Sindicato dos Taxistas vai recorrer da decisão judicial que liberou o Uber em Fortaleza
BRIGA NOS BASTIDORES

Sindicato dos Taxistas vai recorrer da decisão judicial que liberou o Uber em Fortaleza

O aplicativo recebeu a liberação, nesta segunda, para atuar em Fortaleza, em decisão do Tribunal de Justiça do Ceará

Por Lyvia Rocha em Mobilidade Urbana

22 de agosto de 2017 às 10:51

Há 4 semanas
Os taxistas são obrigados a utilizar o taxímetro (FOTO: Divulgação)

Os taxistas são obrigados a utilizar o taxímetro (FOTO: Divulgação)

A liberação do Uber pelo Tribunal de Justiça do Ceará nesta segunda-feira (21) não deixou todo mundo feliz. O Sindicato dos Taxistas vai recorrer da decisão judicial, segundo informou o presidente do sindicato, Vicente de Paula.

Segundo o presidente, uma reunião hoje definirá o que será feito. “A decisão saiu ontem à noite, e estamos pensando no que realmente vamos fazer. O que sabemos primeiramente é que devemos recorrer judicialmente”, afirmou.

Sobre manifestações contra o aplicativo, Vicente Paula não confirmou nenhum ato programado. “Estamos pensando ainda sobre o que aconteceu, mas no primeiro momento o sindicato não organizou nenhum tipo de protesto sobre a decisão”, adiantou. “Não concordamos com essa decisão, é uma concorrência desleal e favorece uma empresa norte-americana”.

Vicente de Paula aguarda que a Prefeitura de Fortaleza se manifeste contra a decisão do TJCE e recorra a favor dos taxistas. Porém, de acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, o órgão ainda não recebeu nenhum tipo de notificação oficial do Tribunal com a decisão a favor do Uber, por isso não há posicionamento do município.

Manifestação

Apesar de oficialmente o sindicato dos taxistas não organizar nenhuma manifestação, um grupo de taxistas nomeado “Takeiros 24 horas” irá realizar um protesto a partir das 15h, na Avenida Senador Carlos Jereissati, conhecida como Avenida do Aeroporto, em Fortaleza.

A manifestação é contra a decisão do Tribunal de Justiça do Ceará que liberou os serviços do Uber na Capital. “Quem puder levar pneus, por favor leve, que iremos fechar a via principal de acesso ao Aeroporto Pinto Martins”, diz parte da nota que está se espalhando nas redes sociais.

Publicidade

Dê sua opinião

BRIGA NOS BASTIDORES

Sindicato dos Taxistas vai recorrer da decisão judicial que liberou o Uber em Fortaleza

O aplicativo recebeu a liberação, nesta segunda, para atuar em Fortaleza, em decisão do Tribunal de Justiça do Ceará

Por Lyvia Rocha em Mobilidade Urbana

22 de agosto de 2017 às 10:51

Há 4 semanas
Os taxistas são obrigados a utilizar o taxímetro (FOTO: Divulgação)

Os taxistas são obrigados a utilizar o taxímetro (FOTO: Divulgação)

A liberação do Uber pelo Tribunal de Justiça do Ceará nesta segunda-feira (21) não deixou todo mundo feliz. O Sindicato dos Taxistas vai recorrer da decisão judicial, segundo informou o presidente do sindicato, Vicente de Paula.

Segundo o presidente, uma reunião hoje definirá o que será feito. “A decisão saiu ontem à noite, e estamos pensando no que realmente vamos fazer. O que sabemos primeiramente é que devemos recorrer judicialmente”, afirmou.

Sobre manifestações contra o aplicativo, Vicente Paula não confirmou nenhum ato programado. “Estamos pensando ainda sobre o que aconteceu, mas no primeiro momento o sindicato não organizou nenhum tipo de protesto sobre a decisão”, adiantou. “Não concordamos com essa decisão, é uma concorrência desleal e favorece uma empresa norte-americana”.

Vicente de Paula aguarda que a Prefeitura de Fortaleza se manifeste contra a decisão do TJCE e recorra a favor dos taxistas. Porém, de acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, o órgão ainda não recebeu nenhum tipo de notificação oficial do Tribunal com a decisão a favor do Uber, por isso não há posicionamento do município.

Manifestação

Apesar de oficialmente o sindicato dos taxistas não organizar nenhuma manifestação, um grupo de taxistas nomeado “Takeiros 24 horas” irá realizar um protesto a partir das 15h, na Avenida Senador Carlos Jereissati, conhecida como Avenida do Aeroporto, em Fortaleza.

A manifestação é contra a decisão do Tribunal de Justiça do Ceará que liberou os serviços do Uber na Capital. “Quem puder levar pneus, por favor leve, que iremos fechar a via principal de acesso ao Aeroporto Pinto Martins”, diz parte da nota que está se espalhando nas redes sociais.