Camilo Santana não descarta deixar PT e elenca insatisfações com o partido
FIM DA RELAÇÃO?

Camilo Santana não descarta deixar PT e elenca insatisfações com o partido

O governador afirmou que já recebeu convite de outros partidos e elencou insatisfações com seu partido

Por Jéssica Welma em Política

30 de dezembro de 2016 às 15:34

Há 3 meses
camilo-santana-radio

Camilo Santana nos estúdios da Tribuna Bandnews FM (FOTO: Matheus Ribeiro/ Tribuna do Ceará)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), não descartou a possibilidade de deixar o Partido dos Trabalhadores em 2017. Em entrevista à rádio Tribuna Bandnews FM, nesta sexta-feira (30), o governador afirmou que já recebeu convite de outros partidos e elencou insatisfações com seu partido.

“Haverá um tempo certo para fazermos essa avaliação política, partidária. Tomaremos as decisões que forem necessárias ou importantes para o futuro político”, afirmou Camilo.

Aliado ao grupo político dos ex-governador Cid e Ciro Gomes (PDT), o governador pode mudar para um partido mais aliado dos interesses dos líderes. Ciro é cotado para ser candidato à presidência da República em 2018.

Ainda que não confirme as pretensões políticas para o futuro, Camilo elencou insatisfações com o PT. “Existem vários conflitos desde a minha campanha, quando não tive apoio de parte partido, não tive apoio do próprio presidente Lula – que nem gravou para a minha eleição no Ceará. Não tenho nenhuma queixa em relação a isso, mas, agora mesmo, na eleição de Fortaleza meu candidato foi o Roberto Cláudio (PDT), meu partido ficou contra, lançando outra candidatura”, pontuou.

Neste ano, Camilo apoiou o prefeito reeleito, apesar da candidatura da deputada federal Luizianne Lins (PT). A ex-prefeita de Fortaleza lidera grupo adversário aos Ferreira Gomes no PT e não apoiou Camilo quando ele foi escolhido por Cid para disputar a sucessão em 2014.

Publicidade

Dê sua opinião

FIM DA RELAÇÃO?

Camilo Santana não descarta deixar PT e elenca insatisfações com o partido

O governador afirmou que já recebeu convite de outros partidos e elencou insatisfações com seu partido

Por Jéssica Welma em Política

30 de dezembro de 2016 às 15:34

Há 3 meses
camilo-santana-radio

Camilo Santana nos estúdios da Tribuna Bandnews FM (FOTO: Matheus Ribeiro/ Tribuna do Ceará)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), não descartou a possibilidade de deixar o Partido dos Trabalhadores em 2017. Em entrevista à rádio Tribuna Bandnews FM, nesta sexta-feira (30), o governador afirmou que já recebeu convite de outros partidos e elencou insatisfações com seu partido.

“Haverá um tempo certo para fazermos essa avaliação política, partidária. Tomaremos as decisões que forem necessárias ou importantes para o futuro político”, afirmou Camilo.

Aliado ao grupo político dos ex-governador Cid e Ciro Gomes (PDT), o governador pode mudar para um partido mais aliado dos interesses dos líderes. Ciro é cotado para ser candidato à presidência da República em 2018.

Ainda que não confirme as pretensões políticas para o futuro, Camilo elencou insatisfações com o PT. “Existem vários conflitos desde a minha campanha, quando não tive apoio de parte partido, não tive apoio do próprio presidente Lula – que nem gravou para a minha eleição no Ceará. Não tenho nenhuma queixa em relação a isso, mas, agora mesmo, na eleição de Fortaleza meu candidato foi o Roberto Cláudio (PDT), meu partido ficou contra, lançando outra candidatura”, pontuou.

Neste ano, Camilo apoiou o prefeito reeleito, apesar da candidatura da deputada federal Luizianne Lins (PT). A ex-prefeita de Fortaleza lidera grupo adversário aos Ferreira Gomes no PT e não apoiou Camilo quando ele foi escolhido por Cid para disputar a sucessão em 2014.