#Conjunturas: Condenação de Lula divide parlamentares cearenses e gera rusgas

DEBATE

#Conjunturas: Condenação de Lula divide parlamentares cearenses e gera rusgas

Condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão foi o tema do debate do Conjunturas

Por Tribuna do Ceará em Política

17 de julho de 2017 às 15:51

Há 4 meses
lula

(FOTO: Flickr/ Creative Commons/ PT)

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão foi o tema do debate do Conjunturas, desta segunda-feira (17). O quadro vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição.

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, condenou Lula pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro. O deputado federal Cabo Sabino (PR), o estadual Carlos Matos (PSDB) e o vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio (PT) comentaram o assunto, que gerou algumas rugas.

Para Guilherme, a sentença já era esperada. Segundo ele, tudo começou “quando Ministério Público desenvolveu a famosa tese do Power Point, que o PT era organização criminosa”, sob liderança de Lula. Ela ainda acusou pessoas de citarem o nome do ex-presidente para amenizar os próprios crimes.

Carlos Matos, por sua vez, apontou que a “única” desculpa do PT para o caso era de perseguição política. “Ninguém fez alguma resposta consistente pra provar que o Mouro tá errado”.

Cabo Sabino considerou o tempo do processo. “Um processo que não foi feito do dia para noite”. Ainda ressaltou que o PT deveria preparar outro nome para a possível candidatura da presidência, o que provocou uma resposta de Guilherme Sampaio.

Confira o debate completo sobre o tema entre o vereador Guilherme Sampaio, o deputado estadual Carlos Matos e o deputado federal Cabo Sabino:

Publicidade

Dê sua opinião

DEBATE

#Conjunturas: Condenação de Lula divide parlamentares cearenses e gera rusgas

Condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão foi o tema do debate do Conjunturas

Por Tribuna do Ceará em Política

17 de julho de 2017 às 15:51

Há 4 meses
lula

(FOTO: Flickr/ Creative Commons/ PT)

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão foi o tema do debate do Conjunturas, desta segunda-feira (17). O quadro vai ao ar segunda, quarta e sexta, pela manhã, no Tribuna BandNews 1ª edição.

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, condenou Lula pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro. O deputado federal Cabo Sabino (PR), o estadual Carlos Matos (PSDB) e o vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio (PT) comentaram o assunto, que gerou algumas rugas.

Para Guilherme, a sentença já era esperada. Segundo ele, tudo começou “quando Ministério Público desenvolveu a famosa tese do Power Point, que o PT era organização criminosa”, sob liderança de Lula. Ela ainda acusou pessoas de citarem o nome do ex-presidente para amenizar os próprios crimes.

Carlos Matos, por sua vez, apontou que a “única” desculpa do PT para o caso era de perseguição política. “Ninguém fez alguma resposta consistente pra provar que o Mouro tá errado”.

Cabo Sabino considerou o tempo do processo. “Um processo que não foi feito do dia para noite”. Ainda ressaltou que o PT deveria preparar outro nome para a possível candidatura da presidência, o que provocou uma resposta de Guilherme Sampaio.

Confira o debate completo sobre o tema entre o vereador Guilherme Sampaio, o deputado estadual Carlos Matos e o deputado federal Cabo Sabino: