Artesão cearense reaproveita pneus velhos para fabricar cadeiras e brinquedos

ONDE UM PNEU NÃO É SÓ UM PNEU

Artesão cearense reaproveita pneus velhos para fabricar incríveis obras de arte

Há cinco anos, Pedro Paulino abandonou a vida de motorista para se dedicar a arte. Suas cadeiras de pneus, por exemplo, custam R$ 120

Por Crisneive Silveira em Perfil

14 de Maio de 2018 às 07:15

Há 2 meses
pneu, artista

Pedro Paulino usa pneus para fabricar diversas peças e tirar o sustento da família. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Pneus, depois de muito usados, ganham um novo caminho nas mãos de Pedro Paulino. Há cinco anos, o artesão cearense começou a fabricar cadeiras, a trabalhar com decoração e na produção de brinquedos, tudo feito do arco de borracha. Do ateliê em Maracanaú, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza, saíram peças que percorrem o Ceará.

O lado artístico se manifestou em 2013. Com a necessidade de cuidar da mãe, Pedro não podia contar somente com a aposentadoria dela para as despesas da casa. Então, resolveu meter a mão na arte.

“Fiz porque tive um problema. Minha esposa faleceu e precisei cuidar da minha mãe. E não dava para sobreviver só com a aposentadoria. Comecei a cuidar dela e inventei isso. Não sabia de nada, fui olhando na internet, fui criando várias peças e aprimorando”, relembrou Pedro.

O artesão começou com cadeiras e hoje faz peças de jardim e brinquedos. Ele conta que mais de 30 escolas já têm os parquinhos de pneu. Pedro também cuida da decoração do local com peças em formato de bichos. Além do espaço bonito, é um jeito bacana de contribuir para o planeta, hein? Pedro cata os pneus na rua, mas também recebe de uma empresa de Fortaleza.

A loja Pedro Decorações e Artes Plásticas em Pneus funciona na casa dele, em Maracanaú. O ateliê recebe encomendas e agora o artesão tem um assistente. Uma cadeira mais sofisticada demora cerca de 2 horas para ser fabricada e custa R$ 120. Vai depender, claro, do modelo escolhido. Já os parquinhos são em torno de R$ 2.000 e demoram dois dias para ficar prontos.

O artesão, que era motorista de transporte alternativo, nunca imaginou que o trabalho dele fosse ganhar espaço para exposição em shoppings (como Via Sul, por exemplo).

“Nunca imaginei que ia ter exposição em shopping. Hoje eu levanto a mão para o céu pelo que aprendi. Eu tinha um serviço estressante. Agora, trabalho em casa. Sou microempreendedor, pago imposto e consigo tirar meu sustento”, revelou o artesão, que fez dos pneus velhos um novo caminho para a própria vida.

pedro-paulino-artesao
1/17

pedro-paulino-artesao

Pedro Paulino usa pneus para fabricar diversas peças e tirar o sustento da família. (FOTO: Arquivo Pessoal)

30184712_1751836814898811_448838077_n
2/17

30184712_1751836814898811_448838077_n

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
3/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
4/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
5/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
6/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
7/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
8/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
9/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
10/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
11/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
12/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
13/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
14/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
15/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
16/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
17/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Publicidade

Dê sua opinião

ONDE UM PNEU NÃO É SÓ UM PNEU

Artesão cearense reaproveita pneus velhos para fabricar incríveis obras de arte

Há cinco anos, Pedro Paulino abandonou a vida de motorista para se dedicar a arte. Suas cadeiras de pneus, por exemplo, custam R$ 120

Por Crisneive Silveira em Perfil

14 de Maio de 2018 às 07:15

Há 2 meses
pneu, artista

Pedro Paulino usa pneus para fabricar diversas peças e tirar o sustento da família. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Pneus, depois de muito usados, ganham um novo caminho nas mãos de Pedro Paulino. Há cinco anos, o artesão cearense começou a fabricar cadeiras, a trabalhar com decoração e na produção de brinquedos, tudo feito do arco de borracha. Do ateliê em Maracanaú, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza, saíram peças que percorrem o Ceará.

O lado artístico se manifestou em 2013. Com a necessidade de cuidar da mãe, Pedro não podia contar somente com a aposentadoria dela para as despesas da casa. Então, resolveu meter a mão na arte.

“Fiz porque tive um problema. Minha esposa faleceu e precisei cuidar da minha mãe. E não dava para sobreviver só com a aposentadoria. Comecei a cuidar dela e inventei isso. Não sabia de nada, fui olhando na internet, fui criando várias peças e aprimorando”, relembrou Pedro.

O artesão começou com cadeiras e hoje faz peças de jardim e brinquedos. Ele conta que mais de 30 escolas já têm os parquinhos de pneu. Pedro também cuida da decoração do local com peças em formato de bichos. Além do espaço bonito, é um jeito bacana de contribuir para o planeta, hein? Pedro cata os pneus na rua, mas também recebe de uma empresa de Fortaleza.

A loja Pedro Decorações e Artes Plásticas em Pneus funciona na casa dele, em Maracanaú. O ateliê recebe encomendas e agora o artesão tem um assistente. Uma cadeira mais sofisticada demora cerca de 2 horas para ser fabricada e custa R$ 120. Vai depender, claro, do modelo escolhido. Já os parquinhos são em torno de R$ 2.000 e demoram dois dias para ficar prontos.

O artesão, que era motorista de transporte alternativo, nunca imaginou que o trabalho dele fosse ganhar espaço para exposição em shoppings (como Via Sul, por exemplo).

“Nunca imaginei que ia ter exposição em shopping. Hoje eu levanto a mão para o céu pelo que aprendi. Eu tinha um serviço estressante. Agora, trabalho em casa. Sou microempreendedor, pago imposto e consigo tirar meu sustento”, revelou o artesão, que fez dos pneus velhos um novo caminho para a própria vida.

pedro-paulino-artesao
1/17

pedro-paulino-artesao

Pedro Paulino usa pneus para fabricar diversas peças e tirar o sustento da família. (FOTO: Arquivo Pessoal)

30184712_1751836814898811_448838077_n
2/17

30184712_1751836814898811_448838077_n

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
3/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
4/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
5/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
6/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
7/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
8/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
9/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
10/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
11/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
12/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
13/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
14/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
15/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
16/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)

pneu, arte
17/17

pneu, arte

Cearense reaproveita pneus velhos na fabricação de brinquedos, cadeiras e decoração. (FOTO: Arquivo Pessoal)