Voluntário de 80 anos completa duas décadas de trabalho no hospital Albert Sabin
SOLIDARIEDADE

Voluntário de 80 anos completa duas décadas de trabalho no hospital Albert Sabin

Valdir Barbosa descobriu o voluntariado após sofrer uma grave doença. Hoje, se sente pai de cada criança que ajudou

Por Tribuna do Ceará em Perfil

1 de março de 2017 às 06:45

Há 5 meses
Seu Valdir tem 20 anos de voluntariado (FOTO: Paulo Felix)

Seu Valdir tem 20 anos de voluntariado (FOTO: Paulo Felix)

É comum encontrar pelos corredores do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias) a presença de voluntários que ajudam nesta missão. São estudantes, ex-pacientes, mães e pais de ex-pacientes, visitantes e até idosos, todos em busca de fazer as crianças sorrirem.

“E não é preciso muito, basta estar lá por elas. Às vezes, elas só querem companhia”, diz o motorista aposentado Valdir Barbosa, um dos mais antigos voluntários do Albert Sabin.

Em 8 de maio, Valdir Barbosa completa 80 anos de vida e 20 de voluntariado no Hospital Albert Sabin. “Mesmo antes da Cidade da Criança, eu trabalhei aqui dois anos como escoteiro, ajudando”, explica o voluntário que, atualmente, ajuda as crianças e os adolescentes internados a se deslocarem até o Projeto de Humanização Cidade da Criança. Local equipado como uma cidade em miniatura onde se estimula os pacientes hospitalizados a brincarem e exercerem a cidadania.

Viúvo, o aposentado conta que começou a trabalhar com crianças e jovens após sofrer com um grave problema de saúde, aos 42 anos. “Eu tive uma grave infecção intestinal e os médicos me desenganaram. Eu conversei com Deus e pedi que tirasse aquela dor de mim, foi quando eu melhorei”. Foi logo depois da doença que começou a trabalhar como voluntário. Primeiro, no Bairro Cristo Redentor. Depois, aos 60 anos, no Albert Sabin. Valdir Barbosa atua nos dois lugares até hoje.

“Eu faço porque eu gosto. Eu gosto de trabalhar com criança. Eu descobri que é meu dom, trabalhar com crianças”, ressalta o aposentado que, apesar de só ter uma filha biológica, disse ter ganhado dezenas delas. “Tem crianças que conheci pequenas, hoje já são formadas e me têm como pai. Elas dizem que agradecem a Deus por mim, mas eu agradeço a Deus por elas”.

Seu Valdir completou 80 anos e comemorou ajudando os outros (FOTO: Paulo Felix)

Seu Valdir completou 80 anos e comemorou ajudando os outros (FOTO: Paulo Felix)

Além dos trabalhos voluntários, Valdir ainda tem tempo para praticar seu hobby, o escoteirismo, do qual está de férias. “Mas em março estou de volta. Enquanto isso passo mais tempo no Albert Sabin, chego 6h aqui todos os dias e só saio depois de meio-dia. Gosto muito, ajudo, educo e brinco com as crianças. Outro dia ganhei um abraço de uma ex-paciente, ela disse ‘oi, tio Valdir, lembra de mim? Eu lembro que o senhor me levava numa cadeira de rodas para a Cidade da Criança’”, relembra orgulhoso.

Assim como Valdir Barbosa, dezenas de voluntários cooperam com diferentes tipos de atividades no Hospital Albert Sabin. O único objetivo é trazer conforto para pacientes e familiares. Em 2016, a média mensal de internação no Hospital Infantil Albert Sabin foi de 336 pacientes.

Voluntariado

A Cidade da Criança realiza atividades lúdicas e eventos com o apoio de voluntários que organizam as festas, doam brinquedos e se dedicam a levar alegria aos pequenos no dia a dia. O agendamento das ações é elaborado e planejado diretamente com os profissionais. O horário de funcionamento é de 7h30 às 11h30 e de 13h30 às 17h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados e domingos: das 7 às 12h e de 13 às 19h. Mais informações pelo telefone: (85) 3101-4286.

