#Conjunturas: Parlamentares discutem sobre ordenamento urbano de Fortaleza
DEBATE

#Conjunturas: Parlamentares discutem sobre ordenamento urbano de Fortaleza

Eles comentaram casos pontuais, como a possível construção de um prédio de 50 andares na Avenida Beira Mar e os lotes da Praia do Futuro

Por Tribuna do Ceará em Política

12 de julho de 2017 às 12:38

Há 3 meses
praia-do-futuro_fortaleza

Praia do Futuro foi citada durante debate como exemplo de um mau fracionamento (FOTO: Decolar.com)

A lei de uso e ocupação do solo de Fortaleza foi o tema do debate do Conjunturas, desta quarta-feira (12). O quadro vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição.

O deputado federal Cabo Sabino (PR), o estadual Carlos Matos (PSDB) e o vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio (PT) comentaram casos pontuais, como a possível construção de um prédio de 50 andares na Avenida Beira Mar e os lotes da Praia do Futuro.

Guilherme Sampaio comentou sobre a lei que foi enviada à Câmara Municipal para aprovação. Porém o processo foi adiado para agosto, com o objetivo de oferecer mais tempo para análise. Ele explica que são 25 mapas e que é apontado o que “pode ser construído em cada área da cidade, quanto do terreno pode ser ocupado”, por exemplo.

Sabino critica que há uma desordem quando se fala da periferia. “Está a Deus dará”. Carlos Matos então coloca a temática da Praia do Futuro em questão, apontando que o fracionamento na região não foi adequado, o que impactou diretamente no desenvolvimento da região.

Confira o debate completo sobre o tema entre o vereador Guilherme Sampaio, o deputado estadual Carlos Matos e o deputado federal Cabo Sabino:

Publicidade

Dê sua opinião

DEBATE

#Conjunturas: Parlamentares discutem sobre ordenamento urbano de Fortaleza

Eles comentaram casos pontuais, como a possível construção de um prédio de 50 andares na Avenida Beira Mar e os lotes da Praia do Futuro

Por Tribuna do Ceará em Política

12 de julho de 2017 às 12:38

Há 3 meses
praia-do-futuro_fortaleza

Praia do Futuro foi citada durante debate como exemplo de um mau fracionamento (FOTO: Decolar.com)

A lei de uso e ocupação do solo de Fortaleza foi o tema do debate do Conjunturas, desta quarta-feira (12). O quadro vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição.

O deputado federal Cabo Sabino (PR), o estadual Carlos Matos (PSDB) e o vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio (PT) comentaram casos pontuais, como a possível construção de um prédio de 50 andares na Avenida Beira Mar e os lotes da Praia do Futuro.

Guilherme Sampaio comentou sobre a lei que foi enviada à Câmara Municipal para aprovação. Porém o processo foi adiado para agosto, com o objetivo de oferecer mais tempo para análise. Ele explica que são 25 mapas e que é apontado o que “pode ser construído em cada área da cidade, quanto do terreno pode ser ocupado”, por exemplo.

Sabino critica que há uma desordem quando se fala da periferia. “Está a Deus dará”. Carlos Matos então coloca a temática da Praia do Futuro em questão, apontando que o fracionamento na região não foi adequado, o que impactou diretamente no desenvolvimento da região.

Confira o debate completo sobre o tema entre o vereador Guilherme Sampaio, o deputado estadual Carlos Matos e o deputado federal Cabo Sabino: