Zona Sul de Fortaleza ganha unidades habitacionais - Noticias


Zona Sul de Fortaleza ganha unidades habitacionais

Cerca de dez mil novos moradores devem migrar para o “Bairro Novo”. A ministra Dilma Rousseff é esperada no lançamento das vendas na solenidade de amanhã

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

15 de outubro de 2009 às 14:37

Há 9 anos
Baseado em um modelo de habitação do México, a proposta é construir um "bairro novo"

Baseado em um modelo de habitação do México, a proposta é construir um "bairro novo"

As famílias com renda de três a seis salários mínimos (R$1.395 a R$2.790), residentes na capital cearense, terão uma nova opção de moradia. Nesta sexta-feira (16), a Bairro Novo Empreendimentos Imobiliários, empresa do Grupo Odebrecht, lança um projeto residencial no bairro Ancuri, com 2.846 unidades habitacionais.

As unidades são distribuídas em apartamentos de dois quartos e casas populares de dois e três quartos. A área total é de 413 mil metros quadrados e os imóveis terão áreas construídas de 43 e 60 metros quadrados, mais área livre que, somados, chegam a 135 metros quadrados de terreno total.

O diretor presidente do Bairro Novo – nome dado ao empreendimento -, Roberto Sena, informou que os preços variam de R$ 65 a R$ 90 mil. As vendas já começam a ser feitas amanhã. O primeiro módulo disponibiliza para a compra 358 casas, que devem ser entregues em 12 meses.

A expectativa da direção da empresa é de que as obras sejam iniciadas em novembro próximo e que todas as unidades estejam prontas até 2014, já que novos módulos de casas serão lançados, sucessivamente, à medida em que as vendas forem acontecendo.

Com informações e foto do Diário do Nordeste

Publicidade

Dê sua opinião

Zona Sul de Fortaleza ganha unidades habitacionais

Cerca de dez mil novos moradores devem migrar para o “Bairro Novo”. A ministra Dilma Rousseff é esperada no lançamento das vendas na solenidade de amanhã

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

15 de outubro de 2009 às 14:37

Há 9 anos
Baseado em um modelo de habitação do México, a proposta é construir um "bairro novo"

Baseado em um modelo de habitação do México, a proposta é construir um "bairro novo"

As famílias com renda de três a seis salários mínimos (R$1.395 a R$2.790), residentes na capital cearense, terão uma nova opção de moradia. Nesta sexta-feira (16), a Bairro Novo Empreendimentos Imobiliários, empresa do Grupo Odebrecht, lança um projeto residencial no bairro Ancuri, com 2.846 unidades habitacionais.

As unidades são distribuídas em apartamentos de dois quartos e casas populares de dois e três quartos. A área total é de 413 mil metros quadrados e os imóveis terão áreas construídas de 43 e 60 metros quadrados, mais área livre que, somados, chegam a 135 metros quadrados de terreno total.

O diretor presidente do Bairro Novo – nome dado ao empreendimento -, Roberto Sena, informou que os preços variam de R$ 65 a R$ 90 mil. As vendas já começam a ser feitas amanhã. O primeiro módulo disponibiliza para a compra 358 casas, que devem ser entregues em 12 meses.

A expectativa da direção da empresa é de que as obras sejam iniciadas em novembro próximo e que todas as unidades estejam prontas até 2014, já que novos módulos de casas serão lançados, sucessivamente, à medida em que as vendas forem acontecendo.

Com informações e foto do Diário do Nordeste