Camilo Santana vai mobilizar bancada cearense no Congresso contra cortes no Bolsa Família

CORTES NO CEARÁ

Camilo Santana vai mobilizar bancada cearense no Congresso contra cortes no Bolsa Família

“Os mais pobres não podem pagar a conta da má administração do passado desse país”, disse o governador do Ceará no Facebook

Por Tribuna Bandnews FM em Política

16 de agosto de 2017 às 07:00

Há 3 meses
Governador chamou de "crime" o corte do benefício. (Foto: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

Governador chamou de “crime” o corte do benefício. (Foto: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

O governador Camilo Santana (PT) subiu o tom ao comentar o corte no Bolsa Família no Ceará nesta terça-feira (15). Desde março, 70 mil famílias perderam o benefício e, só em julho, 41 mil foram cortadas do programa do Governo Federal.  A matéria é da rádio Tribuna BandNews FM.

Durante transmissão ao vivo no Facebook, o governador classificou o corte como um crime.”A primeira coisa que fiz foi denunciar e chamar de crime essa decisão tomada que eu acho que é errada, equivocada para os nossos irmãos e irmãs cearenses”, afirmou.

> Leia também:  Lula cita Camilo Santana entre opções do PT para candidatura à presidência em 2018

O governador disse ainda que vai mobilizar a bancada cearense na Câmara dos Deputados e no Senado para sensibilizar o Governo Federal em relação aos cortes do Bolsa Família.

“Os mais pobres não podem pagar a conta da má administração do passado desse país. Quem tem que pagar são aqueles que têm mais dinheiro no País. Nós não podemos sacrificar os mais pobres diante de um momento difícil em que o Brasil está vivendo. Considero que tem sido um grande crime essa decisão do governo de cortar o Bolsa Família”, enfatizou o governador.

O mês de julho registrou recorde nos cortes do Bolsa Família. Em todo o País, 543 mil benefícios deixaram de ser repassados.

Publicidade

Dê sua opinião

CORTES NO CEARÁ

Camilo Santana vai mobilizar bancada cearense no Congresso contra cortes no Bolsa Família

“Os mais pobres não podem pagar a conta da má administração do passado desse país”, disse o governador do Ceará no Facebook

Por Tribuna Bandnews FM em Política

16 de agosto de 2017 às 07:00

Há 3 meses
Governador chamou de "crime" o corte do benefício. (Foto: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

Governador chamou de “crime” o corte do benefício. (Foto: Adriano Paiva/Tribuna do Ceará)

O governador Camilo Santana (PT) subiu o tom ao comentar o corte no Bolsa Família no Ceará nesta terça-feira (15). Desde março, 70 mil famílias perderam o benefício e, só em julho, 41 mil foram cortadas do programa do Governo Federal.  A matéria é da rádio Tribuna BandNews FM.

Durante transmissão ao vivo no Facebook, o governador classificou o corte como um crime.”A primeira coisa que fiz foi denunciar e chamar de crime essa decisão tomada que eu acho que é errada, equivocada para os nossos irmãos e irmãs cearenses”, afirmou.

> Leia também:  Lula cita Camilo Santana entre opções do PT para candidatura à presidência em 2018

O governador disse ainda que vai mobilizar a bancada cearense na Câmara dos Deputados e no Senado para sensibilizar o Governo Federal em relação aos cortes do Bolsa Família.

“Os mais pobres não podem pagar a conta da má administração do passado desse país. Quem tem que pagar são aqueles que têm mais dinheiro no País. Nós não podemos sacrificar os mais pobres diante de um momento difícil em que o Brasil está vivendo. Considero que tem sido um grande crime essa decisão do governo de cortar o Bolsa Família”, enfatizou o governador.

O mês de julho registrou recorde nos cortes do Bolsa Família. Em todo o País, 543 mil benefícios deixaram de ser repassados.