Decreto definirá tombamento de 9 patrimônios de Fortaleza


Decreto definirá tombamento de 9 patrimônios de Fortaleza

Atualmente, Fortaleza conta com 53 bens tombados em nível municipal

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

17 de dezembro de 2012 às 16:30

Há 6 anos
Farmácia Oswaldo Cruz é um dos patrimônios tombados pelo decreto. Foto: Divulgação

Farmácia Oswaldo Cruz é um dos patrimônios tombados pelo decreto. Foto: Divulgação

A prefeita Luizianne Lins assinará, nesta terça-feira (18), os decretos de tombamento definitivo de nove bens histórico-culturais de Fortaleza, indicados pelo Conselho Municipal de Patrimônio Histórico Cultural – Comphic. Atualmente, Fortaleza conta com 53 bens tombados em nível municipal.

Na lista dos patrimônios tombados em definitivo figuram os prédios da Farmácia Oswaldo Cruz, do Sport Club Maguary, do Ideal Clube, do Náutico Atlético Clube, do Colégio Dorotéias, da Santa Casa de Misericórdia, do IMPARH, da Casa do Português, da Igreja de São Pedro dos Pescadores e a Pavimentação da Rua José Avelino.

Além desses bens, também serão assinados os registros da Celebração da Festa de São Pedro dos Pescadores e de Lugar da Igreja de São Pedro e sua área de entorno, que, juntos, caracterizam o primeiro bem imaterial da capital cearense. Durante o evento, será lançado um vídeo-documentário sobre este marco para a cultura de Fortaleza.

Na ocasião, serão anunciados ainda os recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, previstos para as obras de restauro da Casa do Barão de Camocim, Casa da Fotografia e para o a elaboração do Mapeamento Cultural. A ação é articulada pela Casa Civil da Presidência da República e coordenada pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O PAC Cidades Históricas abrange 173 municípios, de todos os estados da federação e prevê investimentos iniciais cerca de R$ 250 milhões por ano.

Publicidade

Dê sua opinião

Decreto definirá tombamento de 9 patrimônios de Fortaleza

Atualmente, Fortaleza conta com 53 bens tombados em nível municipal

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

17 de dezembro de 2012 às 16:30

Há 6 anos
Farmácia Oswaldo Cruz é um dos patrimônios tombados pelo decreto. Foto: Divulgação

Farmácia Oswaldo Cruz é um dos patrimônios tombados pelo decreto. Foto: Divulgação

A prefeita Luizianne Lins assinará, nesta terça-feira (18), os decretos de tombamento definitivo de nove bens histórico-culturais de Fortaleza, indicados pelo Conselho Municipal de Patrimônio Histórico Cultural – Comphic. Atualmente, Fortaleza conta com 53 bens tombados em nível municipal.

Na lista dos patrimônios tombados em definitivo figuram os prédios da Farmácia Oswaldo Cruz, do Sport Club Maguary, do Ideal Clube, do Náutico Atlético Clube, do Colégio Dorotéias, da Santa Casa de Misericórdia, do IMPARH, da Casa do Português, da Igreja de São Pedro dos Pescadores e a Pavimentação da Rua José Avelino.

Além desses bens, também serão assinados os registros da Celebração da Festa de São Pedro dos Pescadores e de Lugar da Igreja de São Pedro e sua área de entorno, que, juntos, caracterizam o primeiro bem imaterial da capital cearense. Durante o evento, será lançado um vídeo-documentário sobre este marco para a cultura de Fortaleza.

Na ocasião, serão anunciados ainda os recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, previstos para as obras de restauro da Casa do Barão de Camocim, Casa da Fotografia e para o a elaboração do Mapeamento Cultural. A ação é articulada pela Casa Civil da Presidência da República e coordenada pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O PAC Cidades Históricas abrange 173 municípios, de todos os estados da federação e prevê investimentos iniciais cerca de R$ 250 milhões por ano.