Motorista sem controle sobe calçada e mata três pedestres - Noticias


Motorista sem controle sobe calçada e mata três pedestres

Uma motorista perdeu o controle do volante e atingiu três pedestres que morreram após o acidente, que aconteceu na avenida Paulino Rocha, em Fortaleza, neste sábado (17)

Por Renato Ferreira em Fortaleza

17 de março de 2012 às 15:39

Há 7 anos

Três pessoas morreram após acidente causado por uma motorista que perdeu o controle do carro na manhã deste sábado (17). O acidente aconteceu na avenida Paulino Rocha, em Fortaleza. Entre as vítimas, estavam uma gestante e a filha de um ano que carregava nos braços.

A condutora do veículo foi identificada como Amanda Cruz, 20 anos de idade. Segundo informações da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC), ela desceu o viaduto da avenida Oliveira Paiva (sentido Castelão) em alta velocidade. O carro ficou desgovernado, bateu num poste e por fim subiu a calçada de um condomínio. Foi nesse momento que atingiu os três pedestres e derrubou o muro do prédio.

As vítimas foram uma adolescente de 17 anos, grávida de cinco meses, a filha dela de um ano e três meses e um senhor que não foi identificado. Marcilene Maia caminhava com a filha nos braços pela calçada. Ao lado delas passava o idoso. Os três foram atingidos pelo veículo e morreram na hora.

O companheiro de Marcilene também estava caminhando na calçada numa distância de cerca de quatro metros e escapou. Rodison Monteiro, 20 anos, ficou em estado de choque. Conforme a AMC, ele disse que ainda tentou salvar a vida da filha, que deu o último suspiro nos braços dele.

Tumulto
Revoltado, Rodison quis agredir a motorista. Além dele, várias curiosos se juntaram para linchar a acusada de provocar as mortes. A polícia interveio e usou spray de pimenta para conter a população, segundo testemunhas.

O carro que Amanda Cruz conduzia tem placa do estado de Pernambuco, município de Camaragibe. Ela estava aparentemente bêbada e foi levada para a delegacia para fazer, entre outros, o teste do bafômetro. A acusada poderá responder por crime doloso, caso seja comprovado que assumiu o volante ainda embriagada (Dolo Eventual).

Publicidade

Dê sua opinião

Motorista sem controle sobe calçada e mata três pedestres

Uma motorista perdeu o controle do volante e atingiu três pedestres que morreram após o acidente, que aconteceu na avenida Paulino Rocha, em Fortaleza, neste sábado (17)

Por Renato Ferreira em Fortaleza

17 de março de 2012 às 15:39

Há 7 anos

Três pessoas morreram após acidente causado por uma motorista que perdeu o controle do carro na manhã deste sábado (17). O acidente aconteceu na avenida Paulino Rocha, em Fortaleza. Entre as vítimas, estavam uma gestante e a filha de um ano que carregava nos braços.

A condutora do veículo foi identificada como Amanda Cruz, 20 anos de idade. Segundo informações da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC), ela desceu o viaduto da avenida Oliveira Paiva (sentido Castelão) em alta velocidade. O carro ficou desgovernado, bateu num poste e por fim subiu a calçada de um condomínio. Foi nesse momento que atingiu os três pedestres e derrubou o muro do prédio.

As vítimas foram uma adolescente de 17 anos, grávida de cinco meses, a filha dela de um ano e três meses e um senhor que não foi identificado. Marcilene Maia caminhava com a filha nos braços pela calçada. Ao lado delas passava o idoso. Os três foram atingidos pelo veículo e morreram na hora.

O companheiro de Marcilene também estava caminhando na calçada numa distância de cerca de quatro metros e escapou. Rodison Monteiro, 20 anos, ficou em estado de choque. Conforme a AMC, ele disse que ainda tentou salvar a vida da filha, que deu o último suspiro nos braços dele.

Tumulto
Revoltado, Rodison quis agredir a motorista. Além dele, várias curiosos se juntaram para linchar a acusada de provocar as mortes. A polícia interveio e usou spray de pimenta para conter a população, segundo testemunhas.

O carro que Amanda Cruz conduzia tem placa do estado de Pernambuco, município de Camaragibe. Ela estava aparentemente bêbada e foi levada para a delegacia para fazer, entre outros, o teste do bafômetro. A acusada poderá responder por crime doloso, caso seja comprovado que assumiu o volante ainda embriagada (Dolo Eventual).