Atos de vandalismo causam prejuízos ao Presidente Vargas


Vandalismo no PV gera prejuízo de R$ 18 mil

Os atos de vandalismo das torcidas na decisão do Campeonato Cearense 2012, no estádio Presidente Vargas, no último domingo (13), irão custar cerca de 18 mil reais

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

14 de Maio de 2012 às 16:51

Há 6 anos

Cadeiras são quebradas durante a final do Campeonato Cearense 2012 (Foto: Marcos Montenegro)

Atos de vandalismo das torcidas registrados no estádio Presidente Vargas durante a decisão do Campeonato Cearense 2012, no último domingo (13), deram prejuízos de aproximadamente 18 mil reais.

De acordo com Secretaria de Esporte e Lazer de Fortaleza (Secel), foram 72 cadeiras arrancadas e arremessadas no estádio recém-reformado, 57 pela torcida do Fortaleza e 15 pelos torcedores do Ceará.

Segundo a Secel, os próprios clubes terão que pagar o prejuízo causado pela torcida. As despesas serão incluídas no borderô da partida, documento que descrimina todos os cursos realizados durante o jogo. No entanto, nenhum dos representantes dos clubes assinaram o documento.

Clássico marcado por violência

O confronto entre Fortaleza e Ceará também foi marcado por cenas de vandalismo e violência fora do Presidente Vargas, em várias ruas da Capital.

Momentos antes da partitida decisiva, uma reportagem da TV Jangadeiro registrou conflitos entre torcedores nos bairros Montese, Centro e Benfica, com pedras e rojões transformados em armas. Policiais militares fizeram diligências para conter os atos de vandalismo.

Veja a matéria exibida no Jornal Jangadeiro

Publicidade

Dê sua opinião

Vandalismo no PV gera prejuízo de R$ 18 mil

Os atos de vandalismo das torcidas na decisão do Campeonato Cearense 2012, no estádio Presidente Vargas, no último domingo (13), irão custar cerca de 18 mil reais

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

14 de Maio de 2012 às 16:51

Há 6 anos

Cadeiras são quebradas durante a final do Campeonato Cearense 2012 (Foto: Marcos Montenegro)

Atos de vandalismo das torcidas registrados no estádio Presidente Vargas durante a decisão do Campeonato Cearense 2012, no último domingo (13), deram prejuízos de aproximadamente 18 mil reais.

De acordo com Secretaria de Esporte e Lazer de Fortaleza (Secel), foram 72 cadeiras arrancadas e arremessadas no estádio recém-reformado, 57 pela torcida do Fortaleza e 15 pelos torcedores do Ceará.

Segundo a Secel, os próprios clubes terão que pagar o prejuízo causado pela torcida. As despesas serão incluídas no borderô da partida, documento que descrimina todos os cursos realizados durante o jogo. No entanto, nenhum dos representantes dos clubes assinaram o documento.

Clássico marcado por violência

O confronto entre Fortaleza e Ceará também foi marcado por cenas de vandalismo e violência fora do Presidente Vargas, em várias ruas da Capital.

Momentos antes da partitida decisiva, uma reportagem da TV Jangadeiro registrou conflitos entre torcedores nos bairros Montese, Centro e Benfica, com pedras e rojões transformados em armas. Policiais militares fizeram diligências para conter os atos de vandalismo.

Veja a matéria exibida no Jornal Jangadeiro