Publicidade

Dê sua opinião

SOLIDARIEDADE

Voluntário de 80 anos completa duas décadas de trabalho no hospital Albert Sabin

Valdir Barbosa descobriu o voluntariado após sofrer uma grave doença. Hoje, se sente pai de cada criança que ajudou

Por Tribuna do Ceará em Perfil

1 de março de 2017 às 06:45

Há 5 meses
Seu Valdir tem 20 anos de voluntariado (FOTO: Paulo Felix)

Seu Valdir tem 20 anos de voluntariado (FOTO: Paulo Felix)

É comum encontrar pelos corredores do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias) a presença de voluntários que ajudam nesta missão. São estudantes, ex-pacientes, mães e pais de ex-pacientes, visitantes e até idosos, todos em busca de fazer as crianças sorrirem.

“E não é preciso muito, basta estar lá por elas. Às vezes, elas só querem companhia”, diz o motorista aposentado Valdir Barbosa, um dos mais antigos voluntários do Albert Sabin.

Em 8 de maio, Valdir Barbosa completa 80 anos de vida e 20 de voluntariado no Hospital Albert Sabin. “Mesmo antes da Cidade da Criança, eu trabalhei aqui dois anos como escoteiro, ajudando”, explica o voluntário que, atualmente, ajuda as crianças e os adolescentes internados a se deslocarem até o Projeto de Humanização Cidade da Criança. Local equipado como uma cidade em miniatura onde se estimula os pacientes hospitalizados a brincarem e exercerem a cidadania.

Viúvo, o aposentado conta que começou a trabalhar com crianças e jovens após sofrer com um grave problema de saúde, aos 42 anos. “Eu tive uma grave infecção intestinal e os médicos me desenganaram. Eu conversei com Deus e pedi que tirasse aquela dor de mim, foi quando eu melhorei”. Foi logo depois da doença que começou a trabalhar como voluntário. Primeiro, no Bairro Cristo Redentor. Depois, aos 60 anos, no Albert Sabin. Valdir Barbosa atua nos dois lugares até hoje.

“Eu faço porque eu gosto. Eu gosto de trabalhar com criança. Eu descobri que é meu dom, trabalhar com crianças”, ressalta o aposentado que, apesar de só ter uma filha biológica, disse ter ganhado dezenas delas. “Tem crianças que conheci pequenas, hoje já são formadas e me têm como pai. Elas dizem que agradecem a Deus por mim, mas eu agradeço a Deus por elas”.

Seu Valdir completou 80 anos e comemorou ajudando os outros (FOTO: Paulo Felix)

Seu Valdir completou 80 anos e comemorou ajudando os outros (FOTO: Paulo Felix)

Além dos trabalhos voluntários, Valdir ainda tem tempo para praticar seu hobby, o escoteirismo, do qual está de férias. “Mas em março estou de volta. Enquanto isso passo mais tempo no Albert Sabin, chego 6h aqui todos os dias e só saio depois de meio-dia. Gosto muito, ajudo, educo e brinco com as crianças. Outro dia ganhei um abraço de uma ex-paciente, ela disse ‘oi, tio Valdir, lembra de mim? Eu lembro que o senhor me levava numa cadeira de rodas para a Cidade da Criança’”, relembra orgulhoso.

Assim como Valdir Barbosa, dezenas de voluntários cooperam com diferentes tipos de atividades no Hospital Albert Sabin. O único objetivo é trazer conforto para pacientes e familiares. Em 2016, a média mensal de internação no Hospital Infantil Albert Sabin foi de 336 pacientes.

Voluntariado

A Cidade da Criança realiza atividades lúdicas e eventos com o apoio de voluntários que organizam as festas, doam brinquedos e se dedicam a levar alegria aos pequenos no dia a dia. O agendamento das ações é elaborado e planejado diretamente com os profissionais. O horário de funcionamento é de 7h30 às 11h30 e de 13h30 às 17h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados e domingos: das 7 às 12h e de 13 às 19h. Mais informações pelo telefone: (85) 3101-4286.