Cearense que fez sucesso com vídeo em Paris fala da vida de imigrante em novo conteúdo - Noticias

OUTRO LADO

Cearense que fez sucesso com vídeo em Paris fala da vida de imigrante em novo conteúdo

Com trabalho voltado para o humor, Max Petterson mostra uma outra face ao declamar poema sobre estar longe de casa em vídeo no Youtube

Por Tribuna do Ceará em Perfil

11 de Janeiro de 2018 às 06:45

Há 5 meses

Cearense Max Petterson virou youtuber após vídeo bem humorado falando de Paris (FOTO: Arquivo Pessoal)

Por Crisneive Silveira

Mais de 2 milhões de visualizações no Youtube. O cearense Max Petterson, de 23 anos, caiu nas graças da internet após vídeo falando de Paris e criou um canal que leva o próprio nome. Mas, dessa vez, o jovem de Farias Brito, no Cariri, mostrou um lado diferente do que se costuma ver em mais uma produção que viralizou na web. Num tom dramático, ele declama uma “poesia para o universo” falando do que é ser imigrante.

Com o título “A felicidade, desesperadamente”, Max reflete, com maturidade, sobre saudade da família, da própria cultura, sobre voltar, rever todos e tornar à nova rotina. “Viver, pra mim, é uma aventura”, disse em parte da poesia.

Em Paris há pouco mais de três anos, onde estuda licenciatura em Teatro pela Université Vincennes Saint Denis Paris, o jovem ator, que também virou youtuber, queria mostrar uma outra versão dele.

“Não queria deixar de fazer meus vídeos artísticos porque, antes do Youtube, já estudava teatro. Explodi na internet com o lado cômico, mas queria apresentar ao público uma vertente do Max não humorista”, explicou. Foi aí que, na segunda volta ao Brasil, recebeu convite da Revista Cariri para escrever uma carta e decidiu fazê-la “para o universo”.

Com um público acostumado a rir com os vídeos, muito pelo jeito em que Max relata a rotina dele com um bom humor natural e o sotaque que ele ostenta com orgulho por logo referenciar suas origens, diz que se arriscou no conteúdo do vídeo. Desta vez, sério, com olhar compenetrado, compondo um personagem que sente saudade do passado, mas quer o risco do futuro.

“Tive receio em relação ao público. A gente sabe que vive numa sociedade estereotipada que quando você é A não pode ser B. Mas quero, nesse canal, quebrar esses estereótipos. Eu me arrisquei mesmo. O público foi super aberto a aceitar o lado cômico e o dramático”, disse Max.

Morando em Paris, cearense se divide entre os vídeos e a os estudos de teatro. (FOTO: Arquivo Pessoal)

O vídeo “A felicidade, desesperadamente” já chegou a mais de 20 mil visualizações na página dele no Facebook. Mas em outra, que trata de intercâmbio, foi aos 400 mil cliques e mais de 4 mil compartilhamentos. Passou também dos 22 mil no canal do Youtube. Max diz que não tem como precisar o alcance, mas acredita que chega a próximo de um milhão.

“As pessoas ainda são acostumadas a viverem dentro da caixa. Aí você pega uma pessoa que se destacou com o humor, aí a pessoa faz um poema. Ao mesmo tempo que fiz muitas pessoas chorarem de rir, fiz muitas pessoas chorarem de emoção. O inesperado e o real surpreenderam”, explica Max como acredita que o vídeo tenha se tornado viral.

Prestes a completar 24 anos, no próximo dia 16 de janeiro, e tendo 2018 como um ano de novos desafios, o cearense Max Petterson confessa que jamais imaginou que seria youtuber, que daria entrevistas. Ele diz o que deseja para o futuro.

“O universo é muito vasto para que a gente tenha uma coisa fixa na cabeça. Claro que tenho meus objetivos de vida, que é ter estabilidade física, financeira, espiritual e ser feliz no que eu faço, em algo que gosto. O resto, onde eu vou fazer e como vou fazer, deixo aberto pra vida me propor. Porque, assim como a vida me propôs ser youtuber, que tá me rendendo tantos frutos, acho que ela pode me mostrar outras coisas, então não me fecho a essas proposições”, concluiu.

