Grupo de empresários do Ceará debate com Uber os caminhos para o futuro da mobilidade
REUNIÃO DE EMPRESÁRIOS

Grupo de empresários do Ceará debate com Uber os caminhos para o futuro da mobilidade

Gui Teles, diretor geral da Uber no Brasil, foi palestrante em evento do Grupo de Líderes Empresariais (Lide)

Por Ana Clara Jovino em Mobilidade Urbana

17 de março de 2017 às 17:49

Há 4 meses

Gui Teles foi o convidado para palestrar no evento (FOTO: Getty Images)

O Grupo de Líderes Empresariais (Lide) se reuniu para um debate sobre o futuro da mobilidade urbana nesta sexta-feira (17), em Fortaleza. O evento contou com a presença de Gui Teles, diretor geral da Uber no Brasil.

A aproximação contrasta com o tratamento que a empresa vem recebendo do poder público no Ceará, onde ainda não é reconhecida pela Prefeitura de Fortaleza, mesmo após 11 meses de atuação na cidade.

A presidente da unidade do Ceará, Emilia Buarque, explica que esses debates do Lide são realizados para promover uma reflexão para os empresários sobre temas relevantes.

“Nós trazemos palestrantes de grande expressão nacional trazendo temas, como esse tema que é muito forte, do futuro da mobilidade urbana, exatamente para trazer uma reflexão para esse público formador de opinião, porque nós temos que se inserir nesse novo modelo de negócios também. Nós temos que saber o que vai acontecer no futuro para que a gente possa usufruir da melhor forma como cidadã e como empresária”, justifica.

A empresária disse que o grupo compactua com os princípios da Uber. “A vinda do Gui Teles coincide com a proposta do Lide de trazer sempre temas relevantes”, destaca

O que é o Lide

O Lide foi criado em 2003, composto por CEOs de grandes empresas. Atualmente, conta com mais de 1.700 empresas filiadas que, juntas, representam cerca de 50% do PIB privado brasileiro.

A instituição nasceu em São Paulo, passando a ter outras unidades em diferentes estados brasileiros. No Ceará, o Lide chegou em setembro de 2016, liderado pela empresária Emília Buarque, presidente da unidade regional.

Emília esclarece que o intuito do Lide é conectar empresários, difundir e fortalecer os princípios éticos de governança corporativa no Brasil. A empresária ainda diz que, atualmente, a instituição conta com mais de 1.700 empresas filiadas que representam cerca de 50% do PIB privado brasileiro.

Propostas

Além de unir empresários em prol de algo comum e consequentemente positivo para o desenvolvimento econômico do país, a instituição tem ainda como objetivos: incentivar e promover as relações empresariais; discutir temas econômicos e políticos de interesse nacional; estimular o respeito pelo meio ambiente; defender a ética, os princípios democráticos e a eficiência de gestão nos setores público e privado; fortalecer a Governança Corporativa; promover, atualizar e aperfeiçoar o conhecimento empresarial; e sensibilizar o setor privado para programas comunitários, com prioridade para educação e formação profissional.

O grupo também está presente internacionalmente, em quatro continentes, nos seguintes países: Alemanha, Angola, Argentina, Chile, China, Estados Unidos, Itália, Marrocos, Moçambique, Portugal, Uruguai e Oriente Médio.

Publicidade

Dê sua opinião

REUNIÃO DE EMPRESÁRIOS

Grupo de empresários do Ceará debate com Uber os caminhos para o futuro da mobilidade

Gui Teles, diretor geral da Uber no Brasil, foi palestrante em evento do Grupo de Líderes Empresariais (Lide)

Por Ana Clara Jovino em Mobilidade Urbana

17 de março de 2017 às 17:49

Há 4 meses

Gui Teles foi o convidado para palestrar no evento (FOTO: Getty Images)

O Grupo de Líderes Empresariais (Lide) se reuniu para um debate sobre o futuro da mobilidade urbana nesta sexta-feira (17), em Fortaleza. O evento contou com a presença de Gui Teles, diretor geral da Uber no Brasil.

A aproximação contrasta com o tratamento que a empresa vem recebendo do poder público no Ceará, onde ainda não é reconhecida pela Prefeitura de Fortaleza, mesmo após 11 meses de atuação na cidade.

A presidente da unidade do Ceará, Emilia Buarque, explica que esses debates do Lide são realizados para promover uma reflexão para os empresários sobre temas relevantes.

“Nós trazemos palestrantes de grande expressão nacional trazendo temas, como esse tema que é muito forte, do futuro da mobilidade urbana, exatamente para trazer uma reflexão para esse público formador de opinião, porque nós temos que se inserir nesse novo modelo de negócios também. Nós temos que saber o que vai acontecer no futuro para que a gente possa usufruir da melhor forma como cidadã e como empresária”, justifica.

A empresária disse que o grupo compactua com os princípios da Uber. “A vinda do Gui Teles coincide com a proposta do Lide de trazer sempre temas relevantes”, destaca

O que é o Lide

O Lide foi criado em 2003, composto por CEOs de grandes empresas. Atualmente, conta com mais de 1.700 empresas filiadas que, juntas, representam cerca de 50% do PIB privado brasileiro.

A instituição nasceu em São Paulo, passando a ter outras unidades em diferentes estados brasileiros. No Ceará, o Lide chegou em setembro de 2016, liderado pela empresária Emília Buarque, presidente da unidade regional.

Emília esclarece que o intuito do Lide é conectar empresários, difundir e fortalecer os princípios éticos de governança corporativa no Brasil. A empresária ainda diz que, atualmente, a instituição conta com mais de 1.700 empresas filiadas que representam cerca de 50% do PIB privado brasileiro.

Propostas

Além de unir empresários em prol de algo comum e consequentemente positivo para o desenvolvimento econômico do país, a instituição tem ainda como objetivos: incentivar e promover as relações empresariais; discutir temas econômicos e políticos de interesse nacional; estimular o respeito pelo meio ambiente; defender a ética, os princípios democráticos e a eficiência de gestão nos setores público e privado; fortalecer a Governança Corporativa; promover, atualizar e aperfeiçoar o conhecimento empresarial; e sensibilizar o setor privado para programas comunitários, com prioridade para educação e formação profissional.

O grupo também está presente internacionalmente, em quatro continentes, nos seguintes países: Alemanha, Angola, Argentina, Chile, China, Estados Unidos, Itália, Marrocos, Moçambique, Portugal, Uruguai e Oriente Médio.