Obra da Arena Castelão é citada por possível irregularidade em delação da Odebrecht
OPERAÇÃO LAVA-JATO

Obra da Arena Castelão é citada por possível irregularidade em delação da Odebrecht

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, autorizou a investigação da obra do estádio que sediou jogos na Copa do Mundo de 2014

Por Ana Clara Jovino em Política

12 de abril de 2017 às 19:41

Há 3 meses

As obras de ampliação da Arena Castelão foram realizadas entre os anos 2010 e 2012 (FOTO: Leilane Freitas)

Pelo menos seis dos 12 estádios que sediaram jogos da Copa do Mundo de 2014 devem ser investigados por supostas irregularidades. A delação de Benedicto Barbosa da Silva Junior, funcionário da Odebrecht, denunciou a suposta fraude em licitações para repasse de propina.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, autorizou a investigação das obras. Ele mandou a Procuradoria da República do Ceará apurar o suposto acordo feito entre as empresas do Grupo Odebrecht e Carioca Engenharia na licitação da construção do estádio em Fortaleza.

Além da Arena Castelão, o Maracanã, Mané Garrincha, Arena da Amazônia, Arena Pernambuco e Arena Corinthians devem ser investigadas. As obras de ampliação da Arena Castelão foram realizadas entre os anos 2010 e 2012.

A Seção Judiciária e Procuradoria da República no Ceará vai averiguar os documentos. As obras serão examinadas a partir das delações dos executivos da Odebrecht, uma das empreiteiras responsáveis pelas construções dos estádios para a Copa do Mundo de 2014. Ao todo, foram 78 delações.

Publicidade

Dê sua opinião

OPERAÇÃO LAVA-JATO

Obra da Arena Castelão é citada por possível irregularidade em delação da Odebrecht

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, autorizou a investigação da obra do estádio que sediou jogos na Copa do Mundo de 2014

Por Ana Clara Jovino em Política

12 de abril de 2017 às 19:41

Há 3 meses

As obras de ampliação da Arena Castelão foram realizadas entre os anos 2010 e 2012 (FOTO: Leilane Freitas)

Pelo menos seis dos 12 estádios que sediaram jogos da Copa do Mundo de 2014 devem ser investigados por supostas irregularidades. A delação de Benedicto Barbosa da Silva Junior, funcionário da Odebrecht, denunciou a suposta fraude em licitações para repasse de propina.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, autorizou a investigação das obras. Ele mandou a Procuradoria da República do Ceará apurar o suposto acordo feito entre as empresas do Grupo Odebrecht e Carioca Engenharia na licitação da construção do estádio em Fortaleza.

Além da Arena Castelão, o Maracanã, Mané Garrincha, Arena da Amazônia, Arena Pernambuco e Arena Corinthians devem ser investigadas. As obras de ampliação da Arena Castelão foram realizadas entre os anos 2010 e 2012.

A Seção Judiciária e Procuradoria da República no Ceará vai averiguar os documentos. As obras serão examinadas a partir das delações dos executivos da Odebrecht, uma das empreiteiras responsáveis pelas construções dos estádios para a Copa do Mundo de 2014. Ao todo, foram 78 delações.