Deputado federal cearense é citado em Operação Lava-Jato por suposto recebimento de propina

INVESTIGAÇÃO

Deputado federal cearense é citado em Operação Lava-Jato por suposto recebimento de propina

O parlamentar Aníbal Gomes (PMDB), acusado de envolvimento, afirma que no dia da votação estava se recuperando de uma cirurgia na coluna

Por Tribuna Bandnews FM em Política

17 de outubro de 2017 às 09:08

Há 2 meses
O deputado afirma que estava se recuperando de uma cirurgia (FOTO: Divulgação)

O deputado afirma que estava se recuperando de uma cirurgia (FOTO: Divulgação)

O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB) é citado na operação Lava-Jato por suposto recebimento de propina. O assunto veio à tona nesse fim de semana após a divulgação das gravações do depoimento do doleiro Lúcio Funaro, como diz a matéria da Tribuna BandNews FM.

Após ter seu nome citado na Delação Premiada do doleiro Lúcio Funaro, em que é acusado de receber R$ 200 mil para votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff, o deputado federal cearense pelo PMDB, Aníbal Gomes, rebate a fala do delator e diz que vai processá-lo por calúnia.

O jornal Folha de São Paulo teve acesso às gravações do depoimento de Funaro à Procuradoria Geral da República. No áudio, ele afirma que Aníbal Gomes recebeu os R$ 200 mil com antecedência.

Aníbal Gomes, no entanto, afirma que no dia da votação estava se recuperando de uma cirurgia na coluna. “Como é que pode? Eu tava hospitalizado e o meu partido 100% sabia que eu não ia votar. Porque um mês atrás eu já estava com a cirurgia marcada”, rebate.

De fato, ele não votou na sessão. Ao ser chamado pelo então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, ele não respondeu. Lúcio Funaro é considerado o operador do recebimento de propinas em negociações para o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB).

Ouça mais detalhes nos áudios da Tribuna BandNews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

INVESTIGAÇÃO

Deputado federal cearense é citado em Operação Lava-Jato por suposto recebimento de propina

O parlamentar Aníbal Gomes (PMDB), acusado de envolvimento, afirma que no dia da votação estava se recuperando de uma cirurgia na coluna

Por Tribuna Bandnews FM em Política

17 de outubro de 2017 às 09:08

Há 2 meses
O deputado afirma que estava se recuperando de uma cirurgia (FOTO: Divulgação)

O deputado afirma que estava se recuperando de uma cirurgia (FOTO: Divulgação)

O deputado federal Aníbal Gomes (PMDB) é citado na operação Lava-Jato por suposto recebimento de propina. O assunto veio à tona nesse fim de semana após a divulgação das gravações do depoimento do doleiro Lúcio Funaro, como diz a matéria da Tribuna BandNews FM.

Após ter seu nome citado na Delação Premiada do doleiro Lúcio Funaro, em que é acusado de receber R$ 200 mil para votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff, o deputado federal cearense pelo PMDB, Aníbal Gomes, rebate a fala do delator e diz que vai processá-lo por calúnia.

O jornal Folha de São Paulo teve acesso às gravações do depoimento de Funaro à Procuradoria Geral da República. No áudio, ele afirma que Aníbal Gomes recebeu os R$ 200 mil com antecedência.

Aníbal Gomes, no entanto, afirma que no dia da votação estava se recuperando de uma cirurgia na coluna. “Como é que pode? Eu tava hospitalizado e o meu partido 100% sabia que eu não ia votar. Porque um mês atrás eu já estava com a cirurgia marcada”, rebate.

De fato, ele não votou na sessão. Ao ser chamado pelo então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, ele não respondeu. Lúcio Funaro é considerado o operador do recebimento de propinas em negociações para o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB).

Ouça mais detalhes nos áudios da Tribuna BandNews FM: