Com HUB, Ceará receberá 1,5 milhão de passageiros domésticos e 70 mil estrangeiros por ano

HUB

Com HUB, Ceará receberá 1,5 milhão de passageiros domésticos e 70 mil estrangeiros por ano

O Aeroporto Internacional Pinto Martins será centro de conexões aéreas internacional, com voos diretos para Paris e Amsterdã

Por Tribuna do Ceará em Negócios

8 de novembro de 2017 às 07:00

Há 8 meses
Serão ofertados 26 voos a mais do que atualmente no Ceará (FOTO: Divulgação)

Serão ofertados 26 voos a mais do que atualmente no Ceará (FOTO: Divulgação)

A operação do hub Air France-KLM e GOL em Fortaleza trará grande impacto inicial no fluxo do turismo no Ceará.

A expectativa é que, a partir de maio de 2018, o centro de conexões seja responsável por 50% dos passageiros domésticos e 23% de estrangeiros que chegam ao Ceará. Uma movimentação de 1,5 milhão de turistas ao ano através de voos nacionais e 70 mil visitantes vindos de voos internacionais.

O projeto para concretização dos números positivos foi apresentado pelo governador Camilo Santana, pelo prefeito Roberto Cláudio e pelo diretor geral da Air France-KLM na América Latina, Jean-Marc Pouchol, e o presidente da GOL Linhas Aéreas Inteligentes, Paulo Kakinoff, nesta semana.

Com o hub, o Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, será centro de conexões aéreas internacional, com voos diretos para Paris (França) e Amsterdã (Holanda). Conforme apresentado no evento, serão 26 voos ofertados a mais do que atualmente no Ceará, sendo 21 da GOL diariamente e cinco do Grupo Air France-KLM por semana. Três destas viagens terão como destino Amsterdã, operados pela KLM, e dois à cidade de Paris, operados pela Joon, nova empresa da Air France.

Companhia exalta Capital

Para atender efetivamente aos voos da Air France-KLM em Fortaleza, a malha aérea da GOL em Natal, Recife, Salvador, Belém e Manaus será adaptada. Os voos conectados entre o grupo franco-holandês e a parceira brasileira estarão disponíveis para compra nos sites da Air France e da KLM a partir da primeira semana de novembro. A expectativa é que aumente o número de destinos brasileiros servidos pelas empresas por meio de Fortaleza.

O CEO da GOL , Paulo Kakinoff, garantiu que os executivos das companhias envolvidas na operação do equipamento em Fortaleza estão seguras de que o Ceará se tornará referência de sucesso no fluxo de voos nacionais e internacionais, pelo potencial turístico e também pela constante de investimentos captados por seus gestores.

“Nenhum outro lugar do mundo consegue oferecer essa paisagem que nós vemos aqui, a culinária, a hospitalidade. O que estamos fazendo é reforçar o exemplo positivo para transformar o Estado numa potência do Turismo”, apontou.

O dirigente da empresa brasileira revelou que a GOL também está ampliando suas operações de 38 movimentos diários para 50 movimentos diários no Aeroporto de Fortaleza. “Isso significa 2 mil assentos a mais por dia para a cidade. Levando e trazendo pessoas para movimentar a economia do Ceará, que colhe hoje, graças às últimas gerações de seus gestores, resultados que estão acima da média nacional”.

Publicidade

Dê sua opinião

HUB

Com HUB, Ceará receberá 1,5 milhão de passageiros domésticos e 70 mil estrangeiros por ano

O Aeroporto Internacional Pinto Martins será centro de conexões aéreas internacional, com voos diretos para Paris e Amsterdã

Por Tribuna do Ceará em Negócios

8 de novembro de 2017 às 07:00

Há 8 meses
Serão ofertados 26 voos a mais do que atualmente no Ceará (FOTO: Divulgação)

Serão ofertados 26 voos a mais do que atualmente no Ceará (FOTO: Divulgação)

A operação do hub Air France-KLM e GOL em Fortaleza trará grande impacto inicial no fluxo do turismo no Ceará.

A expectativa é que, a partir de maio de 2018, o centro de conexões seja responsável por 50% dos passageiros domésticos e 23% de estrangeiros que chegam ao Ceará. Uma movimentação de 1,5 milhão de turistas ao ano através de voos nacionais e 70 mil visitantes vindos de voos internacionais.

O projeto para concretização dos números positivos foi apresentado pelo governador Camilo Santana, pelo prefeito Roberto Cláudio e pelo diretor geral da Air France-KLM na América Latina, Jean-Marc Pouchol, e o presidente da GOL Linhas Aéreas Inteligentes, Paulo Kakinoff, nesta semana.

Com o hub, o Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, será centro de conexões aéreas internacional, com voos diretos para Paris (França) e Amsterdã (Holanda). Conforme apresentado no evento, serão 26 voos ofertados a mais do que atualmente no Ceará, sendo 21 da GOL diariamente e cinco do Grupo Air France-KLM por semana. Três destas viagens terão como destino Amsterdã, operados pela KLM, e dois à cidade de Paris, operados pela Joon, nova empresa da Air France.

Companhia exalta Capital

Para atender efetivamente aos voos da Air France-KLM em Fortaleza, a malha aérea da GOL em Natal, Recife, Salvador, Belém e Manaus será adaptada. Os voos conectados entre o grupo franco-holandês e a parceira brasileira estarão disponíveis para compra nos sites da Air France e da KLM a partir da primeira semana de novembro. A expectativa é que aumente o número de destinos brasileiros servidos pelas empresas por meio de Fortaleza.

O CEO da GOL , Paulo Kakinoff, garantiu que os executivos das companhias envolvidas na operação do equipamento em Fortaleza estão seguras de que o Ceará se tornará referência de sucesso no fluxo de voos nacionais e internacionais, pelo potencial turístico e também pela constante de investimentos captados por seus gestores.

“Nenhum outro lugar do mundo consegue oferecer essa paisagem que nós vemos aqui, a culinária, a hospitalidade. O que estamos fazendo é reforçar o exemplo positivo para transformar o Estado numa potência do Turismo”, apontou.

O dirigente da empresa brasileira revelou que a GOL também está ampliando suas operações de 38 movimentos diários para 50 movimentos diários no Aeroporto de Fortaleza. “Isso significa 2 mil assentos a mais por dia para a cidade. Levando e trazendo pessoas para movimentar a economia do Ceará, que colhe hoje, graças às últimas gerações de seus gestores, resultados que estão acima da média nacional”.