Novo presidente da CAE, Tasso vai tratar do 'custo Brasil' e das tributações
ASSUNTOS ECONÔMICOS

Novo presidente da CAE, Tasso vai tratar do ‘custo Brasil’ e das tributações

A expectativa do senador é de que a Comissão de Assuntos Econômicos atue de forma proativa na discussão e condução da economia brasileira

Por Jéssica Welma em Política

14 de março de 2017 às 17:42

Há 6 meses
Tasso é o primeiro cearense a assumir presidência de uma das mais importantes comissões do Senado (Foto: Divulgação)

Tasso é o primeiro cearense a assumir presidência de uma das mais importantes comissões do Senado (Foto: Agência Senado)

O senador Tasso Jereissati (PSDB) foi eleito, por aclamação, presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, uma das mais importantes da Casa. É na CAE por onde passam todos as propostas de impacto econômico dos governos federais, estaduais e municipais, como empréstimos, por exemplo. Essa é a primeira vez que um cearense assume a presidência da comissão. A eleição aconteceu nesta terça-feira (14).

Após ser eleito, Tasso anunciou a criação de duas subcomissões temáticas que devem analisar a tributação no País e debater o custo Brasil, o conjunto de entraves estruturais, burocráticos e econômicos que dificulta o investimento no Brasil. Ambas as comissões devem ser criadas na próxima terça-feira (21).

O objetivo de Tasso é oferecer uma “contribuição fundamental” para que o ambiente de negócios seja melhorado no País. A subcomissão do custo Brasil vai tratar das reformar microeconômicas para tentar reduzir “a burocracia que atrapalha as empresas e os cidadãos”, segundo o senador.

Outra contribuição da subcomissão, conforme Tasso, deverá ser uma ampla análise da questão dos juros, principalmente os spreads (a diferença entre a taxa de captação dos bancos e a taxa cobrada nos empréstimos aos consumidores e às empresas). O senador defende que é preciso analisar as razões para a manutenção de spreads “acima do razoável” e do praticado pelas economias mais sólidas.

A expectativa é de que a CAE atue de forma proativa na discussão e condução da economia brasileira. O vice de Tasso na Comissão é o senador Garibaldi Alves Filho (PMBD-RN).

Repercussão
O governador Camilo Santana (PT) ressaltou a importância da comissão. “É uma grande importância para o Ceará ter um presidente da envergadura de Tasso nesse conselho. Todos os projetos passam por lá, não tenho dúvidas de que ajudará a agilizar os projetos do Governo e da Prefeitura (de Fortaleza) que estão lá”, afirmou o governador.

Com informações da Agência Senado

Publicidade

Dê sua opinião

ASSUNTOS ECONÔMICOS

Novo presidente da CAE, Tasso vai tratar do ‘custo Brasil’ e das tributações

A expectativa do senador é de que a Comissão de Assuntos Econômicos atue de forma proativa na discussão e condução da economia brasileira

Por Jéssica Welma em Política

14 de março de 2017 às 17:42

Há 6 meses
Tasso é o primeiro cearense a assumir presidência de uma das mais importantes comissões do Senado (Foto: Divulgação)

Tasso é o primeiro cearense a assumir presidência de uma das mais importantes comissões do Senado (Foto: Agência Senado)

O senador Tasso Jereissati (PSDB) foi eleito, por aclamação, presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, uma das mais importantes da Casa. É na CAE por onde passam todos as propostas de impacto econômico dos governos federais, estaduais e municipais, como empréstimos, por exemplo. Essa é a primeira vez que um cearense assume a presidência da comissão. A eleição aconteceu nesta terça-feira (14).

Após ser eleito, Tasso anunciou a criação de duas subcomissões temáticas que devem analisar a tributação no País e debater o custo Brasil, o conjunto de entraves estruturais, burocráticos e econômicos que dificulta o investimento no Brasil. Ambas as comissões devem ser criadas na próxima terça-feira (21).

O objetivo de Tasso é oferecer uma “contribuição fundamental” para que o ambiente de negócios seja melhorado no País. A subcomissão do custo Brasil vai tratar das reformar microeconômicas para tentar reduzir “a burocracia que atrapalha as empresas e os cidadãos”, segundo o senador.

Outra contribuição da subcomissão, conforme Tasso, deverá ser uma ampla análise da questão dos juros, principalmente os spreads (a diferença entre a taxa de captação dos bancos e a taxa cobrada nos empréstimos aos consumidores e às empresas). O senador defende que é preciso analisar as razões para a manutenção de spreads “acima do razoável” e do praticado pelas economias mais sólidas.

A expectativa é de que a CAE atue de forma proativa na discussão e condução da economia brasileira. O vice de Tasso na Comissão é o senador Garibaldi Alves Filho (PMBD-RN).

Repercussão
O governador Camilo Santana (PT) ressaltou a importância da comissão. “É uma grande importância para o Ceará ter um presidente da envergadura de Tasso nesse conselho. Todos os projetos passam por lá, não tenho dúvidas de que ajudará a agilizar os projetos do Governo e da Prefeitura (de Fortaleza) que estão lá”, afirmou o governador.

Com informações da Agência Senado