Alunos de Teatro do IFCE recontam histórias clássicas com humor nos ônibus de Fortaleza

Alunos de Teatro do IFCE recontam histórias clássicas com humor nos ônibus de Fortaleza

Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov aliaram o talento no teatro ao humor cearense para alegrar passageiros da cidade

Por Matheus Ribeiro em Perfil

26 de março de 2016 às 06:00

Há 12 meses
Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov em apresentação dentro do ônibus (FOTO: Divulgação)

Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov em apresentação dentro do ônibus (FOTO: Divulgação)

Quem tem o costume de circular em transporte coletivo pelas ruas de Fortaleza por muitas vezes tem motivo de sobra para reclamar. Contudo, mesmo com o clima nada favorável e um trânsito caótico, dois estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) decidiram tornar o trajeto mais descontraído.

Usando a arte teatral e o humor cearense, Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov encontraram nesse artifício uma maneira de alegrar a vida de muitos passageiros. Há quatro meses à frente do projeto ‘Recontadores de Histórias, diariamente eles saem de casa para ganhar gargalhadas dos passageiros. Segundo Isaías, a ideia do projeto surgiu com o propósito de experimentar as habilidades artísticas.

“O Jorge teve a ideia de experimentarmos os nossos talentos dentro dos coletivos. A princípio era esse era o fim, depois vimos que conseguíamos arrecadar dinheiro com isso também, já que tentávamos de várias formas conseguir para nós mesmos e não conseguíamos. Hoje, conseguimos arrecadar um dinheiro até razoável que no fim do dia dividimos entre nós dois”, explicou Isaías.

Mas quem pensa que as brincadeiras são aquelas tradicionais está enganado. Com um toque de criatividade, os cearenses recontam histórias de contos clássicos infantis fazendo críticas sociais, mas sem deixar o humor de lado. Toda a performance acontece com fina ironia e humor, sempre buscando o olhar do público para uma visão mais ampla e divertida das histórias e fatos conhecidos.

Com a intenção de sempre mostrar algo novo, o artista explica que tenta renovar e não repetir histórias. “Nós não repetimos muito os contos, sempre tentamos estrear algo novo. Ontem, por exemplo, começamos a contar a história da Cinderela. Na nossa versão, ela é uma bela garota que morava com o pai, que era comerciante. Um dos maiores do Cariri e vendia rapadura”, conta rindo Isaías.

A dupla trabalha nos coletivos de segunda a sexta-feira, durante a manhã. Apesar de pagarem para se apresentar, já que entram em vários ônibus durante o dia, eles afirmam que o rendimento vale a pena. “Esse nosso trabalho está sendo muito gratificante, tanto pela questão do dinheiro, quanto pela recepção do público. Às vezes os passageiros já perguntam qual vai ser a história que vamos contar naquela apresentação. Então já sabemos que estamos sendo reconhecidos e que eles estão gostando”, ressaltou Isaías.

Em um dos vídeos gravados por eles, publicados na página do Facebook Recontadores de Histórias, possui mais de mil visualizações:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15786662″]

Antes da Estreia

Dias antes de realmente de se apresentarem pela primeira vez, os jovens conversavam sobre assuntos da faculdade quando resolveram criar o projeto. Jorge, que já é graduado em licenciatura pelo IFCE, é o responsável por escrever os roteiros que irão ser apresentados.

Antes de iniciar as apresentações dentro dos coletivos, Isaías conta que o nervosismo tomou de conta. “Quando fomos fazer pela primeira vez foi uma sensação que todo artista experimenta em sua estreia. Sentimos ansiedade, nervosismo, mas nada que atrapalhasse. Nós artistas costumamos falar que sem isso, não sai arte. Na verdade, é esse nervosismo que nos da energia pra as apresentações”, relembrou.

