#Conjunturas: Parlamentares discutem sobre proposta de Escola sem Partido
DEBATE

#Conjunturas: Parlamentares discutem sobre proposta de Escola sem Partido

O quadro com os deputados estadual e federal e o vereador vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição

Por Tribuna do Ceará em Política

6 de outubro de 2017 às 14:56

Há 2 semanas
O quadro vai ao segundas, quartas e sextas (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

O quadro vai ao segundas, quartas e sextas (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

A discussão sobre a escola sem partido foi tema do Conjunturas desta sexta-feira (6). O quadro vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição.

O deputado federal Cabo Sabino (PR), o estadual Carlos Matos (PSDB) e o vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio (PT) comentaram o assunto.

O Programa Escola sem Partido é uma proposta de lei que torna obrigatória a afixação em todas as salas de aula do ensino fundamental e médio de um cartaz com deveres dos professores. Para Guilherme Sampaio, a proposta não é interessante.

“Essa proposta começa com uma premissa falsa. É como se ela mostrasse que há uma orientação partidária e isso é insustentável”, acredita.

Já o deputado estadual Carlos Matos discorda. “Eu acho exatamente o contrário o que Guilherme falou. A premissa é verdadeira. Os partidos de esquerda fizeram a dominação na universidade para formar pedagogos, historiadores, para levar a versão de esquerda para as escolas”, afirma.

“O professor precisa ter autonomia para lecionar, mas ele precisa ter profissionalismo acima de tudo para não tomar lados. É difícil uma pessoa lecionar se não tomar um lado que ela segue, aquilo que ela pratica. Mas as verdades devem ser ditas”, disse Cabo Sabino.

Confira todos os detalhes no áudio completo do Conjunturas:

Publicidade

Dê sua opinião

DEBATE

#Conjunturas: Parlamentares discutem sobre proposta de Escola sem Partido

O quadro com os deputados estadual e federal e o vereador vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição

Por Tribuna do Ceará em Política

6 de outubro de 2017 às 14:56

Há 2 semanas
O quadro vai ao segundas, quartas e sextas (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

O quadro vai ao segundas, quartas e sextas (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

A discussão sobre a escola sem partido foi tema do Conjunturas desta sexta-feira (6). O quadro vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição.

O deputado federal Cabo Sabino (PR), o estadual Carlos Matos (PSDB) e o vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio (PT) comentaram o assunto.

O Programa Escola sem Partido é uma proposta de lei que torna obrigatória a afixação em todas as salas de aula do ensino fundamental e médio de um cartaz com deveres dos professores. Para Guilherme Sampaio, a proposta não é interessante.

“Essa proposta começa com uma premissa falsa. É como se ela mostrasse que há uma orientação partidária e isso é insustentável”, acredita.

Já o deputado estadual Carlos Matos discorda. “Eu acho exatamente o contrário o que Guilherme falou. A premissa é verdadeira. Os partidos de esquerda fizeram a dominação na universidade para formar pedagogos, historiadores, para levar a versão de esquerda para as escolas”, afirma.

“O professor precisa ter autonomia para lecionar, mas ele precisa ter profissionalismo acima de tudo para não tomar lados. É difícil uma pessoa lecionar se não tomar um lado que ela segue, aquilo que ela pratica. Mas as verdades devem ser ditas”, disse Cabo Sabino.

Confira todos os detalhes no áudio completo do Conjunturas: