Coletivo Natora vira referência com atividades para comunidade do Grande Pirambu

SOCIAL

Coletivo Natora vira referência com atividades para comunidade do Grande Pirambu

Com sarais musicais e campeonatos de futebol, integrantes do coletivo promovem diversas atividades para a região

Por Tribuna do Ceará em Perfil

5 de Março de 2018 às 07:00

Há 8 meses

A praça da Castanhola é localizada no bairro Carlito Pamplona (FOTO:Reprodução/Redes Sociais)

Por Lya Cardoso

A periferia, sem dúvidas, é um polo de manifestações culturais, e os jovens estão cada vez mais em busca de preservar e requalificar seus espaços. Coletivos se formam ao longo de Fortaleza, dando uma maior visibilidade para as comunidades da capital, com o intuito de mostrar possibilidades para os jovens periféricos.

Uma dessas organizações é o coletivo Natora. Formado por jovens do Grande Pirambu, eles se reuniram no ano de 2016 em busca de encontrar um espaço para promoverem atividades sociais para comunidade.

Alécio Fernandes, fundador do coletivo, conta que a primeira atividade a ser feita foi a limpeza de uma praça, retirando os entulhos. Logo após, ela ficou conhecido como Praça da Castanhola.

Além de fortalecer suas comunidades, o coletivo incentiva a criação de outros na cidade. Em 2017, alguns jovens que compõem o coletivo tiveram a oportunidade de viajar até o Rio de Janeiro, para integrar o projeto “Periferia é o Escambau”, que teve como uma das principais pautas construir coletivamente alternativas na reconfiguração econômica, social e cultural das comunidades. O projeto contou com a presença de três coletivos da cidade: Natora, Servilost e Aqui tem Sinal de Vida.

Eles promovem diversas atividades como o sarau Natorart, que conta com recital de poemas, música, dança e teatro. O cine Natora, que é a exibição de filmes para moradores que não têm a possibilidade de ir a um cinema, e o Natora Champion League, que é um campeonato de futebol de rua que já está em sua terceira edição. Além disso, eles possuem o projeto Leste Limpa, que consiste na limpeza da praia da Leste Oeste.

Recentemente, eles conseguiram um local para ser sua sede e contaram com apoio de diversos artistas para fazerem intervenções artísticas na casa, que eles apelidaram de Natoca. Como forma de sustento, eles possuem uma feira de economia criativa, que vendem os produtos com sua marca.

Publicidade

Dê sua opinião

SOCIAL

Coletivo Natora vira referência com atividades para comunidade do Grande Pirambu

Com sarais musicais e campeonatos de futebol, integrantes do coletivo promovem diversas atividades para a região

Por Tribuna do Ceará em Perfil

5 de Março de 2018 às 07:00

Há 8 meses

A praça da Castanhola é localizada no bairro Carlito Pamplona (FOTO:Reprodução/Redes Sociais)

Por Lya Cardoso

A periferia, sem dúvidas, é um polo de manifestações culturais, e os jovens estão cada vez mais em busca de preservar e requalificar seus espaços. Coletivos se formam ao longo de Fortaleza, dando uma maior visibilidade para as comunidades da capital, com o intuito de mostrar possibilidades para os jovens periféricos.

Uma dessas organizações é o coletivo Natora. Formado por jovens do Grande Pirambu, eles se reuniram no ano de 2016 em busca de encontrar um espaço para promoverem atividades sociais para comunidade.

Alécio Fernandes, fundador do coletivo, conta que a primeira atividade a ser feita foi a limpeza de uma praça, retirando os entulhos. Logo após, ela ficou conhecido como Praça da Castanhola.

Além de fortalecer suas comunidades, o coletivo incentiva a criação de outros na cidade. Em 2017, alguns jovens que compõem o coletivo tiveram a oportunidade de viajar até o Rio de Janeiro, para integrar o projeto “Periferia é o Escambau”, que teve como uma das principais pautas construir coletivamente alternativas na reconfiguração econômica, social e cultural das comunidades. O projeto contou com a presença de três coletivos da cidade: Natora, Servilost e Aqui tem Sinal de Vida.

Eles promovem diversas atividades como o sarau Natorart, que conta com recital de poemas, música, dança e teatro. O cine Natora, que é a exibição de filmes para moradores que não têm a possibilidade de ir a um cinema, e o Natora Champion League, que é um campeonato de futebol de rua que já está em sua terceira edição. Além disso, eles possuem o projeto Leste Limpa, que consiste na limpeza da praia da Leste Oeste.

Recentemente, eles conseguiram um local para ser sua sede e contaram com apoio de diversos artistas para fazerem intervenções artísticas na casa, que eles apelidaram de Natoca. Como forma de sustento, eles possuem uma feira de economia criativa, que vendem os produtos com sua marca.