Cearense desempregado faz promessa de só cortar a barba quando conseguir trabalho

TEMPOS DIFÍCEIS

Cearense desempregado faz promessa de só cortar a barba quando conseguir trabalho

Formado em jornalismo, Rafael Lucena está desempregado há um ano, tempo suficiente para a barba já atingir um tamanho considerável

Por Daniel Rocha em Perfil

15 de Maio de 2018 às 06:55

Há 6 meses
Rafael Lucena na barbearia

Desempregado há um ano, Rafael decidiu fazer uma promessa para arranjar um emprego (Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)

Um ano sem emprego. Essa é realidade do jornalista Rafael Lucena, que já fez de tudo para conseguir outro trabalho na profissão. Enviou currículo para diversas empresas de comunicação, mas até agora nada. O jeito foi apostar numa promessa: decidiu não cortar mais a barba até ter um novo emprego.

“Eu sempre usei barba porque gosto. Faz um ano e meio que não tiro a barba. O mercado está muito fechado, muito difícil. Por isso que decidi fazer essa promessa”, explica Rafael, de 38 anos.

O desejo não se limita apenas a vagas na área da comunicação. Hoje, enxerga que qualquer oportunidade é válida. O que importa é ter uma renda fixa para arcar com as despesas mensais.

Formado em 2013 pela Faculdade Integrada da Grande Fortaleza (FGF), Rafael trabalhava como assessor no núcleo de comunicação da Prefeitura de Fortaleza, mas foi demitido no ano passado com a mudança de gestão.

De lá para cá, tentou de tudo. Trabalhou como motorista de aplicativo e como DJ. Fez curso de barbeiro e tentou entrar no ramo, mas percebeu que não iria se destacar no segmento. “Comecei a fazer bico de Uber, fiz curso de barbeiro e trabalhei na área, mas não me identifiquei muito”, comenta.

Atualmente, Rafael trabalha como motorista particular e estuda para concurso, mas a renda adquirida com a prestação de serviço não é suficiente para arcar com as despesas da casa. E, em 2018, a necessidade tornou-se ainda mais urgente. Rafael tornou-se pai em fevereiro.

“Nesse meio tempo, minha namorada engravidou. Eu estou ‘me virando nos 30’. Eu estou nessa corrida para sair da zona de desemprego”, relata.

Para manter a barba alinhada e causar uma boa aparência nas entrevistas, é necessário ter alguns cuidados. O barbeiro Thiago Rocha ressalta que Rafael deve aparar pelo menos uma vez por mês. “Aparando as laterais para dar um formato”, explica.

jornalista-rafael-lucena-barba-longa
1/3

jornalista-rafael-lucena-barba-longa

Com o nascimento do seu primeiro filho, Rafael está na corrida para conseguir qualquer emprego (Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)

rafael-lucena-emprego-barba
2/3

rafael-lucena-emprego-barba

O cearense trabalhava na assessoria de comunicação da Prefeitura de Fortaleza (Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)

rafael-lucena-jornalista-emprego
3/3

rafael-lucena-jornalista-emprego

Há mais de um ano que Rafael não tira a barba(Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)

Publicidade

Dê sua opinião

TEMPOS DIFÍCEIS

Cearense desempregado faz promessa de só cortar a barba quando conseguir trabalho

Formado em jornalismo, Rafael Lucena está desempregado há um ano, tempo suficiente para a barba já atingir um tamanho considerável

Por Daniel Rocha em Perfil

15 de Maio de 2018 às 06:55

Há 6 meses
Rafael Lucena na barbearia

Desempregado há um ano, Rafael decidiu fazer uma promessa para arranjar um emprego (Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)

Um ano sem emprego. Essa é realidade do jornalista Rafael Lucena, que já fez de tudo para conseguir outro trabalho na profissão. Enviou currículo para diversas empresas de comunicação, mas até agora nada. O jeito foi apostar numa promessa: decidiu não cortar mais a barba até ter um novo emprego.

“Eu sempre usei barba porque gosto. Faz um ano e meio que não tiro a barba. O mercado está muito fechado, muito difícil. Por isso que decidi fazer essa promessa”, explica Rafael, de 38 anos.

O desejo não se limita apenas a vagas na área da comunicação. Hoje, enxerga que qualquer oportunidade é válida. O que importa é ter uma renda fixa para arcar com as despesas mensais.

Formado em 2013 pela Faculdade Integrada da Grande Fortaleza (FGF), Rafael trabalhava como assessor no núcleo de comunicação da Prefeitura de Fortaleza, mas foi demitido no ano passado com a mudança de gestão.

De lá para cá, tentou de tudo. Trabalhou como motorista de aplicativo e como DJ. Fez curso de barbeiro e tentou entrar no ramo, mas percebeu que não iria se destacar no segmento. “Comecei a fazer bico de Uber, fiz curso de barbeiro e trabalhei na área, mas não me identifiquei muito”, comenta.

Atualmente, Rafael trabalha como motorista particular e estuda para concurso, mas a renda adquirida com a prestação de serviço não é suficiente para arcar com as despesas da casa. E, em 2018, a necessidade tornou-se ainda mais urgente. Rafael tornou-se pai em fevereiro.

“Nesse meio tempo, minha namorada engravidou. Eu estou ‘me virando nos 30’. Eu estou nessa corrida para sair da zona de desemprego”, relata.

Para manter a barba alinhada e causar uma boa aparência nas entrevistas, é necessário ter alguns cuidados. O barbeiro Thiago Rocha ressalta que Rafael deve aparar pelo menos uma vez por mês. “Aparando as laterais para dar um formato”, explica.

jornalista-rafael-lucena-barba-longa
1/3

jornalista-rafael-lucena-barba-longa

Com o nascimento do seu primeiro filho, Rafael está na corrida para conseguir qualquer emprego (Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)

rafael-lucena-emprego-barba
2/3

rafael-lucena-emprego-barba

O cearense trabalhava na assessoria de comunicação da Prefeitura de Fortaleza (Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)

rafael-lucena-jornalista-emprego
3/3

rafael-lucena-jornalista-emprego

Há mais de um ano que Rafael não tira a barba(Foto: Daniel Rocha/Tribuna do Ceará)