Nordeste foi a região que mais perdeu recursos com corte no orçamento - Noticias


Nordeste foi a região que mais perdeu recursos com corte no orçamento

O valor perdido é de cerca de R$ 533,5 milhões. Só o estado do Ceará teve corte de R$ 92.640.000 milhões

Por Tribuna do Ceará em Política

28 de Fevereiro de 2011 às 10:13

Há 7 anos

O Nordeste foi a região que mais perdeu recursos com o corte de emendas parlamentares efetuado no orçamento da União para este ano. O valor perdido é de cerca de R$ 533,5 milhões. Só o estado do Ceará teve corte de R$ 92.640.000 milhões.

Já isoladamente, os estados de Minas Gerais, Roraima e São Paulo, administrados por governadores tucanos, foram os maiores prejudicados. As emendas vetadas para Minas, de Antonio Anastasia, chegam a R$ 189,2 milhões. Em Roraima, de Anchieta Junior, a tesourada nos projetos que seriam desenvolvidos exclusivamente no estado foi de R$ 185,6 milhões. Já o corte em São Paulo, de Geraldo Alckmin, ficou em R$ 115,5 milhões.

Ao todo, os 10 estados governados pela oposição perderam R$ 739,6 milhões em emendas, o que, proporcionalmente, representaria cortes de R$ 74 milhões para cada um. Por outro lado, as 17 unidades da federação restantes perderam R$ 1 bilhão com a tesourada, em média. Menos R$ 59,8 milhões para os estados e Distrito Federal governados pela base aliada do governo.

Depois do Nordeste, a região Sudeste foi a segunda mais afetada, com R$ 413 milhões cancelados. Já o Norte perdeu R$ 405,2 milhões. Incluindo também os empreendimentos de caráter regional, o Centro-Oeste perdeu R$ 271 milhões e o Sul R$ 134,5 milhões.

Os cortes atingiram emendas de 381 parlamentares, 23 bancadas estaduais e duas comissões do Senado. Dessa forma, tanto integrantes da base aliada como da oposição foram afetados. No orçamento deste ano, cada deputado e senador puderam apresentar até 25 emendas no valor global de R$ 13 milhões.

Redação Jangadeiro Online, com informações do UOL

Publicidade

Dê sua opinião

Nordeste foi a região que mais perdeu recursos com corte no orçamento

O valor perdido é de cerca de R$ 533,5 milhões. Só o estado do Ceará teve corte de R$ 92.640.000 milhões

Por Tribuna do Ceará em Política

28 de Fevereiro de 2011 às 10:13

Há 7 anos

O Nordeste foi a região que mais perdeu recursos com o corte de emendas parlamentares efetuado no orçamento da União para este ano. O valor perdido é de cerca de R$ 533,5 milhões. Só o estado do Ceará teve corte de R$ 92.640.000 milhões.

Já isoladamente, os estados de Minas Gerais, Roraima e São Paulo, administrados por governadores tucanos, foram os maiores prejudicados. As emendas vetadas para Minas, de Antonio Anastasia, chegam a R$ 189,2 milhões. Em Roraima, de Anchieta Junior, a tesourada nos projetos que seriam desenvolvidos exclusivamente no estado foi de R$ 185,6 milhões. Já o corte em São Paulo, de Geraldo Alckmin, ficou em R$ 115,5 milhões.

Ao todo, os 10 estados governados pela oposição perderam R$ 739,6 milhões em emendas, o que, proporcionalmente, representaria cortes de R$ 74 milhões para cada um. Por outro lado, as 17 unidades da federação restantes perderam R$ 1 bilhão com a tesourada, em média. Menos R$ 59,8 milhões para os estados e Distrito Federal governados pela base aliada do governo.

Depois do Nordeste, a região Sudeste foi a segunda mais afetada, com R$ 413 milhões cancelados. Já o Norte perdeu R$ 405,2 milhões. Incluindo também os empreendimentos de caráter regional, o Centro-Oeste perdeu R$ 271 milhões e o Sul R$ 134,5 milhões.

Os cortes atingiram emendas de 381 parlamentares, 23 bancadas estaduais e duas comissões do Senado. Dessa forma, tanto integrantes da base aliada como da oposição foram afetados. No orçamento deste ano, cada deputado e senador puderam apresentar até 25 emendas no valor global de R$ 13 milhões.

Redação Jangadeiro Online, com informações do UOL