Publicidade

Dê sua opinião

OUTRO LADO

Cearense que fez sucesso com vídeo em Paris fala da vida de imigrante em novo conteúdo

Com trabalho voltado para o humor, Max Petterson mostra uma outra face ao declamar poema sobre estar longe de casa em vídeo no Youtube

Por Tribuna do Ceará em Perfil

11 de Janeiro de 2018 às 06:45

Há 5 meses

Cearense Max Petterson virou youtuber após vídeo bem humorado falando de Paris (FOTO: Arquivo Pessoal)

Por Crisneive Silveira

Mais de 2 milhões de visualizações no Youtube. O cearense Max Petterson, de 23 anos, caiu nas graças da internet após vídeo falando de Paris e criou um canal que leva o próprio nome. Mas, dessa vez, o jovem de Farias Brito, no Cariri, mostrou um lado diferente do que se costuma ver em mais uma produção que viralizou na web. Num tom dramático, ele declama uma “poesia para o universo” falando do que é ser imigrante.

Com o título “A felicidade, desesperadamente”, Max reflete, com maturidade, sobre saudade da família, da própria cultura, sobre voltar, rever todos e tornar à nova rotina. “Viver, pra mim, é uma aventura”, disse em parte da poesia.

Em Paris há pouco mais de três anos, onde estuda licenciatura em Teatro pela Université Vincennes Saint Denis Paris, o jovem ator, que também virou youtuber, queria mostrar uma outra versão dele.

“Não queria deixar de fazer meus vídeos artísticos porque, antes do Youtube, já estudava teatro. Explodi na internet com o lado cômico, mas queria apresentar ao público uma vertente do Max não humorista”, explicou. Foi aí que, na segunda volta ao Brasil, recebeu convite da Revista Cariri para escrever uma carta e decidiu fazê-la “para o universo”.

Com um público acostumado a rir com os vídeos, muito pelo jeito em que Max relata a rotina dele com um bom humor natural e o sotaque que ele ostenta com orgulho por logo referenciar suas origens, diz que se arriscou no conteúdo do vídeo. Desta vez, sério, com olhar compenetrado, compondo um personagem que sente saudade do passado, mas quer o risco do futuro.

“Tive receio em relação ao público. A gente sabe que vive numa sociedade estereotipada que quando você é A não pode ser B. Mas quero, nesse canal, quebrar esses estereótipos. Eu me arrisquei mesmo. O público foi super aberto a aceitar o lado cômico e o dramático”, disse Max.

Morando em Paris, cearense se divide entre os vídeos e a os estudos de teatro. (FOTO: Arquivo Pessoal)

O vídeo “A felicidade, desesperadamente” já chegou a mais de 20 mil visualizações na página dele no Facebook. Mas em outra, que trata de intercâmbio, foi aos 400 mil cliques e mais de 4 mil compartilhamentos. Passou também dos 22 mil no canal do Youtube. Max diz que não tem como precisar o alcance, mas acredita que chega a próximo de um milhão.

“As pessoas ainda são acostumadas a viverem dentro da caixa. Aí você pega uma pessoa que se destacou com o humor, aí a pessoa faz um poema. Ao mesmo tempo que fiz muitas pessoas chorarem de rir, fiz muitas pessoas chorarem de emoção. O inesperado e o real surpreenderam”, explica Max como acredita que o vídeo tenha se tornado viral.

Prestes a completar 24 anos, no próximo dia 16 de janeiro, e tendo 2018 como um ano de novos desafios, o cearense Max Petterson confessa que jamais imaginou que seria youtuber, que daria entrevistas. Ele diz o que deseja para o futuro.

“O universo é muito vasto para que a gente tenha uma coisa fixa na cabeça. Claro que tenho meus objetivos de vida, que é ter estabilidade física, financeira, espiritual e ser feliz no que eu faço, em algo que gosto. O resto, onde eu vou fazer e como vou fazer, deixo aberto pra vida me propor. Porque, assim como a vida me propôs ser youtuber, que tá me rendendo tantos frutos, acho que ela pode me mostrar outras coisas, então não me fecho a essas proposições”, concluiu.