Centro irá capacitar 1.000 profissionais para a construção civil

Os alunos terão de comprovar participação mínima de 90% das aulas e média final 8

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e a Cooperativa da Construção Civil do Estado do Ceará (Coopercon) abrem nova frente de capacitação de mão de obra qualificada para o setor e de inserção de jovens e adultos no mercado de trabalho formal. Na manhã desta terça-feira (2), foi assinado um convênio para adaptação do Centro de Inclusão Tecnológica e Social (CITS), do bairro José Walter, em Fortaleza, em um centro vocacional para formação de mil carpinteiros, eletricistas, encanadores, pintores pedreiros e demais artífices do segmento, por ano.

“Queremos formar 1.000 novos profissionais por ano”, informou o presidente da Coopercon, Marcos Novaes, ao garantir que os treinandos já sairão do CITS empregados. Ele ressalta, porém, que para serem aprovados, os alunos terão de comprovar participação mínima de 90% das aulas e média final 8. Segundo ele, em cerca de 30 dias os primeiros cursos deverão ser iniciados, aproveitando os espaços das salas de aulas e estrutura já existentes do CITS.

Investimento

Conforme o secretário Evandro Leitão, na adaptação do prédio serão investidos mais de R$ 1 milhão. As obras deverão ser iniciadas até julho e concluídas em outubro deste ano. O CITS do José Walter foi escolhido pelo grande número de operários do setor que residem na região .

“As próprias obras já poderão servir de laboratório para os formandos”, explicou Novais, segundo quem a prioridade inicial de formação será dada a quem já trabalha na construção civil e busca uma especialização. A entidade reúne 90 construtoras associadas que, juntas, respondem por 85% do PIB do setor da construção civil no Estado.

CITS em Fortaleza

A STDS mantém sete CITS em Fortaleza, localizados nos bairros Lagamar, Mucuripe, Parque São José, Messejana, Conjunto Ceará, José Walter e Jangurussu, onde, em 2012, foram qualificados profissionalmente 2.678 jovens, por meio de 158 cursos. Cada Cits funciona como um laboratório vocacional.

O espaço é utilizado para capacitar o público de acordo com as atividades realizadas em cada bairro, nas áreas de gastronomia; turismo e línguas; telemarketing; confecção e moda; hardware e serviços domésticos. Os Centros atendem ainda às comunidades por meio de cursos de qualificação em Inglês e Informática Básica, de ações complementares e de oficinas socioeducativas com as famílias. Os cursos têm duração de 200 horas/aula.

Comentários