Porteiro confessa ter participado de assalto a condomínio no bairro Meireles


Porteiro confessa ter participado de assalto a condomínio no bairro Meireles

“Ele (o porteiro) confessou que planejou o crime junto com os outros três”, disse o delegado do 2° Distrito Policial, Francisco Porto, sobre o assalto a um condomínio que aconteceu na manhã desta quarta-feira (9), no cruzamento das ruas Coronel Jucá e Visconde de Mauá, no bairro Meireles.

Por Rosana Romão, Felipe Lima e Hayanne Narlla em Polícia

10 de Maio de 2012 às 07:59

Há 7 anos

“Ele (o porteiro) confessou que planejou o crime junto com os outros três”, disse o delegado do 2° Distrito Policial, Francisco Porto, sobre o assalto a um condomínio que aconteceu na manhã desta quarta-feira (9), no cruzamento das ruas Coronel Jucá e Visconde de Mauá, no bairro Meireles, em Fortaleza.

Os bandidos invadiram o condomínio e, um deles, rendeu o porteiro e o zelador do prédio para facilitar a entrada dos outros dois acusados, que subiram até o 12° andar e renderam a empregada do apartamento.

Um homem que estava no subsolo do condomínio também foi abordado pelos bandidos e mantido refém. Várias viaturas da polícia foram acionadas, e um cerco foi realizado no local. Três pessoas foram detidas. Policiais ainda encontraram do lado de fora do prédio um táxi que seria utilizado pelos assaltantes na hora da fuga.

Acusados

Os acusados foram identificados como Raimundo Hilton de Sousa Almeida, de 19 anos; João de Deus Santos da Rocha, de 22 anos; e Cícero Gonçalves Oliveira, de 29 anos. Na tarde desta quarta-feira (9), o porteiro foi chamado à delegacia para prestar depoimentos.

De acordo com o delegado Francisco Porto, as informações passadas pelo porteiro, identificado como Pedro Emanuel Leal da Silva, não eram coerentes. “A gente mostrou pra ele que as informações não batiam e ele acabou confessando (a participação)”, disse.

O porteiro informou que facilitou a entrada dos bandidos e que havia repassado a informação de que apenas a empregada estava no apartamento no momento do assalto. Os bandidos conseguiram roubar vários objetos como notebooks e jóias, que foram apreendidos e encaminhados à delegacia.

Publicidade

Dê sua opinião

Porteiro confessa ter participado de assalto a condomínio no bairro Meireles

“Ele (o porteiro) confessou que planejou o crime junto com os outros três”, disse o delegado do 2° Distrito Policial, Francisco Porto, sobre o assalto a um condomínio que aconteceu na manhã desta quarta-feira (9), no cruzamento das ruas Coronel Jucá e Visconde de Mauá, no bairro Meireles.

Por Rosana Romão, Felipe Lima e Hayanne Narlla em Polícia

10 de Maio de 2012 às 07:59

Há 7 anos

“Ele (o porteiro) confessou que planejou o crime junto com os outros três”, disse o delegado do 2° Distrito Policial, Francisco Porto, sobre o assalto a um condomínio que aconteceu na manhã desta quarta-feira (9), no cruzamento das ruas Coronel Jucá e Visconde de Mauá, no bairro Meireles, em Fortaleza.

Os bandidos invadiram o condomínio e, um deles, rendeu o porteiro e o zelador do prédio para facilitar a entrada dos outros dois acusados, que subiram até o 12° andar e renderam a empregada do apartamento.

Um homem que estava no subsolo do condomínio também foi abordado pelos bandidos e mantido refém. Várias viaturas da polícia foram acionadas, e um cerco foi realizado no local. Três pessoas foram detidas. Policiais ainda encontraram do lado de fora do prédio um táxi que seria utilizado pelos assaltantes na hora da fuga.

Acusados

Os acusados foram identificados como Raimundo Hilton de Sousa Almeida, de 19 anos; João de Deus Santos da Rocha, de 22 anos; e Cícero Gonçalves Oliveira, de 29 anos. Na tarde desta quarta-feira (9), o porteiro foi chamado à delegacia para prestar depoimentos.

De acordo com o delegado Francisco Porto, as informações passadas pelo porteiro, identificado como Pedro Emanuel Leal da Silva, não eram coerentes. “A gente mostrou pra ele que as informações não batiam e ele acabou confessando (a participação)”, disse.

O porteiro informou que facilitou a entrada dos bandidos e que havia repassado a informação de que apenas a empregada estava no apartamento no momento do assalto. Os bandidos conseguiram roubar vários objetos como notebooks e jóias, que foram apreendidos e encaminhados à delegacia.