Mãe do Safadão é alvo de operação que investiga irregularidades no Carnaval de 2016

OPERAÇÃO ABRE ALAS

Mãe do Safadão é alvo de operação que investiga irregularidades no Carnaval de 2016

A mãe do cantor Wesley Safadão pediu renúncia do cargo de vice-prefeita de Aracoiaba em dezembro de 2017, mas é investigada. Além dela, o prefeito também foi alvo

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

6 de setembro de 2018 às 15:10

Há 3 meses
Mãe de Wesley Safadão e Antônio Claudio foram condenados na Justiça Eleitoral. (Foto: Reprodução/Facebook)

Mãe de Wesley Safadão e Antônio Claudio foram condenados na Justiça Eleitoral. (Foto: Reprodução/Facebook)

O prefeito de Aracoiaba, Antônio Cláudio Pinheiro (PSDB), foi afastado do cargo nesta quinta-feira (6), por irregularidades em contratos milionários para a promoção do Carnaval de 2016 no município. Além dele, a ex-vice-prefeita Maria Valmira Silva de Oliveira, a Dona Bill (PSDB), mãe do cantor Wesley Safadão, e outros agentes públicos foram alvos da “Operação Abre Alas” do Ministério Público do Ceará (MPCE).

Na manhã de hoje, a residência da mãe do Safadão como a de outros investigados foram alvos de batida policial. A operação cumpriu 14 mandados de busca pessoal e domiciliar nos municípios de Aracoiaba (a 86 km da capital), de Fortaleza e na Região Metropolitana, além da suspensão da função de agentes públicos e quebra dos sigilos bancário e fiscal.

Também foram afastados os secretários de Finanças e irmão do prefeito, Francisco de Assis Pinheiro; do Meio Ambiente e Urbanismo, Alexandre de Oliveira Rezende; e o secretário de Educação e ex-secretário de Cultura do município de Aracoiaba, Francisco Emílio Campelo Freitas.

De acordo com o MPCE, foram comprovadas irregularidades em procedimentos licitatórios para a cessão de uso da praça de eventos de Aracoiaba para a organização das festas de Carnaval em 2016. Também há indícios de vícios em outros contratos de obras, coleta de lixo e fornecimento de merenda escolar.

A operação foi realizada pelo Ministério Público, por intermédio da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (PROCAP), com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), do Núcleo de Investigação Criminal (NUINC) e outros promotores de Justiça, em parceria com a Polícia Civil.

Wesley Safadão em santinho político da campanha de 2016.

Wesley Safadão em santinho político da campanha de 2016.

Cassados

No dia 30 de agosto, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE) determinou a cassação e inelegibilidade do prefeito Antônio Claudio. A ex-vice-prefeita Dona Bill pediu renúncia ao cargo e não teve o diploma cassado, mas está inelegível por oito anos. Dessa forma, foram convocadas novas eleições no município.

A mãe do cantor Wesley Safadão pediu renúncia do cargo em dezembro de 2017. De acordo com a investigação, a dupla é acusada de abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016.

Publicidade

Dê sua opinião

OPERAÇÃO ABRE ALAS

Mãe do Safadão é alvo de operação que investiga irregularidades no Carnaval de 2016

A mãe do cantor Wesley Safadão pediu renúncia do cargo de vice-prefeita de Aracoiaba em dezembro de 2017, mas é investigada. Além dela, o prefeito também foi alvo

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

6 de setembro de 2018 às 15:10

Há 3 meses
Mãe de Wesley Safadão e Antônio Claudio foram condenados na Justiça Eleitoral. (Foto: Reprodução/Facebook)

Mãe de Wesley Safadão e Antônio Claudio foram condenados na Justiça Eleitoral. (Foto: Reprodução/Facebook)

O prefeito de Aracoiaba, Antônio Cláudio Pinheiro (PSDB), foi afastado do cargo nesta quinta-feira (6), por irregularidades em contratos milionários para a promoção do Carnaval de 2016 no município. Além dele, a ex-vice-prefeita Maria Valmira Silva de Oliveira, a Dona Bill (PSDB), mãe do cantor Wesley Safadão, e outros agentes públicos foram alvos da “Operação Abre Alas” do Ministério Público do Ceará (MPCE).

Na manhã de hoje, a residência da mãe do Safadão como a de outros investigados foram alvos de batida policial. A operação cumpriu 14 mandados de busca pessoal e domiciliar nos municípios de Aracoiaba (a 86 km da capital), de Fortaleza e na Região Metropolitana, além da suspensão da função de agentes públicos e quebra dos sigilos bancário e fiscal.

Também foram afastados os secretários de Finanças e irmão do prefeito, Francisco de Assis Pinheiro; do Meio Ambiente e Urbanismo, Alexandre de Oliveira Rezende; e o secretário de Educação e ex-secretário de Cultura do município de Aracoiaba, Francisco Emílio Campelo Freitas.

De acordo com o MPCE, foram comprovadas irregularidades em procedimentos licitatórios para a cessão de uso da praça de eventos de Aracoiaba para a organização das festas de Carnaval em 2016. Também há indícios de vícios em outros contratos de obras, coleta de lixo e fornecimento de merenda escolar.

A operação foi realizada pelo Ministério Público, por intermédio da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (PROCAP), com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), do Núcleo de Investigação Criminal (NUINC) e outros promotores de Justiça, em parceria com a Polícia Civil.

Wesley Safadão em santinho político da campanha de 2016.

Wesley Safadão em santinho político da campanha de 2016.

Cassados

No dia 30 de agosto, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE) determinou a cassação e inelegibilidade do prefeito Antônio Claudio. A ex-vice-prefeita Dona Bill pediu renúncia ao cargo e não teve o diploma cassado, mas está inelegível por oito anos. Dessa forma, foram convocadas novas eleições no município.

A mãe do cantor Wesley Safadão pediu renúncia do cargo em dezembro de 2017. De acordo com a investigação, a dupla é acusada de abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016.