7 aplicativos oferecem serviço de "Zona Azul" digital; veja como usar

NOVA PLATAFORMA

7 aplicativos oferecem serviço de “Zona Azul” digital; veja como usar

Os apps permitem que o motorista renove o tempo de uso da vaga sem precisar se deslocar até o veículo. Fiscalização também é digital

Por Tribuna do Ceará em Mobilidade Urbana

18 de agosto de 2018 às 07:15

Há 3 meses
Pagamento pode ser feito de forma digital (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Pagamento pode ser feito de forma digital (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Os motoristas de Fortaleza ganharam uma nova ferramenta que promete facilitar o processo de utilização de vagas “Zona Azul” na capital. Até então, a operação era feita por meio de um cartão de papel. Agora, quem possui um smartphone pode realizar o pagamento de forma digital.

Para usar a nova plataforma, basta fazer o download de um dos aplicativos que oferecem o serviço: Zona Fácil, Zug Digital, Digipare, Estacionamento Digital, ZAE Fortaleza Digital, ZUL Fortaleza, FAZ – Zona Azul Fortaleza.

Após aderir o aplicativo, o motorista deve fazer um breve cadastro, informar a placa do carro e o cartão em que será efetuado o pagamento. O usuário também pode optar pelo pagamento via boleto bancário.

Os veículos poderão ficar estacionados nas vagas por 1 hora, podendo ocorrer a prorrogação pelo mesmo período; 2 horas, podendo ocorrer a prorrogação pelo mesmo período; e 5 horas, sem prorrogação de tempo. Cada tíquete eletrônico custa R$ 2. 

Os aplicativos permitem que o motorista possa renovar o tempo de utilização da vaga sem precisar se deslocar até o veículo, além de informar quando o tempo de uso estiver acabando. A fiscalização será feita de forma digital, por meio de terminais portáteis (smartphones). Esse sistema informa aos agentes da AMC se o veículo pagou pela hora de estacionamento na sua vaga.

Quem não possui um smartphone contará com a opção de comprar o Cartão Azul Digital nos Pontos de Vendas Credenciados que estão conectados à rede responsável. Após o pagamento, o usuário fica com crédito disponível no aplicativo, que será consumido ao longo do tempo de utilização do espaço Zona Azul. A ferramenta já é utilizada em mais de 40 cidades do Brasil.

Confira o vídeo disponibilizado pela Digipare:

Veja também:
Mais mil vagas de “Zona Azul” são criadas no Centro de Fortaleza
Moradores denunciam vagas Zona Azul em frente a garagens de casas e comércios

Publicidade

Dê sua opinião

NOVA PLATAFORMA

7 aplicativos oferecem serviço de “Zona Azul” digital; veja como usar

Os apps permitem que o motorista renove o tempo de uso da vaga sem precisar se deslocar até o veículo. Fiscalização também é digital

Por Tribuna do Ceará em Mobilidade Urbana

18 de agosto de 2018 às 07:15

Há 3 meses
Pagamento pode ser feito de forma digital (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Pagamento pode ser feito de forma digital (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Os motoristas de Fortaleza ganharam uma nova ferramenta que promete facilitar o processo de utilização de vagas “Zona Azul” na capital. Até então, a operação era feita por meio de um cartão de papel. Agora, quem possui um smartphone pode realizar o pagamento de forma digital.

Para usar a nova plataforma, basta fazer o download de um dos aplicativos que oferecem o serviço: Zona Fácil, Zug Digital, Digipare, Estacionamento Digital, ZAE Fortaleza Digital, ZUL Fortaleza, FAZ – Zona Azul Fortaleza.

Após aderir o aplicativo, o motorista deve fazer um breve cadastro, informar a placa do carro e o cartão em que será efetuado o pagamento. O usuário também pode optar pelo pagamento via boleto bancário.

Os veículos poderão ficar estacionados nas vagas por 1 hora, podendo ocorrer a prorrogação pelo mesmo período; 2 horas, podendo ocorrer a prorrogação pelo mesmo período; e 5 horas, sem prorrogação de tempo. Cada tíquete eletrônico custa R$ 2. 

Os aplicativos permitem que o motorista possa renovar o tempo de utilização da vaga sem precisar se deslocar até o veículo, além de informar quando o tempo de uso estiver acabando. A fiscalização será feita de forma digital, por meio de terminais portáteis (smartphones). Esse sistema informa aos agentes da AMC se o veículo pagou pela hora de estacionamento na sua vaga.

Quem não possui um smartphone contará com a opção de comprar o Cartão Azul Digital nos Pontos de Vendas Credenciados que estão conectados à rede responsável. Após o pagamento, o usuário fica com crédito disponível no aplicativo, que será consumido ao longo do tempo de utilização do espaço Zona Azul. A ferramenta já é utilizada em mais de 40 cidades do Brasil.

Confira o vídeo disponibilizado pela Digipare:

Veja também:
Mais mil vagas de “Zona Azul” são criadas no Centro de Fortaleza
Moradores denunciam vagas Zona Azul em frente a garagens de casas e comércios