Recontadores de História
1/3

Recontadores de História

Jovens cearenses uniram o talento no teatro com o humor cearense (FOTO: reprodução Facebook)

Recontadores de História
2/3

Recontadores de História

Jovens cearenses uniram o talento no teatro com o humor cearense (FOTO: reprodução Facebook)

Recontadores de História
3/3

Recontadores de História

Jovens cearenses uniram o talento no teatro com o humor cearense (FOTO: reprodução Facebook)

Publicidade

Dê sua opinião

Alunos de Teatro do IFCE recontam histórias clássicas com humor nos ônibus de Fortaleza

Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov aliaram o talento no teatro ao humor cearense para alegrar passageiros da cidade

Por Matheus Ribeiro em Perfil

26 de março de 2016 às 06:00

Há 12 meses
Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov em apresentação dentro do ônibus (FOTO: Divulgação)

Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov em apresentação dentro do ônibus (FOTO: Divulgação)

Quem tem o costume de circular em transporte coletivo pelas ruas de Fortaleza por muitas vezes tem motivo de sobra para reclamar. Contudo, mesmo com o clima nada favorável e um trânsito caótico, dois estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) decidiram tornar o trajeto mais descontraído.

Usando a arte teatral e o humor cearense, Isaías Vasconcelos e Jorge Raskolnikov encontraram nesse artifício uma maneira de alegrar a vida de muitos passageiros. Há quatro meses à frente do projeto ‘Recontadores de Histórias, diariamente eles saem de casa para ganhar gargalhadas dos passageiros. Segundo Isaías, a ideia do projeto surgiu com o propósito de experimentar as habilidades artísticas.

“O Jorge teve a ideia de experimentarmos os nossos talentos dentro dos coletivos. A princípio era esse era o fim, depois vimos que conseguíamos arrecadar dinheiro com isso também, já que tentávamos de várias formas conseguir para nós mesmos e não conseguíamos. Hoje, conseguimos arrecadar um dinheiro até razoável que no fim do dia dividimos entre nós dois”, explicou Isaías.

Mas quem pensa que as brincadeiras são aquelas tradicionais está enganado. Com um toque de criatividade, os cearenses recontam histórias de contos clássicos infantis fazendo críticas sociais, mas sem deixar o humor de lado. Toda a performance acontece com fina ironia e humor, sempre buscando o olhar do público para uma visão mais ampla e divertida das histórias e fatos conhecidos.

Com a intenção de sempre mostrar algo novo, o artista explica que tenta renovar e não repetir histórias. “Nós não repetimos muito os contos, sempre tentamos estrear algo novo. Ontem, por exemplo, começamos a contar a história da Cinderela. Na nossa versão, ela é uma bela garota que morava com o pai, que era comerciante. Um dos maiores do Cariri e vendia rapadura”, conta rindo Isaías.

A dupla trabalha nos coletivos de segunda a sexta-feira, durante a manhã. Apesar de pagarem para se apresentar, já que entram em vários ônibus durante o dia, eles afirmam que o rendimento vale a pena. “Esse nosso trabalho está sendo muito gratificante, tanto pela questão do dinheiro, quanto pela recepção do público. Às vezes os passageiros já perguntam qual vai ser a história que vamos contar naquela apresentação. Então já sabemos que estamos sendo reconhecidos e que eles estão gostando”, ressaltou Isaías.

Em um dos vídeos gravados por eles, publicados na página do Facebook Recontadores de Histórias, possui mais de mil visualizações:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15786662″]

Antes da Estreia

Dias antes de realmente de se apresentarem pela primeira vez, os jovens conversavam sobre assuntos da faculdade quando resolveram criar o projeto. Jorge, que já é graduado em licenciatura pelo IFCE, é o responsável por escrever os roteiros que irão ser apresentados.

Antes de iniciar as apresentações dentro dos coletivos, Isaías conta que o nervosismo tomou de conta. “Quando fomos fazer pela primeira vez foi uma sensação que todo artista experimenta em sua estreia. Sentimos ansiedade, nervosismo, mas nada que atrapalhasse. Nós artistas costumamos falar que sem isso, não sai arte. Na verdade, é esse nervosismo que nos da energia pra as apresentações”, relembrou.

Recontadores de História
1/3

Recontadores de História

Jovens cearenses uniram o talento no teatro com o humor cearense (FOTO: reprodução Facebook)

Recontadores de História
2/3

Recontadores de História

Jovens cearenses uniram o talento no teatro com o humor cearense (FOTO: reprodução Facebook)

Recontadores de História
3/3

Recontadores de História

Jovens cearenses uniram o talento no teatro com o humor cearense (FOTO: reprodução Facebook)