Pré-candidato ao Senado, Eduardo Girão defende fim de privilégios políticos

RENOVAÇÃO POLÍTICA

Pré-candidato ao Senado, empresário Eduardo Girão defende fim de privilégios políticos

O lançamento da pré-candidatura de Luís Eduardo Girão teve a presença de lideranças como o senador Tasso Jereissati (PSDB)

Por Tribuna do Ceará em Política

10 de julho de 2018 às 12:48

Há 1 semana
Luís Eduardo Girão

Eduardo Girão é pré-candidato ao Senado pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS) (Foto: Reprodução/TV Jangadeiro)

O empresário e pré-candidato ao Senado pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Luis Eduardo Girão, defende o fim dos privilégios políticos e a redução do número de deputados federais na Câmara caso seja eleito.

O lançamento de sua pré-candidatura aconteceu nesta segunda-feira (9), na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), em Fortaleza. O evento contou com a presença do Senador Tasso Jereissati (PSDB), entre outras lideranças políticas.

O empresário Eduardo Girão tem 45 anos e, há mais de 10 anos, trabalha em movimentos sociais no País. No lançamento de sua pré-candidatura ao Senado, Eduardo defendeu o fim dos privilégios da classe política e a redução no número de deputados federais.

“Os supersalários, os gastos exorbitantes, a cultura do ‘tomá-lá-da-cá’ e a perpetuação de 513 deputados federais… Para quê 513 deputados federais? Vamos colocar isso (o fim dos privilégios) como prioridade”, defendeu Girão em entrevista à TV Jangadeiro/SBT.

O lançamento da pré-candidatura de Girão ao Senado aconteceu na Assembleia Legislativa e contou com a presença do senador Tasso Jereissati (PSDB). Durante o evento, Tasso falou da importância da renovação política cearense. “Aqui não tem políticos acomodados e aproveitadores do poder. Existem homens sério e competentes”, pontuou o senador.

O pré-candidato ao Governo do Estado do Ceará do PSDB, General Theophilo, destacou a presença de novos nomes no cenário político para que essa renovação ocorra. “Ele (Eduardo Girão) soma muito. São pessoas novas que vêm para acrescentar e para dar mais confiança para que o povo possa acreditar na renovação”, reforçou.

Publicidade

Dê sua opinião

RENOVAÇÃO POLÍTICA

Pré-candidato ao Senado, empresário Eduardo Girão defende fim de privilégios políticos

O lançamento da pré-candidatura de Luís Eduardo Girão teve a presença de lideranças como o senador Tasso Jereissati (PSDB)

Por Tribuna do Ceará em Política

10 de julho de 2018 às 12:48

Há 1 semana
Luís Eduardo Girão

Eduardo Girão é pré-candidato ao Senado pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS) (Foto: Reprodução/TV Jangadeiro)

O empresário e pré-candidato ao Senado pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Luis Eduardo Girão, defende o fim dos privilégios políticos e a redução do número de deputados federais na Câmara caso seja eleito.

O lançamento de sua pré-candidatura aconteceu nesta segunda-feira (9), na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), em Fortaleza. O evento contou com a presença do Senador Tasso Jereissati (PSDB), entre outras lideranças políticas.

O empresário Eduardo Girão tem 45 anos e, há mais de 10 anos, trabalha em movimentos sociais no País. No lançamento de sua pré-candidatura ao Senado, Eduardo defendeu o fim dos privilégios da classe política e a redução no número de deputados federais.

“Os supersalários, os gastos exorbitantes, a cultura do ‘tomá-lá-da-cá’ e a perpetuação de 513 deputados federais… Para quê 513 deputados federais? Vamos colocar isso (o fim dos privilégios) como prioridade”, defendeu Girão em entrevista à TV Jangadeiro/SBT.

O lançamento da pré-candidatura de Girão ao Senado aconteceu na Assembleia Legislativa e contou com a presença do senador Tasso Jereissati (PSDB). Durante o evento, Tasso falou da importância da renovação política cearense. “Aqui não tem políticos acomodados e aproveitadores do poder. Existem homens sério e competentes”, pontuou o senador.

O pré-candidato ao Governo do Estado do Ceará do PSDB, General Theophilo, destacou a presença de novos nomes no cenário político para que essa renovação ocorra. “Ele (Eduardo Girão) soma muito. São pessoas novas que vêm para acrescentar e para dar mais confiança para que o povo possa acreditar na renovação”, reforçou.