Cláudio sobre a relação, nesta quarta-feira (26), durante entrevista à rádio Tribuna BandNews FM. No final de novembro, Eunício chamou o pedetista de “traidor” após acusações de aliados do prefeito de que o senador havia barrado concessão de 150 milhões de dólares para Fortaleza.

“O senador perdeu a eleição. Na Região Metropolitana inteira, ele foi o quarto colocado, não só aqui (em Fortaleza). Ele resolveu atribuir sua derrota a mim e a Fortaleza e, claramente, atrapalhou algo que estava na cara do gol para viabilizar, o que seria o primeiro financiamento para o meio ambiente, o primeiro financiamento com o Banco Mundial da história de Fortaleza”, queixou-se o prefeito.

Eunício nega que tenha atuado para barrar o empréstimo. Roberto Cláudio afirma que o projeto será reapresentado no Senado quando Eunício deixar a Casa. “Infelizmente atrapalhou, mas felizmente o projeto foi preservado. Não cultivo o ódio pessoal, não cultuo nenhuma rivalidade”, ressaltou o prefeito.

Eunício no Governo

Questionado se haverá inconveniência caso Eunício passe a integrar o secretariado de Camilo Santana – aliado do prefeito, Roberto Cláudio disse que desconhece o assunto. “Eu nunca ouvi, a não ser por nota de jornal”, acrescentou.

Ainda assim, o chefe do Executivo disse que trataria com Eunício caso o assunto fosse de interesse da Capital. “Converso com todo mundo para resolver problema de Fortaleza. Não tenho problema para discutir o projeto da cidade, até com o senador Eunício”, disse.

Desde as eleições de 2014, quando Eunício foi derrotado no governo Camilo Santana, a relação com o grupo aliado dos irmãos Cid e Ciro Gomes tem sido instável. Em 2016, Eunício apoiou o adversário de Roberto Cláudio, o deputado federal eleito Capitão Wagner (Pros).

Em 2017, no entanto, quando Eunício assumiu a presidência do Senado, RC e Camilo se reaproximaram do senador sob a justificativa de articulação de projetos para o Estado e a Capital. Nas eleições de 2018, o governador foi o principal fiador de uma aliança informal com o Eunício. Ainda assim, Roberto Cláudio se esquivou de demonstrações pública de apoio. Nas urnas, a reaproximação se mostrou ineficiente para reeleger o presidente do Senado.

Confira a entrevista completa na Tribuna BandNews FM (trecho sobre Eunício aos 38 minutos)