Início das operações do hub de Fortaleza vai impulsionar economia e turismo no Ceará

MARCO HISTÓRICO

Início das operações do hub de Fortaleza vai impulsionar economia e turismo no Ceará

A chegada de voos da França e da Holanda marcou o início das operações do hub em Fortaleza, nesta quinta-feira (3)

Por Tribuna do Ceará em Negócios

4 de Maio de 2018 às 10:56

Há 2 meses
Hub Aéreo

Governo do Estado acredita no incremento de 150 mil turistas em dois anos. (FOTO: Carlos Gibaja e Davi Pinheiro/Governo do Estado)

A chegada dos dois primeiros voos diretos vindos de Paris, na França, e de Amsterdã, na Holanda, consolidaram nesta quinta-feira (3), o início das operações do centro de conexões da Air France/KLM/GOL no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. O pouso das aeronaves da KLM, de Amsterdam, e da Joon/Air France, de Paris, na qual estava o governador Camilo Santana, representou um marco histórico para o turismo e a economia do Estado.

“Quero dar as boas vindas a toda a delegação da KLM e Air France. É um dia muito importante para Fortaleza e Ceará, um passo importante na consolidação de um centro de conexões aéreas do Nordeste a partir de Fortaleza. Viemos no voo Paris-Fortaleza. Foi rápido, confortável, tive a oportunidade de conhecer a cabine do piloto e fiquei emocionado, tanto que estou segurando até agora a bandeira do Ceará, que é a porta do Brasil. Quero agradecer por toda a parceria e tenho certeza que estamos consolidando um grande projeto”, disse Camilo, ao chegar no aeroporto.

A expectativa do Governo é de que, com os novos voos, o número de turistas estrangeiros aumente entre 60 e 70 mil por ano. Em dois anos, o incremento deve chegar a 150 mil turistas, metade do fluxo internacional atual. Em voos domésticos, o hub deve proporcionar um aumento de 1,5 mil de passageiros/turistas ao ano.

Fatores como proximidade com a Europa, sendo Fortaleza a porta de entrada para o País, a posição estratégica em relação às capitais do Norte e do Nordeste, as potencialidades de desenvolvimento econômico e do turismo, além da modernização do aeroporto e do impacto no turismo, foram alguns dos diferenciais que o grupo Air France/KLM enxergaram para a escolha de Fortaleza.

“É um dia muito significativo e histórico para Fortaleza. Recentemente tivemos a notícia da administração portuária por concessão de uma das maiores empresas do ramo, a Fraport. E agora temos uma ligação direta com o continente europeu através de dois voos. Isso representa na prática a viabilidade do próprio aeroporto, gerando frutos objetivos, e vamos tirar proveito disso gerando oportunidade de emprego, renda, inclusão da população, tendo em vista que novos turistas virão para tirar proveito das nossas belezas”, declarou Roberto Cláudio, prefeito da Capital.

O sentimento de realização é compartilhado por Jean Marc Pouchol, diretor comercial do grupo Air France/KLM na América do Sul. “É um momento de grande emoção. Podemos ver nossos clientes pela primeira vez, ver nossas aeronaves pousando, sem dúvida é um marco”, disse.

Hub Aéreo

A partir dessa semana, serão três voos semanais vindos de Paris (Joon/Air France) e três vindos de Amsterdã (KLM). Até o fim deste ano, terão início cinco novas operações para a Argentina (GOL) e duas diárias para os Estados Unidos (GOL), uma para Miami e outra para Orlando. Além dos voos internacionais, a GOL passará a operar 50 voos nacionais por dia.

Publicidade

Dê sua opinião

MARCO HISTÓRICO

Início das operações do hub de Fortaleza vai impulsionar economia e turismo no Ceará

A chegada de voos da França e da Holanda marcou o início das operações do hub em Fortaleza, nesta quinta-feira (3)

Por Tribuna do Ceará em Negócios

4 de Maio de 2018 às 10:56

Há 2 meses
Hub Aéreo

Governo do Estado acredita no incremento de 150 mil turistas em dois anos. (FOTO: Carlos Gibaja e Davi Pinheiro/Governo do Estado)

A chegada dos dois primeiros voos diretos vindos de Paris, na França, e de Amsterdã, na Holanda, consolidaram nesta quinta-feira (3), o início das operações do centro de conexões da Air France/KLM/GOL no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. O pouso das aeronaves da KLM, de Amsterdam, e da Joon/Air France, de Paris, na qual estava o governador Camilo Santana, representou um marco histórico para o turismo e a economia do Estado.

“Quero dar as boas vindas a toda a delegação da KLM e Air France. É um dia muito importante para Fortaleza e Ceará, um passo importante na consolidação de um centro de conexões aéreas do Nordeste a partir de Fortaleza. Viemos no voo Paris-Fortaleza. Foi rápido, confortável, tive a oportunidade de conhecer a cabine do piloto e fiquei emocionado, tanto que estou segurando até agora a bandeira do Ceará, que é a porta do Brasil. Quero agradecer por toda a parceria e tenho certeza que estamos consolidando um grande projeto”, disse Camilo, ao chegar no aeroporto.

A expectativa do Governo é de que, com os novos voos, o número de turistas estrangeiros aumente entre 60 e 70 mil por ano. Em dois anos, o incremento deve chegar a 150 mil turistas, metade do fluxo internacional atual. Em voos domésticos, o hub deve proporcionar um aumento de 1,5 mil de passageiros/turistas ao ano.

Fatores como proximidade com a Europa, sendo Fortaleza a porta de entrada para o País, a posição estratégica em relação às capitais do Norte e do Nordeste, as potencialidades de desenvolvimento econômico e do turismo, além da modernização do aeroporto e do impacto no turismo, foram alguns dos diferenciais que o grupo Air France/KLM enxergaram para a escolha de Fortaleza.

“É um dia muito significativo e histórico para Fortaleza. Recentemente tivemos a notícia da administração portuária por concessão de uma das maiores empresas do ramo, a Fraport. E agora temos uma ligação direta com o continente europeu através de dois voos. Isso representa na prática a viabilidade do próprio aeroporto, gerando frutos objetivos, e vamos tirar proveito disso gerando oportunidade de emprego, renda, inclusão da população, tendo em vista que novos turistas virão para tirar proveito das nossas belezas”, declarou Roberto Cláudio, prefeito da Capital.

O sentimento de realização é compartilhado por Jean Marc Pouchol, diretor comercial do grupo Air France/KLM na América do Sul. “É um momento de grande emoção. Podemos ver nossos clientes pela primeira vez, ver nossas aeronaves pousando, sem dúvida é um marco”, disse.

Hub Aéreo

A partir dessa semana, serão três voos semanais vindos de Paris (Joon/Air France) e três vindos de Amsterdã (KLM). Até o fim deste ano, terão início cinco novas operações para a Argentina (GOL) e duas diárias para os Estados Unidos (GOL), uma para Miami e outra para Orlando. Além dos voos internacionais, a GOL passará a operar 50 voos nacionais por dia.