Taxista sai para fazer corrida e corpo é encontrado degolad


Taxista sai para fazer corrida e é morto em assalto

“Ele não estava com carteira nem relógio e o carro continua desaparecido”, disse o presidente do Sinditáxi

Por Roberta Tavares em Fortaleza

15 de novembro de 2013 às 11:09

Há 5 anos

Um taxista foi encontrado morto na praia do Icaraí, no município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo familiares, Antônio Ediano Nobre, de 55 anos, havia saído para uma corrida e não voltou mais.

À noite, por volta das 21h, Antônio Ediano pegou clientes (dois homens e uma mulher), na Avenida Bezerra de Menezes. Como não voltou para a casa, os familiares acionaram a polícia. Nesta manhã, o corpo da vítima foi encontrado no Icaraí.

O presidente do Sindicato dos Taxistas em Fortaleza, Vicente de Paulo Oliveira, foi ao Instituto Médico Legal (IML) para identificar o corpo. Segundo Vicente, o taxista foi vítima de assalto. “Ele não estava com carteira nem relógio e o carro continua desaparecido”.

Outro caso

Além do crime registrado nesta sexta-feira, no dia 1º de outubro, outro taxista foi assassinado em Fortaleza em menos de 45 dias. Desta vez, o crime aconteceu na Avenida Francisco Sá.

No momento da abordagem, a vítima estava realizando uma corrida com uma jovem quando, ao parar no sinal vermelho, foi atingido por vários tiros e morreu na hora.

O presidente do Sinditáxi informou que não há como contabilizar o número de casos de assaltos contra taxistas. “A gente já perdeu as contas”, lamenta.

Publicidade

Dê sua opinião

Taxista sai para fazer corrida e é morto em assalto

“Ele não estava com carteira nem relógio e o carro continua desaparecido”, disse o presidente do Sinditáxi

Por Roberta Tavares em Fortaleza

15 de novembro de 2013 às 11:09

Há 5 anos

Um taxista foi encontrado morto na praia do Icaraí, no município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo familiares, Antônio Ediano Nobre, de 55 anos, havia saído para uma corrida e não voltou mais.

À noite, por volta das 21h, Antônio Ediano pegou clientes (dois homens e uma mulher), na Avenida Bezerra de Menezes. Como não voltou para a casa, os familiares acionaram a polícia. Nesta manhã, o corpo da vítima foi encontrado no Icaraí.

O presidente do Sindicato dos Taxistas em Fortaleza, Vicente de Paulo Oliveira, foi ao Instituto Médico Legal (IML) para identificar o corpo. Segundo Vicente, o taxista foi vítima de assalto. “Ele não estava com carteira nem relógio e o carro continua desaparecido”.

Outro caso

Além do crime registrado nesta sexta-feira, no dia 1º de outubro, outro taxista foi assassinado em Fortaleza em menos de 45 dias. Desta vez, o crime aconteceu na Avenida Francisco Sá.

No momento da abordagem, a vítima estava realizando uma corrida com uma jovem quando, ao parar no sinal vermelho, foi atingido por vários tiros e morreu na hora.

O presidente do Sinditáxi informou que não há como contabilizar o número de casos de assaltos contra taxistas. “A gente já perdeu as contas”, lamenta.