Dólar dispara e já chega a R$ 3,63 em Fortaleza. Aumento foi de até 10% em 2 dias
CRISE POLÍTICA

Dólar dispara e já chega a R$ 3,63 em Fortaleza. Aumento foi de até 10% em 2 dias

A instabilidade política gerou um impacto na economia, com aumento da cotação do dólar. Veja os diferentes preços

Por Lyvia Rocha em Política

19 de maio de 2017 às 10:39

Há 2 meses
O dólar teve aumento de 10% em uma das casas de câmbio na Capital (FOTO: Divulgação)

O dólar teve aumento de até 10% em uma casas de câmbio na Capital (FOTO: Divulgação)

Após a repercussão negativa das gravações do presidente Michel Temer em um suposto envolvimento em esquema de corrupção, uma grande instabilidade econômica surgiu no país, e em Fortaleza isso pode ser sentido no valor do dólar, que disparou nesses últimos dois dias. Em três casos de câmbio, o dólar chega a valores bem além dos R$ 3,32 da tabela nacional.

Em uma das casas consultadas, a Confidence, o valor da moeda na Capital chega a R$ 3,63 para a compra. Já na venda chega a R$ 3,12, incluindo as taxas no valor final. “Estamos com uma grande oscilação nesse momento, e sempre oscilando para mais”, explicou uma das atendentes.

Outra casa, a Sadoc Câmbio, também mostra a tendência de alta da moeda na cidade. O valor para compra é de R$ 3,60 e para venda de R$ 3,10, um acréscimo de 7,5% se comparado ao valor da última terça-feira (16).

O menor valor encontrado é o da Fortur Câmbio, de R$ 3,50 para compra e venda de R$ 3,10, também com valor final, em uma crescente de 10% em relação aos últimos dois dias.

Veja os valores da moeda:

Fortur Câmbio e Turismo  Telefone: 3219-8383

Compra: R$ 3,50
Venda: R$ 3,10

Sadoc Câmbio  Telefone: 3219-7993

Compra: R$ 3,60
Venda: R$ 3,30

Confidence Câmbio – Telefone: 4004-5700

Compra: R$ 3,63
Venda: R$ 3,12

Instabilidade polícia e econômica

A denúncia contra o presidente da República Michel Temer (PMDB) foi mais uma dentre tantos escândalos nos últimos dias. A informação foi veiculada na quarta-feira (17) pelo colunista do jornal O Globo Lauro Jardim.

Segundo a reportagem, Michel Temer teria sido gravado, em março deste ano, pelo presidente da empresa JBS, Joesley Batista, consentindo pagamento ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e ao seu operador Lúcio Funaro para que não denunciassem irregularidades na Operação Lava-Jato.

Publicidade

Dê sua opinião

CRISE POLÍTICA

Dólar dispara e já chega a R$ 3,63 em Fortaleza. Aumento foi de até 10% em 2 dias

A instabilidade política gerou um impacto na economia, com aumento da cotação do dólar. Veja os diferentes preços

Por Lyvia Rocha em Política

19 de maio de 2017 às 10:39

Há 2 meses
O dólar teve aumento de 10% em uma das casas de câmbio na Capital (FOTO: Divulgação)

O dólar teve aumento de até 10% em uma casas de câmbio na Capital (FOTO: Divulgação)

Após a repercussão negativa das gravações do presidente Michel Temer em um suposto envolvimento em esquema de corrupção, uma grande instabilidade econômica surgiu no país, e em Fortaleza isso pode ser sentido no valor do dólar, que disparou nesses últimos dois dias. Em três casos de câmbio, o dólar chega a valores bem além dos R$ 3,32 da tabela nacional.

Em uma das casas consultadas, a Confidence, o valor da moeda na Capital chega a R$ 3,63 para a compra. Já na venda chega a R$ 3,12, incluindo as taxas no valor final. “Estamos com uma grande oscilação nesse momento, e sempre oscilando para mais”, explicou uma das atendentes.

Outra casa, a Sadoc Câmbio, também mostra a tendência de alta da moeda na cidade. O valor para compra é de R$ 3,60 e para venda de R$ 3,10, um acréscimo de 7,5% se comparado ao valor da última terça-feira (16).

O menor valor encontrado é o da Fortur Câmbio, de R$ 3,50 para compra e venda de R$ 3,10, também com valor final, em uma crescente de 10% em relação aos últimos dois dias.

Veja os valores da moeda:

Fortur Câmbio e Turismo  Telefone: 3219-8383

Compra: R$ 3,50
Venda: R$ 3,10

Sadoc Câmbio  Telefone: 3219-7993

Compra: R$ 3,60
Venda: R$ 3,30

Confidence Câmbio – Telefone: 4004-5700

Compra: R$ 3,63
Venda: R$ 3,12

Instabilidade polícia e econômica

A denúncia contra o presidente da República Michel Temer (PMDB) foi mais uma dentre tantos escândalos nos últimos dias. A informação foi veiculada na quarta-feira (17) pelo colunista do jornal O Globo Lauro Jardim.

Segundo a reportagem, Michel Temer teria sido gravado, em março deste ano, pelo presidente da empresa JBS, Joesley Batista, consentindo pagamento ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e ao seu operador Lúcio Funaro para que não denunciassem irregularidades na Operação Lava-Jato.