Morre no IJF oitavo preso envolvido em motim

Os outros oito presos permanecem na unidade, no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), em estado grave

Mais um preso morreu após briga na Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) I, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. Ele estava internado em estado grave no Instituto Dr. José Frota (IJF), mas não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta terça-feira (12), por volta das 5h45.

Os outros oito presos permanecem na unidade, no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), também em estado grave. Segundo a assessoria do IJF, os detentos sofreram queimaduras de 2º e 3º graus.

Motim com mortos e feridos

A briga ocorreu na noite de domingo (10), na CPPL I. Segundo a Coordenadoria do Sistema Penal (Cosipe), o motim foi motivado porque os detentos da Rua F, do Pavilhão I, teriam descumprido uma das regras da cadeia, feita pela convivência entre eles, que é de “respeitar o dia de visitas”. O preso Carlos Pitombeira da Silva, de 21 anos, da Rua F, teria sido lesionado pelos companheiros da mesma rua em frente aos familiares.

Em retaliação, os detentos das Ruas E, G, e H, do Pavilhão 1, iniciaram um motim contra a Rua F, quebrando grades e ferindo internos. Eles ainda atearam fogo em colchões. A briga foi contida por policiais militares do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), da 2ª Companhia de Policiamento de Guarda (CPG), e pelos agentes penitenciários da Coordenadoria do Sistema Penal (Cosipe) e do Grupo de Apoio Penitenciário (GAP).

No local, morreram sete presos. Apenas cinco foram identificados até o momento: Antônio Maurício dos Santos Aguiar, Benedito Freitas Vieira, Jonathan de Oliveira Albuquerque, José Reinaldo de Lima e Paulo Roberto Pinto de Oliveira. A Perícia Forense está trabalhando na identificação dos outros corpos. Treze detentos ficaram feridos e nove foram encaminhados para o IJF.

Dê sua Opinião